CUBA ENVIA MÉDICOS À ITÁLIA PARA A GUERRA CONTRA O CORONAVÍRUS

A notícia é da agência Sputinik:

O governo cubano informou ter enviado uma brigada de médicos à Itália, após receber pedido formal da Lombardia. Cuba tem alta taxa de médicos per capita, mas já confirmou 21 casos de coronavírus na ilha.

Desde a revolução de 1959, Cuba exerce o que se convencionou chamar de “diplomacia médica”. Na década de 2010, médicos cubanos estiveram na linha de frente do combate à cólera no Haiti e do ebola na África ocidental. No Brasil, médicos cubanos foram enviados para os confins do país para ajudar no combate à dengue e na falta de atendimento continuado.

No entanto, essa é a primeira vez que Cuba está enviando seu “exército de jaleco branco” a um país desenvolvido, a Itália.

“Estamos com medo, mas temos uma missão revolucionária a cumprir, então pegamos esse medo e colocamos ele de lado”, disse Leonardo Fernandez, especialista em cuidado intensivo de 68 anos, a caminho da Itália.

Fernandez contou à Reuters que essa será a sua oitava missão internacional, que incluiu trabalho na Libéria, durante a crise do ebola.

“Quem fala que não tem medo é um super herói. Mas nós não somos super heróis, somos médicos revolucionários”, disse Fernandez.

A Itália é o país com maior número de mortes pelo coronavírus, contabilizando 4.825 vítimas fatais, com 53.378 casos confirmados de COVID-19. Como comparação, a China, mesmo com mais de 81 mil pacientes infectados, registrou 3.144 vítimas fatais.

“Iremos cumprir uma tarefa honrosa, baseada no princípio da solidariedade”, disse o médico cubano Graciliano Díaz, de 64 anos.

Desde o início da pandemia de COVID-19, Cuba já enviou brigadas de médicos para a Jamaica, Venezuela, Nicarágua, Suriname e Granada.

No Brasil, o ministro da Saúde declarou que irá solicitar que os médicos cubanos que permaneceram no Brasil após serem dispensados do programa Mais Médicos voltem ao trabalho para combater a COVID-19.

8 comentários

  • Cuba e o trafico de médicos

    Por muito anos, Cuba é reconhecida por “exportar” médicos para o mundo para o governo receber aproximadamente 10 bilhões de dólares anual. Atualmente, há cerca de 30 mil médicos cubanos atuando em 67 países A Venezuela paga os cubanos em petróleo. No Brasil, Lula “emprestou” R$ 682 milhões, pelo BNDES, para Cuba construir o Porto de Mariel, através da Odebrecht.
    Os médicos cubanos em missões recebem entre 10% e 25% dos salários pagos pelos países onde atuam.Em Cuba, eles recebem um salário de US$ 15 por mês, Uma miséria! Os médicos cubanos são obrigados a ir trabalhar nos países que o governo ditador quer.
    Os escravos da medicina não tem conhecimento prévio de onde seriam alocados dentro do país de destino. Tem seus passaportes confiscados por uma autoridade cubana ao chegar ao país de destino. São monitorados por agentes de segurança de Cuba durante a missão e pressionados a compartilhar informações sobre os colegas. Podemos rotular de ‘escravidão moderna’ e de práticas de ‘tráfico humano’.
    O governo de Cuba decidiu retirar seus médicos do Brasil, após ser alvo de críticas de Bolsonaro, que acabara de ser eleito. Neste caso, os médicos cubanos ficaram no Brasil. Outros fugiram e cruzaram a fronteira com outros países onde pediram asilo e trabalharam como assistente de um cirurgião ou farmacêutico, etc

    • Estelionatário de intercâmbio

      Fica em casa e para de espalhar fak seu bolsodoria patriota cidadão! Não compartilha nada deste teu grupo aí!

    • Luiz Carlos de Oliveira

      Só esqueceu de dizer que o ensino na Ilha é gratuito e que o Psicopata que vcs elegeram disse, que assim que tomasse posse iria acabar com os Cubanos, porque eram agentes infiltrados para transformar o Brasil em um pais comunista. Mito kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Vai se informar melhor.PT saudações

      • Cuba e o trafico de médicos 3

        Luiz Carlos
        Quem elegeu o Bolsonaro foi o Brasil devido ao anti petismo ou melhor anti Lulismo. Contra a corrupção do PT. Ninguem votou em Bolsonaro e sim, contra o Lula e sua corja.
        Sem duvida nenhuma, Cuba tem um dos melhores sistemas de saúde do mundo, com a gratuidade do ensino. O que a ilha pratica é “modelo” para outros países.
        O que Bolsonaro criticou, na época, foi a forma de pagamento aos médicos pelo governo cubano. Ou melhor, a escravidão dos jalecos brancos.
        Nunca ouvi dizer que assim que tomasse posse iria acabar com o programa Mais Médicos, porque eram agentes infiltrados para transformar o Brasil em um pais comunista.
        Uma grande balela!

  • PQP.

    O TÍTULO DA MATÉRIA ESTA EQUIVOCADA.
    OS MÉDICOS, FORAM SIMPLESMENTE “OBRIGADOS” A IREM PARA A ITÁLIA, IRÃO RECEBER UM MÍSERO SALÁRIO, O RESTO FICA COM O GOVERNO CUBANO.
    SÓ ESQUERDISTA GOSTA DESSAS NOTÍCIAS, VÃO À PQP, SEUS FDP.

  • Sérgio

    Isso é só uma “gripezinha”, para que médicos? Principalmente Cubanos. Se o dinheiro fica com o governo cubano ou não, não interessa, perdemos uma grande chance de combater de forma melhor a Pandemia. Principalmente, na linha de frente e em locais de extrema pobreza. A Itália agradece o ato GENEROSO DO CAPITÃO BOZÃO BIZARRO.

  • alb

    os medicos topam qualquer coisa para sairem daquela ilha miserável. Dai da para se ter uma ideia da qualidade de vida desse lugar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *