DEMISSÕES EM MASSA NO SANTANDER: SINDICATO PROMETE GREVE

A notícia de que os espanhóis do Santander pretendem demitir funcionários causou alvoroço e revolta. O sindicato promete reagir. Vejam o que saiu no portal de notícias Brasil Atual:

Diretores do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região reuniram-se na noite de quinta-feira (31) para discutir a possível onda de cortes que deverá atingir os funcionários do Santander. Em todo o país, são mais de 52.000 trabalhadores, dos quais 22 mil estão em São Paulo. Essas demissões podem começar já nesta sexta-feira (1º), passando por todos os setores do Santander, segundo informações dos sindicalistas. Se isso realmente ocorrer, a entidade promete parar todos os locais de trabalho.

De acordo com um dirigente do sindicato, o grupo Santander no Brasil tem o melhor resultado entre os de todos os países onde o banco mantém filiais. Apesar disso, diz ele, o banco espanhol deseja “ampliar seus lucros com demissões em massa dos funcionários”. “É um grande desrespeito ao Brasil e aos brasileiros”, critica.

A ameaça de demissões pode, ainda segundo os sindicalistas, ampliar o que eles chamam de “caos” no Santander, instaurado a partir da integração dos sistemas tecnológico da instituição ao Banco Real, comprado em 2007. Há relatos de clientes que não conseguem acessar suas contas e lançamentos não registrados em conta corrente. Quando os clientes procuram informações, os funcionários não têm condições de resolver ou explicar.

De acordo com nota divulgada no final da noite pelo sindicato, assinada pela presidenta da entidade, Juvandia Moreira, “não há qualquer justificativa econômica para tantas demissões, exceto a de enviar os lucros para a Europa, que sofre com a crise”.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *