DENGUE ESTÁ SOB CONTROLE EM JALES, MAS PERIGO CONTINUA

Os números divulgados na semana passada pela servidora Vanessa Luzia da Silva, responsável pela área de comunicação da Equipe de Controle da Dengue, demonstram que a situação, em Jales, está sob controle. Até sexta-feira, haviam sido feitas 126 notificações de suspeitas da doença, das quais 52 deram resultado negativo e 14 foram confirmadas, restando saber, ainda, o resultado de 60 exames. Apesar dos números razoavelmente baixos, a Equipe de Controle da Dengue, comandada pelo vice-prefeito Clóvis Viola continua em alerta máximo, uma vez que o índice larvário medido em nossa cidade encontra-se muito acima do normal. Além disso, dos 14 casos confirmados, 06 são autóctones, isto é, foram contraídos em Jales mesmo.

Um outro fator está deixando a Equipe de Controle da Dengue preocupada: nossa turística vizinha Santa Fé do Sul, onde muitos jalesenses costumam passar seus finais de semana, ocupa o quarto lugar no ranking paulista das cidades com maior número de casos. Segundo os dados do primeiro bimestre, Ribeirão Preto concentra 49,9% dos casos confirmados, seguida de Bauru, com 7,1%, Araraquara, com 3,4%, e Santa Fé do Sul, com 2,8%.  

Apesar da epidemia em algumas cidades, os números da dengue no estado, neste ano, estão bem abaixo dos números do ano passado. O último balanço de casos no estado de São Paulo, no primeiro bimestre, foi 92,6% inferior ao registrado no mesmo período do ano passado, segundo a Secretaria de Estado da Saúde. Os municípios paulistas informaram à Secretaria 3.390 casos autóctones (com transmissão dentro do estado) da doença. No primeiro bimestre do ano passado houve 46.050.

2010 teve o maior número de mortes no Brasil por dengue desde 1990, um total de 572. Até então, o recorde era de 2008, com 491. Neste ano, com dados até o dia 26 de fevereiro, o país teve 51 óbitos confirmados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *