DOAÇÃO DO CAMPO DA FEPASA: ENTIDADES PEDEM 45 DIAS DE PRAZO PARA APRESENTAR PLANO “B”

Como dissemos ontem, OAB e Fórum da Cidadania organizaram reunião para discutir a doação do campo da Fepasa. O prefeito Humberto Parini não compareceu, mas despachou para lá dois de seus mais destacados colaboradores – Léo Huber e José Shimomura. Vamos à notícia publicada pelo portal Mais Interativa:

Numa reunião realizada ontem a noite na OAB de Jales com representantes do Ministério Público, Prefeitura, Câmara Municipal, Polícia Federal, Poder Judiciário Estadual, Delegacia Seccional de Polícia e Justiça do Trabalho foi definido em consenso que o Poder Executivo deve retirar de pauta por 45 dias o projeto de lei que tramitava na Câmara autorizando a doação do terreno onde se localiza o campo de futebol da FEPASA para a construção de um prédio próprio da Justiça Federal.

De acordo com o presidente da OAB de Jales, Aislan de Queiroga Trigo, todas as instituições representadas na reunião também necessitam de prédio próprio. “As instituições devem apresentar um projeto ao município com o tamanho da área que precisam, depois o Fórum da Cidadania vai avaliar qual a área em Jales, mais afastada do centro, que poderia abrigar todos os prédios num só lugar, atendendo às necessidades de todos”, explicou.

Com a definição de uma nova área um novo projeto será apresentado pelo Executivo para votação na Câmara. O presidente Aislan vai se reunir hoje à tarde para ouvir os representantes da Justiça Federal, entretando, numa conversa informal ontem, o juiz federal Jatir Pietroforte já adiantou que apóia a decisão da maioria.

A vereadora Aracy de Oliveira Murari Cardozo, a Tatinha (PT), entende que o campo da FEPASA não é o único, nem o melhor local para construção do prédio. De acordo com ela, o trânsito próximo a área ficará prejudicado e a construção não terá visibilidade. “Precisamos pensar em fazer crescer a cidade para outros lados, sem contar no prejuízo ao esporte amador que não tem apoio da administração em nada”, disparou a vereadora.

6 comentários

  • Juliano Matos

    Esta sim foi uma ótima ideia!!!!

  • Jacques Brel

    Não acredito na legitimidade desse grupo denominado “fórum da cidadania”, já que seus componentes não são os verdadeiros representantes da população jalesense/jalense. Esse grupo é formado por pessoas provenientes de “elite” local.

    Não é o fórum ou a Justiça Federal que atrapalha o andamento do comércio local, mas sim grande parte dos próprios comerciantes do município que acreditam que seus consumidores não merecem o mínimo de respeito

  • Jacques, eu também não vejo o chamado “fórum da cidadania” como representante da população jalesense, e não me lembro de ter dito isso. Aliás, acho que nem o próprio “fórum” se colocou como tal nessa questão da doação do campo. Penso, no entanto, que, quanto mais cabeças contribuírem nesse e em qualquer outro assunto, talvez se encontre soluções melhores que aquelas saídas apenas da cabeça do nosso prefeito. Que, por sinal, não anda muito boa.
    Quanto aos comerciantes, você não pode fazer das exceções a regra. Você há de reconhecer que o nosso comércio é competitivo e atrai gente de toda a região. E você, que aparenta ser uma pessoa bem informada, deve saber que o comércio e os serviços são os maiores geradores de empregos de nossa cidade. Nos últimos doze meses, por exemplo, o comércio gerou 199 novos empregos e os serviços geraram 204, enquanto a indústria, ao contrário, fechou 85 vagas. Como você pode ver, o nosso comércio merece mais respeito e a nossa indústria precisa de mais incentivos. Coisa que a nossa administração parece não saber.

  • Jacques Brel

    Pois bem, concordo com a fala do Emérito Cardoso, uma vez que é cabível aos comerciantes locais a melhora de algumas situações que desafiam a gestão pública.

    Primeiramente a questão do trânsito na municipalidade. Se cada comerciante local for trabalhar com seu veículo e o estacionar defronte o seu estabelecimento, onde ficarão estacionados os veículos dos clientes? Na Av. Jânio Quadros ou no Comboio?

    No tocante ao Fórum da Cidadania, acredito que este deva dar pitacos, meros pitacos, nada além disso, ao contrário do que vem acontecendo.

  • No que tange ao chamado Forum da Cidadania… acho que merece o respeito que todas as irmandades merecem… não são sociedade civil organizada…acho até que não iriam de forma alguma ao #churracodagentediferenciada, se fosse em Jales, pois o perfume os não agradaria…mais fácil encontra-los no “Senadinho”

  • Jacques Brel

    Boa homem de Teresópolis!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *