EFEITO SÉRGIO MORO: CRISE DA CONSTRUÇÃO FAZ ENGENHEIRO VIRAR TAXISTA

images_cms-image-000478405

Deu no Brasil 247:

Uma imagem divulgada na capa da edição da Folha de S. Paulo deste domingo trouxe de volta um dos símbolos dos anos 80: engenheiros dirigindo táxis. Uma imagem marcante da “década perdida”, que, agora, retorna.

A reportagem, intitulada “Engenheiros, antes escassos, agora sobram no mercado”, localizou o profissional Antonio Carlos Mitisuke Seirio, que ficou sem emprego em sua área e se transformou em motorista do Uber.

De acordo com estudo da Federação Nacional dos Engenheiros, em 2014 foram contratados pouco mais de 52 mil profissionais de engenharia e demitidos 55,1 mil. Apenas em 2015, o setor da construção civil fechou 416,9 mil vagas, de acordo com dados do Ministério do Trabalho.

Setores de construção e petróleo passam pela maior crise de sua história desde que praticamente todas as empreiteiras nacionais foram atingidas pela Operação Lava Jato. A diferença de agora, em relação aos anos 80, é que o táxi virou Uber.

Para tentar reanimar o setor de engenharia, o governo aposta nos acordos de leniência com as empreiteiras. No entanto, representantes do Ministério Público condenam a ideia por considerar que a medida concede favores a empresas corruptas.

Foram atingidas pela Lava Jato ícones da construção como Odebrecht, Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa, Mendes Júnior e Queiroz Galvão, entre muitas outras empresas.

45 comentários

  • Taxista, como diz o comentarista Neto, (é uma baita duma profissão) o que não se pode, é roubar deixar roubar e ficar passando a mão na cabeça de bandido tipo vaccari, zé dirceu genoino duque etc.

    • Anônimo

      O MAIS ENGRAÇADO DISSO TUDO É QUE A CULPA AGORA É DO JUIZ. FOI O JUIZ QUEM FEZ TANTOS ROLOS COMO ESTÃO APARECENDO NA LAVA A JATO? MEU DEUS CARDOSINHO QUE MATÉRIA É ESSA? ISSO É APELAR!

  • Piada petista

    O midia petista esta dando super poderes para o juz Moro pois tira a culpa da crise economica, da presidente Dilma e seus ministros para transferir a um juiz federal
    No caso da noticia, a da falta de investimento do governo federal e do empresariado leva a uma parcela da crise economica.
    A roubalheira do PT/PMDB/PP na Petrobras quebrou a empresa tanto assim que o preço do barril de petroleo caiu de 100 para 30 dolares, no mercado mundial e o litro de combustivel subiu 25% no posto de gasolina, para pagar o rombo da Petrobras.
    Resumindo, eles roubam, nós pagamos e a culpa e’ do juiz

  • Anônimo

    Realmente tem que punir os ladrões mas deixa as empresas trabalharem so vigialos para não roubarem mais.e cadei nos malandros

  • Zé das Éguas

    Não seria mais apropriado “EFEITO PT”???

  • Fernando

    É brincadeira colocar o culpa das demissões de engenheiros ,nas investigações da PF contra corrupção que a quadrilha do PT vem exercendo em todos seguimentos da economia .
    O título da matéria correto é : Efeito da corrupção do governo do PT: crise da construção, faz engenheiro virar taxista .

  • Evandro

    Efeito PT ou o Juiz, acorda.

  • Luiz

    Efeito Sérgio moro ??? Kkkkkk
    … Efeito corrupção , desmando , sede de poder , regresso e leis podres da politica isso sim.

  • Culpa do Moro

    Depois que os governos do PT, Lula e Dilma, privatizaram a Petrobras para os partidos do PT, PMDB e PP assaltarem a Petrobras que ficou com um divida de R$ 100 bilhoes que e’ a petrolheira mais endividada do mundo.
    Este ano a Petrobras precisa “arrumar” R$ 14,4 bilhoes para pagar suas dividas urgentes e com o preço baixo do petroleo, ela nao consegue compradores para os “negocios” que colocou a venda.
    O ano passado, vendeu a Gaspetro (R$ 1,9 bilhoes) sendo que pretende vender termeletricas, usinas de biodiesel e etanol, fabricas de fertilizantes, sua transportadora de gaz natural e a fatia na petroquimica Braskem, alem de operaçoes na Africa, na Argentina, no Japao e USA.
    Os petistas criticaram FHC com a privatizaçao das empresas do governo mas fizeram pior pois entregaram a maior empresa do Brasil para comprar o apoio dos politicos dos partidos de sua base e assim manterem no poder.
    Vamos pagar essa conta com o preço de petroleo de graça

  • Culpa do Moro

    Essa roubalheira que fizeram na Petrobras significa que quando fixaram o preço da gasolina em R$ 3,50, o barril de petroleo custa US$ 100 (cem dolares)
    Com o preço atual de US$ 30 (trinta dolares), o preço da gasolina deveria ser R$ 1 (um real) pois como a Petrobras esta’ quebrada, vamos pagar o pato
    A Petrobras vai vender as sua empresas a troco de banana porem vai ter uma propina (na venda) para os petistas
    Cervero’ e Baiano vao voltar

  • Eu Sabia

    AOS COXINHAS FASCISTA – GOLPISTAS E BABACAS.:

    Justiça começa a investigar corrupção na Petrobras na era FHC
    O Jornal de todos Brasis

    Apesar de trazer à tona as primeiras informações antes da Lava Jato, a denúncia foi apresentada pelo MPF apenas em dezembro de 2015, enquanto a Vara de Curitiba abriu primeiro os processos
    Um juiz da 3ª Vara Federal do Rio de Janeiro abriu precedente para que a suspeita de corrupção na Petrobras durante o governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB) seja investigada. O magistrado Vitor Valpuesta entendeu haver indícios de crimes apontados pelo Ministério Público Federal (MPF) sobre pagamento de propina da empresa holandesa SBM Offshore a funcionários da Petrobras de 1999 a 2012.
    O caso no Rio começou a ser investigado antes da Operação Lava Jato, que tramita na Vara Federal de Curitiba, mas a denúncia foi feita apenas no mês passado, e tornou-se ação penal no dia 13 de janeiro. Investigará crimes de corrupção ativa, passiva e evasão de divisas pelos ex-funcionários da Petrobras Jorge Zelada, Renato Duque, Pedro Barusco e Paulo Roberto Buarque Carneiro, e os funcionários da SBM no Brasil, Julio Faerman e Luís Eduardo Campos Barbosa.
    Apesar de integrarem outra ação penal, Julio e Barusco já firmaram acordos de delação premiada no âmbito da Lava Jato e com o Ministério Público do Rio de Janeiro, e por isso poderão ter descontadas as suas penas, se condenados. Pedro Barusco disse ter recebido cerca de US$ 21 milhões de Faerman e Luís Barbosa em contas no exterior.
    O juiz decidiu, no entanto, desmembrar o processo referente aos sete representantes estrangeiros da SBM que também foram alvos da denúncia. Dois deles, Bruno Chabas e Sietze Hepkema, já manifestaram interesse em um “acordo de transação penal”, em que negociam uma pena de multa ou restrição de direitos e se livram do processo.
    Já a SBM negocia acordo de leniência com o governo federal e assinou um acordo com o MP da Holanda, admitindo ter pago US$ 139 milhões em propina no Brasil.
    Em fevereiro do último ano, Fernando Henrique Cardoso disse que a corrupção da Petrobras começou com o PT. “Trata-se de um processo sistemático que envolve os governos da presidente Dilma (que ademais foi presidente do Conselho de Administração da empresa e ministra de Minas e Energia) e do ex-presidente Lula. Foram eles ou seus representantes na Petrobras que nomearam os diretores da empresa ora acusados de, em conluio com empreiteiras e, no caso do PT, com o tesoureiro do partido, de desviar recursos em benefício próprio ou para cofres partidários”, havia afirmado.
    E agora como vai ficar, cairão na rede da Lava Jato:- Aécio o Traficante, FHC o chifrudo, Aloysio Nunes, Renan, Cunha, Collor, Agripino,Serra, Alvaro Dias ( até mudou de partido, para ver se escapa) etc……

  • Eu Sabia

    AOS FASCISTA-GOLPISTA-INVEJOSOS-CAPITALISTAS–matéria tirada do Jornal o Globo: palavras de Aécio o cheirado:

    AÉCIO: PROPINA A FHC MOSTRA QUE PSDB SUPERA PT ATÉ EM CORRUPÇÃO
    Janeiro 12, 2016 Escândalo . Comentários Aécio.FHC.Lava-Jato..propina.PSDB.PT.tucano
    Aécio diz que PSDB supera PT até em corrupção São Paulo – O senador Aécio Neves disse hoje que a suposta propina recebida pelo governo FHC mostra que o PSDB está décadas à frente do PT, até mesmo quando o assunto é corrupção.
    Para Aécio, que também foi acusado por um dos delatores da Lava-Jato de receber um pixuleco, o governo tucano foi tão competente que só agora estão aparecendo os casos de corrupção.
    – Nós fazemos e fazemos bem feito. O PT é incompetente até para roubar.
    Falando pela milésima oitava vez na memória de Tancredo Neves, Aécio disse ainda que o PSDB não rouba:
    – Nós cometemos peculato e desvio de recursos, que são palavras mais chiques e dignas de nosso partido.
    Essas são as palavras do maior……. do Brasil.

  • Zé das Éguas

    NOTICIA DE ULTIMA HORA, A MAIOR BOMBA DESCOBERTA PELA VEJA, FOLHA DE SÃO PAULO E ESTADÃO:

    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1765990000296220&set=a.1430742530487637.1073741828.100006557114401&type=3

  • Edersom

    Política cada vez mais podre e cada um defendendo o seu ninho de cobras . Ainda vão pegar o chefão do bando eu acredito .

  • Walton Medeiros

    Matéria totalmente pró bandidos e corruptos, pois leva a crer que o certo é errado e o errado é o certo.

  • Parabéns ao engenheiro que não perdeu sua dignidade. Foi buscar seu sustento de maneira honesta!
    Ele é vitima das ações desonestas de vagabundos que saquearam e quebraram a ex-maior estatal brasileira. Golpe, é acusar um juiz, que no exercício de suas funções, está mostrando a realidade à população brasileira.

  • O Brasil só muda com LULLA na PAPUDA.

  • NOIS

    AOS ELEMENTOS QUE LUTAM CONTRA O BRASIL E A PETROBRAS–APESAR DE PARTICIPAREM DA PARTE GOLPISTA E AO DAREM SEUS PALPITES MOSTRAM SUAS IMBECILIDADES, POIS O QUEM VEM ESCRITO É SEMPRE BASEADO NA FOLHA , NO ESTADÃO, NA VEJA ETC……. E SÃO AQUELES QUE PENSAM QUE QUANTO PIOR MELHOR, NÃO LEVANDO EM CONTA O POVO BRASILEIRO, MAS SIM LEVANDO EM CONTA, OS FASCISTA, CAPITALISTA, BURGUESES E A DIREITA BRASILEIRA, QUE PERDEU NO VOTO É QUER GANHAR, ATRAVÉS DO VOTO.
    A ESSE IMBECIS UM POUCO DA PETROBRAS: PRIMEIRA PARTE
    A respeito da viabilidade da produção no pré-sal brasileiro:

    Em relação à matéria intitulada “Petróleo desaba e já é ameaça ao pré-sal”, publicada hoje, 6/1, no jornal “O Globo”, a Petrobras esclarece que está aumentando a sua capacidade de produção de petróleo e gás no pré-sal brasileiro de modo economicamente viável. A companhia informa que o break even (preço mínimo do barril a partir do qual a produção é economicamente viável) planejado no momento em que foram aprovados os projetos de produção do pré-sal, situava-se no entorno de US$ 45 por barril, incluída a tributação e sem considerar os gastos com infraestrutura de escoamento de gás. Ao considerá-los, esse valor pode aumentar entre US$ 5 e US$ 7 por barril.
    Além disso, o break even já mencionado, leva em consideração uma vazão de poços entre 15 e 25 mil barris por dia. Atualmente a Petrobras produz no pré-sal a uma vazão média de 20 mil barris por dia. Alguns poços do Polo Pré-sal da Bacia de Santos têm alcançado vazão superior a 30 mil barris de óleo por dia, com efeito positivo na economicidade dos projetos. Essa elevada produtividade permitiu, por exemplo, que as unidades piloto de produção do FPSO Cidade de São Paulo (navio-plataforma operando no campo de Sapinhoá) e FPSO Cidade de Paraty (instalada no campo de Lula) atingissem a sua capacidade máxima de produção, de 120 mil barris por dia, com apenas quatro poços produtores interligados a cada uma delas.
    Esse cálculo considera que todos os dispêndios dos projetos (investimentos, custos operacionais e tributação) estão associados ao nível de preços dos insumos vigente no momento da sua aprovação. É importante destacar, ainda, que os custos da indústria fornecedora de bens e serviços são, historicamente, correlacionados aos preços de petróleo no mercado internacional. Quando há redução relevante, como no caso atual do patamar de preços do barril, ela é acompanhada, ainda que não imediatamente, de uma diminuição dos custos em segmentos importantes do setor de bens e serviços. O efeito dessa redução compensa, em parte, a perda de receita ocasionada pela queda do preço do barril.
    Vale ressaltar, também, que as decisões de investimento em projetos de Exploração & Produção – especialmente os destinados a águas profundas – são baseadas em cenários que incorporam uma visão de longo prazo, não só para os preços, como também para todos os demais insumos e custos dos projetos.
    Alta produtividade – O enorme potencial do pré-sal pode ser avaliado pela elevada produtividade dos poços em operação. No último dia 16 de dezembro, por exemplo, a produção de petróleo nos campos operados pela companhia na província do pré-sal nas bacias de Santos e Campos atingiu a marca histórica de 700 mil barris de petróleo por dia (bpd), com a contribuição de apenas 34 poços produtores interligados a 12 diferentes plataformas – sendo oito deles produzindo exclusivamente na camada pré-sal. Esse volume foi alcançado apenas oito anos depois da primeira descoberta de petróleo nessa província, em 2006, e apenas seis meses após a companhia ter atingido a marca de 500 mil bpd, em julho.
    Além disso, vêm contribuindo para o desempenho da companhia no pré-sal os resultados obtidos pelos programas estratégicos PRC-Poço (Programa de Redução de Custos em Poços) e PRC-Sub (Programa de Redução de Custos em Sistema Submarinos). Esses programas integram iniciativas que vêm incorporando melhorias contínuas na redução da duração e dos custos não só de poços, como também de instalações submarinas dos projetos de Exploração e Produção, contribuindo para aumentar ainda mais a competitividade econômica dos projetos do pré-sal. Como exemplo da melhor produtividade que vem sendo obtida desde 2010, destaca-se a redução da ordem de 60% no tempo de construção de poços dos campos de Lula e Sapinhoá, ambos no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos.

  • NOIS

    AOS PESSIMISTAS COXINHAS QUE LUTAM CONTRA A PETROBRAS-SEGUNDA PARTE:

    Petrobras reafirma que perda com corrupção calculada até abril é de R$ 6,2 bi.
    PF estima que prejuízo da Petrobras com corrupção pode ser de R$ 42 bi.
    A informação foi divulgada por Ivan de Souza, diretor financeiro da Petrobras, em coletiva de imprensa após a divulgação dos resultados trimestrais da estatal.
    selo petrobras -VALE ESTE .
    De acordo com o laudo de perícia criminal anexado pela Polícia Federal (PF) em um dos processos da operação Lava Jato, o prejuízo causado pelas irregularidades na Petrobras descobertas pela Operação Lava Jato pode chegar à casa dos R$ 42,8 bilhões.
    Questionado pela imprensa sobre a estimativa da PF, Souza afirmou: “não temos nenhuma informação adicional que leve a acreditar que o valore de R$ 6,2 bilhões está equivocado. Está correto e não vai ser alterado”.
    A Lava Jato investiga um esquema de corrupção, desvio e lavagem de dinheiro envolvendo funcionários da Petrobras, diretores de empreiteiras e operadores. Conforme a investigação, as empreiteiras se organizavam em cartel para vencer licitações e se beneficiar de aditivos aos contratos. Essas empresas pagavam propina a diretores e gerentes da Petrobras, operadores e a partidos políticos como PP, PT, PSDB,DEM e PMDB por doação eleitoral. As legendas negam que tenham recebido dinheiro ilícito.
    Prejuízo no trimestre
    A Petrobras teve prejuízo líquido de R$ 3,759 bilhões no terceiro trimestre de 2015, informou a estatal nesta quinta-feirar, isso em 2015.
    No acumulado nos 9 primeiros meses do ano, a petroleira acumula lucro líquido de R$ 2,102 bilhões, o que representa uma queda de 58% na compração com o mesmo período de 2014.
    O resultado do período entre julho e setembro representa uma piora em relação ao trimestre anterior, quando a petroleira teve lucro líquido de R$ 531 milhões. No 1º trimestre de 2015, a estatal obteve lucro de R$ 5,33 bilhões.
    No comparativo com os meses de julho a setembro de 2014, o prejuízo foi menor que a perda de R$ 5,339 bilhões registrada no 3º trimestre de 2014.
    Segundo dados da Economatica, o prejuízo do 3º trimestre é o terceiro pior resultado trimestral da empresa, na série histórica iniciada em 1993, perdendo apenas para o 4º trimestre de 2014 (- R$ 26,6 bilhões) e para o 3º trimestre de 2014 (-R$ 5,339 bilhões).

  • NOIS

    A DIREITA BRASILEIRA QUE QUER VER O PAÍS PELAS COSTA, PARA DEPOIS TENTAREM UM GOLPE FASCISTA, POIS ELEIÇÃO NÃO GANHAM–TERCEIRA PARTE:– A PETROBRAS:—

    O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, disse dia, 23, que a conjuntura geral do cenário econômico e a situação financeira da Petrobras levaram a companhia a cancelar a construção das refinarias Premium I e II nos Estados do Maranhão e do Ceará. Segundo ele, o impacto da Operação Lava Jato nas decisões sobre o empreendimento teria sido apenas “relativo”.
    “O cenário do setor de petróleo no mundo hoje é completamente diferente do verificado há alguns anos. O barril de petróleo caiu para cerca de US$ 30 e apresenta grande volatilidade. As negociações sobre o programa nuclear com o Irã podem derrubar sanções contra o país e isso aumentaria em muito a oferta mundial, impactando ainda mais o preço do óleo”, afirmou Braga à comissão externa da Câmara dos Deputados que apura o cancelamento da construção das refinarias.
    Segundo o ministro, a produção de petróleo no País deverá continuar crescendo nos próximos anos a despeito das dificuldades atuais da Petrobras. Apesar da atual queda na demanda por combustíveis no Brasil, Braga afirmou que o mercado deve voltar a crescer a partir de 2017 e 2018. Ele reiterou a importância do setor de refino de petróleo para o País. “Uma refinaria para operar em 2024 precisa iniciar o seu projeto no curto prazo”, completou.
    Questionado pelo relator da comissão, deputado Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE), sobre detalhes dos contratos da Petrobras com os governos do Maranhão e do Ceará para a construção das refinarias, Braga limitou-se a dizer que o presidente da companhia, Aldemir Bendine, enviará os esclarecimentos aos parlamentares.
    Braga afirmou ainda que o Brasil é importador de derivados de petróleo e, por isso, precisa de mais refinarias. Ele voltou a dizer que o cancelamento das obras das refinarias Premium I e II ocorreu devido a problemas financeiros da Petrobras, e não por uma política do governo.
    “O ministério entende que há necessidade clara de ampliação de algumas de nossas refinarias e a construção de novas. Não há impedimento legal para que o capital privado nacional ou estrangeiro invista em refinarias, mas precisamos estabelecer uma credibilidade de que os preços dos derivados serão regidos apenas pelo mercado, como ocorre em outros países”, disse o ministro.
    Questionado pelos parlamentares sobre o projeto de lei que tramita na Câmara que extingue o regime de partilha na exploração do pré-sal, voltando ao modelo de concessões, Braga defendeu a manutenção do atual modelo. “Defendo o regime de partilha na exploração do pré-sal porque defendo o fundo social. Temos uma janela de oportunidade de produção de uma reserva finita que precisa deixar legado para a educação e a saúde. Isso por si só já justifica a manutenção do regime de partilha”, completou.

  • NOIS

    AOS COXINHAS QUE CORREM NA VEIA O SANGUE DO ÓDIO CONTRA DILMA, LULA E A PETROBRAS, QUERENDO O GOLPE DOS FASCISTAS BRASILEIROS–PETROBRAS–QUARTA PARTE:—ISSO TUDO TIRADO DO FACEBOOK, GOOGLE, VALOR ECONÔMICO, O GLOBO, UOL.com E CARTA CAPITAL:—

    Como salvar a Petrobras?

    A Petrobras perdeu mais de 60% de seu valor de mercado desde setembro.
    Além de uma das maiores crises políticas dos últimos anos, o escândalo de corrupção da Petrobras teve sérias consequências econômicas para a empresa que simbolizou a ascensão do Brasil no cenário internacional na última década.
    Entre outubro e fevereiro, a empresa perdeu mais de 60% de seu valor de mercado. E embora a perda também tenha sido influenciada pela queda global no preço do barril de petróleo, ela foi mais acentuada do que a de outras empresas do gênero por causa das revelações da operação Lava Jato.
    A empresa também sofreu especificamente com a desvalorização do real em relação ao dólar – a moeda em que fez seus contratos internacionais.
    MPF denuncia 27 em Lava Jato; Dilma diz não interferir em investigações.
    Para complicar a situação, a Petrobras teve sua classificação de risco rebaixada pela agência Moody’s, o que cria dificuldades para atrair investimentos e continuar financiando projetos como a exploração das jazidas do pré-sal.
    A empresa tem um longo caminho pela frente para estabilizar sua situação e retomar o status de maior empresa do país. Mas quais seriam as medidas que a Petrobras precisa adotar para se reerguer?
    A BBC Brasil ouviu analistas do mercado e do meio acadêmico para tentar identificar os passos a serem tomados para contornar a crise.
    1. Transparência nas contas
    A Petrobras foi duramente criticada por ainda não ter publicado o balanço auditado do terceiro trimestre e o resultado anual de 2014. Na prática, isso significa que a empresa não conseguiu calcular os prejuízos causados pela corrupção revelada pela Operação Lava Jato.
    Oficialmente, se a empresa não divulgar resultados até 31 de maio, credores podem pedir o pagamento antecipado de dívidas. De acordo com a Petrobras, seu montante de débitos é de R$ 331 bilhões.
    Fachada da Petrobras
    Image caption
    A Petrobras estaria negociando extensão no prazo de entrega de seu balanço
    Recentemente, foi revelado que a empresa teria iniciado negociações com credores para buscar um adiamento do prazo de entrega do balanço. Mas há quem veja na possível extensão mais problema que solução.
    “É inconcebível que uma empresa do tamanho e da importância da Petrobras, e que opera no mercado internacional, atrase tanto a divulgação de informações fundamentais para seus investidores e credores. Quem é que vai investir numa empresa sem saber os números? Essa falta do balanço é o centro nervoso do problema”, afirma Wilber Colmerauer, diretor do Brazil Funding, empresa com base em Londres e que presta consultoria para investidores Europeus em busca de oportunidade no Brasil.
    A divulgação dos resultados depende de uma auditoria a cargo da empresa Price Waterhouse Cooper, a mesma que se recusou a assinar as demonstrações do terceiro trimestre de 2014.
    2. Fazer caixa
    Nos últimos 10 anos, a Petrobras expandiu operações e acumulou dívidas, especialmente a longo prazo. Aliado ao atraso na divulgação do balanço auditado, a situação financeira da empresa, além de mostrar poucas condições atraentes para novos investimentos, preocupa os que já tinham investido nela.
    Em fevereiro, por exemplo, o fundo de investimentos britânico Abeerden Asset Management vendeu todas as 8.4 milhões de ações da Petrobras que possuía. “As denúncias de corrupção questionam se a direção da Petrobras estava realmente no controle da empresa. Tivemos dúvidas que nos fizeram acreditar que não era o lugar certo para nós (investirmos)”, disse à agência Bloomberg a diretora de investimentos do fundo, Anne Richards.
    As denúncias de corrupção danificaram a reputação da Petrobras no exterior
    Essa situação tornou ainda mais importante a necessidade da Petrobras de fazer caixa. E, recentemente, a empresa anunciou um plano de desinvestimentos com o objetivo de arrecadar R$ 44,1 bilhões em dois anos. Analistas, no entanto, consideram o objetivo otimista num cenário de petróleo com preço baixo e em que a confiança do mercado na empresa não é das maiores.
    “Este valor certamente parece alto, ainda mais porque a direção da Petrobras não deu informações mais específicas sobre que ativos, projetos e negócios que pretende negociar”, opina Adrian Landgrebe, da Sagil Capital, fundo de investimentos especializado em projetos na América Latina – e que até 2010 era acionista minoritário da Petrobras.
    “Em 2010, já estávamos preocupados com o que víamos como o envolvimento da Petrobras em muitos simultâneos e decidimos encerrar nossas operações com a empresa. Isso não quer dizer que ela não tenha ativos atraentes, mas acho que a atenção do mercado precisará ser atraída com ofertas significativas. Um dos campos do pré-sal, por exemplo”.
    3. Repensar o pré-sal
    A descoberta do pré-sal, em 2006, foi saudada como um divisor de águas na economia brasileira. Nove anos depois, as reservas de petróleo em grandes profundidades continuam sendo consideradas viáveis economicamente por analistas, mas já não são mais vistas como o combustível para uma mudança significativa.
    Petróleo baixo já acende alerta para projetos como o pré-sal
    “Há dois grandes problemas da Petrobras em relação ao pré-sal”, opina o analista de investimentos em petróleo Stanislav Ermilov, que em janeiro publicou um estudo sobre a Petrobras no Seeking Alpha, um serviço de conteúdo para mercados financeiros que é abastecido por uma base de investidores e especialistas de diversas indústrias.
    “O primeiro é a viabilidade econômica num cenário de baixa dos preços do petróleo, já que a extração das reservas do pré-sal é tecnologicamente complexa e cara. O segundo passa pelo fato de que as denúncias de corrupção e a situação administrativa da empresa dificultarão a captação de recursos para o financiamento dos projetos”.
    Segundo a Petrobras, a cotação atual do barril de petróleo (US$30) está abaixo no limite do que torna a exploração do pré-sal economicamente viável.
    4. Modelo de propriedade
    O escândalo de corrupção na Petrobras dá margem para discussões sobre o modelo de propriedade da empresa, alegam analistas ouvidos pela BBC Brasil. Para o indiano Ravi Ramamurti, diretor do Centro de Mercados Emergentes da Northeastern University, nos Estados Unidos, e autor de um livro sobre grandes empresas do grupo de países Bric, a crise na Petrobras deveria ser uma oportunidade para a discussão sobre mudanças no relacionamento entre a empresa e o governo.
    A escolha de Aldemir Bendine para a presidência também despertou críticas
    “A meu ver, o escândalo de corrupção põe fim à ideia de que o petróleo precisa ser protegido pelo Estado. Afinal, as denúncias mostram que exatamente o contrário está acontecendo. Não estou dizendo que deveria haver uma privatização pura e simples, mas ficou claro que o atual modelo faz da Petrobras um instrumento de interesse político que comprometeu não apenas a confiança do mercado na Petrobras, mas também na economia brasileira”, argumenta Ramamurti.
    Mas a especialista em energia do centro de estudos britânico Chatham House, Valérie Marcel, lembra que empresas petrolíferas controladas por governos ainda detêm a maioria das reservas de petróleo e gás do mundo. E que a Petrobras pode se inspirar em modelos considerados bem-sucedidos pelo mercado, como a Petronas, da Malásia.
    “Na teoria, o modelo da Petrobras não é ruim, pois abre espaço para outros acionistas e diminui a interferência do governo. Na prática, isso não aconteceu e é importante agora que a Petrobras encontre um equilíbrio o mais rápido possível. Mas historicamente há no Brasil uma ligação entre o Estado e os recursos naturais e isso não vai mudar da noite para o dia”, pondera Marcel.
    Ramamurti critica também a escolha do ex-presidente do Banco do Brasil Aldemir Bendine para o cargo máximo na Petrobras. “A melhor mensagem que poderia ser dada para o mercado agora era a escolha de alguém da área do petróleo e que entendesse perfeitamente a indústria onde a Petrobras opera”.
    5. ‘Grande demais para o fracasso’?
    O que não parece estar em discussão é a ideia de que a Petrobras é o que o mercado conhece como too big to fail (grande demais para fracassar, em tradução). Ou seja: é importante demais para a economia brasileira e será socorrida pelo governo caso as dificuldades aumentem. Essa “certeza” tem feito com que nem tudo seja fuga de investimentos. O fundo escandinavo Skagen, por exemplo, anunciou em fevereiro um aumento em sua participação na Petrobras.
    Para alguns analistas, o modelo de propriedade da Petrobras também deveria ser debatido.
    “Nossa avaliação é que a Petrobras é uma companhia flexível o suficiente para lidar com as circunstâncias. O atraso na divulgação do balanço e as denúncias de corrupção criaram muita incerteza, mas não vemos risco à habilidade da Petrobras em honrar seus compromissos”, explica Ola Sjostrand, analista da Skagen.
    Charles Sizemore, comentarista financeiro e analista da Sizemore Capital, nos EUA, não vê qualquer risco de insolvência da Petrobras e diz que o maior problema da empresa é a confiança dos investidores a longo prazo.
    “A empresa não está numa situação de risco de falência e o mercado espera que o governo brasileiro a ‘salve’ e assuma sua obrigações caso necessário.”
    “Mas a reputação da Petrobras foi danificada de forma significativa e investidores não foram convencidos de que a mudança de comando na empresa foi um sinal significativo do governo brasileiro de que a Petrobras não continuará sendo usada como instrumento político”, conclui Sizemore.
    PETROBRAS É DO BRASIL E SEMPRE SERÁ DO BRASIL-NUNCA SERÁ PRIVATIZADA PELA DIREITA GOLPISTA, CORRUPÇÃO, ESCÂNDALOS, MENTIRAS EXISTEM, MAS TEM E VAI ACABAR, AINDA MAIS AGORA QUE OUTROS PEIXES, CAÍRAM NA REDE, OU SEJA : AÉCIO, FHC, ALOYSIO, CUNHA , RENAN, COLLOR, AGRIPINO,CAIADO, ETC………

  • AMIGOS

    GOLPISTA DA DIREITA FASCISTA E SUA CORRUPÇÕES VAMOS MOSTRAR UM POUCO;—–

    14 escândalos de corrupção envolvendo Aécio, o PSDB e aliados
    São muitos os escândalos de corrupção que lançam suspeitas não apenas sobre o candidato Aécio Neves, mas também sobre seus colegas tucanos e aliados.

    O candidato do PSDB à presidência, Aécio Neves, se apresenta como o candidato da ética e da moralidade, mas são muitos os escândalos de corrupção que lançam suspeitas não apenas sobre ele, mas também sobre seus colegas tucanos e aliados. Escândalos esses em torno dos quais o PSDB opera para que não tenham destaque da mídia e não sejam investigados. Confira aqui 14 deles:

    1 – Escândalo da Petrobrás: valor ainda não contabilizado
    O candidato do PSDB à presidência da República, Aécio Neves, adora criticar a candidata do PT à reeleição, Dilma Rousseff, pelo suposto envolvimento de petistas no escândalo da Petrobrás. As investigações, entretanto, apontam também para o possível envolvimento de lideranças tucanas. Em depoimento, o ex-diretor da estatal, Paulo Roberto Costa, afirmou ter pago propina ao ex-presidente do PSDB, Sérgio Guerra, que morreu este ano, para ele ajudar a esvaziar uma CPI criada em 2009 para investigar a Petrobrás.

    2 – Desvio das verbas da saúde mineira: R$ 7,6 bilhões
    Na última terça (14), no debate da Band, a presidenta Dilma acusou Aécio Neves de desviar R$7,6 bilhões da saúde quando foi governador de MG. O tucano disse que ela estava mentindo e, então, Dilma convidou os eleitores a acessarem o site do Tribunal de Constas do Estado (TCE). Naquela noite, o site saiu do ar, segundo o TCE devido à grande quantidade de acessos. Nesta quarta (15), o site voltou, mas os documentos citados por Dilma desapareceram por cerca de 4 horas, até a imprensa denunciar a manobra. A presidenta do TCE, Adriane Andrade, foi indicada por Aécio e é casada com Clésio Andrade (PMDB), seu vice-governador no primeiro mandato.

    3 – Aecioporto de Cláudio: R$ 14 milhões
    Quando era governador de Minas Gerais (2003-2010), Aécio construiu cinco aeroportos em municípios pequenos, todos eles nas proximidades das terras de sua família. O caso mais escandaloso foi o de Cláudio, com cerca de 30 mil habitantes e que já fica próximo a outro aeroporto (o de Divinópolis, há apenas 50 Km). A pista, que foi construída a 6 Km da fazenda do presidenciável, fica nas terras do tio-avô de Aécio, desapropriadas e pagas com dinheiro público. Quem cuida das chaves do portão são os primos de Aécio. Custou R$ 14 milhões aos cofres mineiros.

    4 – Relações com Yusseff : R$ 4,3 milhões
    O doleiro Alberto Yousseff ficou conhecido nacionalmente devido ao seu envolvimento no escândalo da Petrobrás. Mas a Polícia Federal também investiga os serviços prestados palas empresas de fachada do doleiro para uma outra estatal, a mineira Cemig, controlada há anos pelo PSDB de Aécio Neves, principal líder do partido no Estado. As suspeitas é que a Cemig tenha sido usada para engrossar o caixa do grupo, através da parceria com a empresa Investminas, uma sociedade de propósito específico, criada para construir e operar pequenas hidrelétricas, cuja única operação comercial foi uma parceria firmada com a Cemig. Vendida à Light, a participação na sociedade rendeu à Investminas, em poucos meses, R$ 26,586 milhões, um ágil surpreendente de 157%. Três semanas depois, R$ 4,3 milhões foram depositados pela Investminas na conta MO Consultoria, empresa de fachada usada por Yousseff. As suspeitas é que tenham sido destinados a pagar os agentes públicos envolvidos na operação. O caso ainda está sob investigação.

    5 – Favorecimento aos veículos da Família Neves: valor não contabilizado
    Nem Aécio Neves e nem o governo de MG divulgam qual a fatia da publicidade oficial do estado foi parar nos meios de comunicação da família do presidenciável, de 2003 até agora. E a falta de transparência, claro, gera suspeitas. A família Neves controla a Rádio Arco Íris, retransmissora da Jovem Pan em Belo Horizonte, e as rádios São João e Colonial, de São João del Rei, além do semanário Gazeta de São João del Rei. Aécio é sócio da Arco Íris com a mãe e irmã mais velha, Andrea que, quando ele foi governador, era coordenadora voluntária do grupo de assessoramento do governo que tinha como atribuição estabelecer as políticas de comunicação do governo e aprovar os gastos em publicidade.

    6 -Nepotismo em Minas
    Aécio diz que é a favor da meritocracia, mas, além de receber pelo gabinete do pai, em Brasília, quando morava no Leblon, de 1980 a 1983, não deixou de empregar parentes quando governou Minas. A lista é longa. Oswaldo Borges da Costa Filho, genro do padrasto do governador, foi presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico e Minas Gerais. Fernando Quinto Rocha Tolentino, primo, assessor do diretor-geral do Departamento de Estradas e Rodagem (DER/MG). Guilherme Horta, outro primo, assessor especial do governador. Tânia Guimarães Campos, prima, secretária de agenda do governador. Frederico Pacheco de Medeiros, primo, era secretário-adjunto de estado de Governo. Ana Guimarães Campos e Júnia Guimarães Campos, primas, servidoras do Servas. Tancredo Augusto Tolentino Neves, tio, diretor da área de apoio do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG). Andréia Neves da Cunha, irmã, diretora-presidente do Serviço de Assistência Social de Minas Gerais (Servas). Segundo Aécio, o trabalho da irmã era voluntário.

    7 – Mensalão tucano: pelo menos R$ 4,4 milhões
    Trata-se do esquema de desvio de verbas de empresas públicas armado em Minas Gerais, em 1998, para favorecer a reeleição do então governador tucano Eduardo Azeredo. Além dos políticos tucanos, os acusados são os mesmos responsabilizados pelo chamado “mensalão petista”: o publicitário Marcos Valério e os diretores do Banco Rural. Entretanto, embora tenha acontecido antes, o esquema tucano ainda não foi julgado. E mais, não o será pelo STF,
    mas pela justiça comum. O processo está engavetado há tanto tempo que vários envolvidos já se beneficiaram pela prescrição. Pela denúncia feita pelo Ministério Público, foram desviados pelo menos R$ 4,4 milhões. Mas os valores são discutíveis: como as operações de algumas empresas públicas, como a Cemig, ficaram de fora da denúncia, há quem defenda que possa ser bem maior.

    8 – Mensalão tucano II: R$ 300
    As conexões dos tucanos com o esquema de Marcos Valério são profundas. O candidato derrotado ao governo de Minas Gerais pelo PSDB nas eleições deste ano, Pimenta da

    Veiga, é alvo de um inquérito da Polícia Federal que investiga porque ele recebeu, em 2003, um total de R$ 300 mil de agências de publicidade de Marcos Valério.

    9 – Máfia do Cachoeira: valor não contabilizado
    Em 2012, o Congresso instalou uma CPI para investigar as relações entre a máfia do bicheiro Carlinhos Cachoeira com agentes públicos e privados. Entre os públicos, estavam o ex-senador Demóstenes Torres (à época filiado ao DEM), o então governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB) e o então procurador-geral da República, Roberto Gurgel, acusado de prevaricar ao descontinuar as investigações da Polícia Federal. Entre os agentes privados, destacaram-se veículos de imprensa, como a revista Veja, e empreiteiras, como a construtora Delta. Em função da pressão política dentro do parlamento, para aprovar seu relatório final, o deputado Odair Cunha (PT-MG) teve que retirar os pedidos de indiciamento de jornalistas e do ex-procurador geral. O mandado de Demóstenes no Senado foi cassado, mas, por decisão do ministro do STF, Gilmar Mendes, o mais afinado com o ideário tucano, ele teve o direito de reassumir sua vaga de promotor em Goiás.

    10 – Cartel dos metrôs de SP e DF: pelo menos R$ 425 milhões
    O escândalo vem de longa data, mas até agora nenhum político foi punido. Envolvem dois casos diferentes, mas com relações entre si: o Casol Alston, a multinacional francesa que teria subornado políticos ligados ao governo Alckmin para ganhar o contrato da expansão do metrô de SP, e o Caso Simiens, a empresa que admitiu ter formado cartel com outras 13 para fraudar as licitações do metrô de SP e do DF. A Simens entregou ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) uma série de documentos que comprovam que o governo tucano tinha conhecimento da formação do cartel. Reportagem da Istoé estimou em R$ 425 milhões de reais os prejuízos para os cofres públicos. No Caso Alston, a PF indiciou, por corrupção passiva, o vereador Andrea Matarazzo (PSDB), ex-ministro do governo FHC.

    11 – Privataria tucana: R$ 124 bilhões
    Registradas e documentadas no livro “A Privataria Tucana”, de Amaury Ribeiro Junior, as denúncias revelam os descaminhos do dinheiro público desviado pelos tucanos na era das privatizações, instaurada pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e seu então ministro da Fazenda, José Serra. Resultado de 12 anos de investigação do ex-jornalista da Isto É e de O Globo, o livro irritou o ninho tucano. Serra o classificou como “lixo”. FHC, como “infâmia”. Aécio Neves, como “literatura menor”. Pelos cálculos do deputado Protógenes Queiroz (PCdoB-SP), delegado da Polícia Federal que atuou no caso, o montante desviado dos cofres públicos pelos tucanos para paraísos fiscais chega a R$ 124 bilhões.

    12 – Emenda da reeleição de FHC: valor não contabilizado
    Em 1997, durante o governo FHC, a Câmara aprovou a emenda que permitiria a reeleição presidencial. Poucos meses depois, começaram a pipocar as denúncias de compra de votos pelo Executivo para aprovação da matéria. Um grampo revelou que os deputados Ronivon Santiago e João Maia, ambos do PFL do Acre, receberam R$ 200 mil cada um. Na gravação, outros três deputados eram citados de maneira explícita e dezenas de congressistas acusados de participação no esquema. Nenhum foi investigado pelo Congresso nem punido. Apesar das provas documentais, o então procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, engavetou as denúncias. No ano seguinte, FHC se reelegeu para um novo mandato. Brindeiro foi nomeado para um segundo mandato no cargo.

    13 – O caso da Pasta Rosa: US$ 2,4 milhões
    Em 1995, servidores do Banco Central que trabalhavam em uma auditoria no Banco Econômico encontraram um dossiê com documentos que indicavam a existência de um esquema ilegal de doação eleitoral, envolvendo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e Antônio Calmon de Sá, dono do Econômico e ex-ministro da Indústria e Comércio da ditadura. O esquema apontava a distribuição ilegal de US$ 2,4 milhões dos bancos a 45 políticos que se candidataram nas eleições de 1990, entre eles o José Serra (PSDB), Antônio Magalhães (do antigo PFL, hoje DEM) e José Sarney (PMDB). O ex-banqueiro Ângelo Calmon de Sá foi indiciado pela Polícia Federal por crime contra a ordem tributária e o sistema financeiro, com base na Lei do Colarinho-Branco. Nenhum político foi punido por causa do escândalo.

    14 – Caso Sivam: valor não contabilizado
    Primeiro grande escândalo de corrupção do governo FHC, o Caso Sivam, que estourou em 1995. envolve denúncias de corrupção e tráfico de influência na implantação do Sistema de Vigilância da Amazônia. O ponto alto foi quando o vazamento de gravações feitas pela Polícia Federal expôs uma conversa entre o embaixador Júlio César Gomes dos Santos, à época chefe do cerimonial de FHC, e o empresário José Afonso Assumpção, representante da empresa norte-americana Raytheon no Brasil, em que ambos defendiam os interesses dessa última no Sivam. E foi justamente a Raytheon que arrematou, sem licitação, o contrato de US$ 1,4 bilhão. O escândalo também envolvia ministros e outros assessores de FHC, além de empresas brasileiras. Em 1996, o deputado Arlindo Chinglia (PT-SP) protocolou pedido de instalação de uma CPI, que só saiu em 2001, mas de forma esvaziada. Como tinha maioria no parlamento, o governo FHC conseguiu abafar as denúncias. Ninguém foi punido.
    Sem contar o: Banestado, o Trensalão, o TRT de SP. A Sabesp, Mensalão do DEM, Sudan, Sudene, Metro de SP, Merenda em SP, o Helicoca, etc….
    Os envolvidos:–Aécio, FHC, Aloysio Nunes, Renan, Cunha, Collor, Agripio, Serra, Alvaro Dias, Sampaio Corrêa entre outros.

    • AMIGO.Pergunta por onde anda o JOAO CANDIDO, aquele portento de navio que o ASQUEROSO lançou com direito a champanhe, que foi recolhido no dia do lançamento, e que continua depois de 10 anos, a singrar no deck de construção com os parafusos e soldas teimando em pular das emendas de aço.Bobagem, para o ralo foi só a bagatela de 275 milhões; pechincha se comparado a roubalheira da PETRODOIDA que já foi a décima maior empresa do mundo e hoje vale menos do que a dívida que tem.

    • Zé das Éguas

      Querido AMIGOS… acho que você está confundido alguma coisa… esse blog não é humorístico!!! Seu post cairia bem no Jacaré Banguela, Humortadela, etc…

    • Abraham Lincoln

      Há algo de muito estranho neste seu título ai, colega Cardoso. Partindo-se deste seu pressuposto, onde o Julgador é culpado pelos reflexos da conduta daquele que é julgado, então não seria de todo absurdo se afirmássemos que foi Maurício Fossem (Juiz), com a participação de Francisco Cembranelli (Promotor), que atirou, pela janela do edifício London, a pequena Isabella Nardoni. Embora pareça, à primeira vista, algo quase pecaminoso, em paralelo, tem a mesma conotação que afirmar que Sergio Moro pôs em crise as empreiteiras. Prefiro acreditar que abusou de seu sarcasmo.
      Agora, aqui entre nós, o que realmente não me desce é esse cara chato, que gasta todo seu tempo ocioso (e deve ser muito tempo) no Ctrl “C” e Ctrl “V”, cagando o Blog em todas as postagens. Utiliza de vários pseudônimos, como “Amigos”, “Nois”, “Eu”, “Professor”, entre outros, mas todos eivados da mesma cristalina burrice. Haja saco!!!

  • MANÉ É MANÉ....

    Aff….
    Como se a culpa fosse do Juiz….
    Fica a pergunta: Para se ter emprego no País, se faz necessário corrupção?

    Culpa de tudo é do PT, da corrupção….

  • AMIGOS

    COMO AGEM A POLICIA FEDERAL, QUE PERTENCE A DIREITA FASCISTA, GOLPISTA E CRÁPULA, PARA OBTER DELAÇÃO PREMIADA, MAS QUE ENVOLVA O NOME DO FUTURO PRESIDENTE LULA, ESSA É A ESCORIA MAIS BAIXA DO BRASIL, COMANDADA PELO PSDB, DEM, PMDB E OUTROS PARTIDOS MENORES OU PELO AÉCIO, FHC, ALOYSIO NUNES, CUNHA, RENAN, COLLOR AGRIPINO, SERRA, ALVARO DIAS ( QUE MUDOU DE PARTIDO PARA TENTAR FUGIR DA CADEIA ), SAMPAIO CORREA .
    ESSA É UMA CÓPIA DO ARTIGO, TIRADO DO O GLOBO, FACEBOOK , GOOGLE, BLOG CAFEZINHO, VIOMUNDO, ESTADÃO ETC….:

    Horror! PF tortura senhora doente pra extrair delação do marido contra Lula
    25/01/2016
    Polícia Federal

    Desde terça-feira passada, 18, a empresária Cristina Mautoni Marcondes Machado, 53 anos, está presa na Polícia Federal (PF), em Brasília.
    Tudo indica que é o “o troco” dado ao seu marido, o lobista Mauro Marcondes Machado, 79, por ele não ter aceito fazer delação premiada.
    Cristina e Mauro são sócios na empresa Mautoni&Machado.
    Em 26 de outubro de 2015, os dois foram presos preventivamente em nova fase da Operação Zelotes – a que investiga a suposta venda de medidas provisórias (MPs) do governo federal.
    Parênteses: a Zelotes original, que apurava sonegação de impostos de R$ 21 bilhões por grandes empresas, como Bradesco, Santander, Grupo Gerdau, Mitsubishi, e Grupo RBS, afiliado à TV Globo no Sul, foi abandonada pela Polícia Federal (PF) e pelo Ministério Público Federal (MPF), sem maiores explicações até agora. Fechado parênteses.
    Mauro Marcondes é acusado de ter pago valores acima do mercado em contrato de consultoria à LFT Marketing Esportivo, do empresário Luís Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula.
    Para os acusadores, os repasses teriam ligação com a venda de MPs. Luís Cláudio sustenta que os valores se referem a serviços de consultoria prestados em sua área de atuação, o esporte.
    Cristina foi presa por “ameaça à ordem pública”. Na empresa, ela figurava como sócia do marido e cuidava da rotina administrativa.
    “Não é segredo que, com sua prisão, o comando da Zelotes quer forçar seu marido a fechar um acordo de delação premiada”, observou em dezembro do ano passado, a jornalista Teresa Cruvinel.
    De fato, desde o início, as pressões sobre o casal para a delação premiada são constantes e só fazem aumentar.
    Marcondes está preso em regime fechado na Penitenciária da Papuda, em Brasília. Cristina foi autorizada, no final do ano passado, a cumprir prisão domiciliar, em São Paulo, para recuperar-se de cirurgia nas pernas.
    Em abril, Marcondes completa 80 anos. E, de acordo com o artigo 318 Código de Processo Penal, a partir dessa idade ele pode requerer a prisão domiciliar. O grifo em negrito é desta repórter.
    “Art. 318. Poderá o juiz substituir a prisão preventiva pela domiciliar quando o agente for: (redação dada pela Lei 12.403, de 2011); I — maior de 80 (oitenta) anos;(incluído pela Lei 12.403, de 2011); II — extremamente debilitado por motivo de doença grave; (incluído pela Lei 12.403, de 2011); III — imprescindível aos cuidados especiais de pessoa menor de 6 (seis) anos de idade ou com deficiência; (incluído pela Lei 12.403, de 2011); IV — gestante a partir do 7º (sétimo) mês de gravidez ou sendo esta de alto risco. (incluído pela Lei 12.403, de 2011). Parágrafo único. Para a substituição, o juiz exigirá prova idônea dos requisitos estabelecidos neste artigo. (Incluído pela Lei 12.403, de 2011)”.
    Daí, acreditam alguns, a obsessão do delegado Marlon Oliveira Cajado, um dos responsáveis pelas investigações da Zelotes, e do procurador José Alfredo de Paula Silva pela delação premiada de Marcondes antes do seu aniversário de 80 anos.
    Na segunda-feira retrasada, 11 de janeiro, o “incentivo” pela delação atingiu o seu ápice.
    Nessa data, sem a presença dos advogados, o lobista foi visitado de surpresa na prisão pelo delegado Cajado para uma “conversa”.
    A denúncia foi feita por Roberto Podval ao Estadão:
    O advogado do casal, Roberto Podval, disse ao Estado que, no encontro, o policial “chantageou” seu cliente para que fizesse acordo de delação premiada. Conforme o defensor, a colaboração foi proposta como uma forma de Mauro Marcondes evitar a transferência de Cristina para uma unidade prisional.
    Procurada, a assessoria de imprensa da PF informou que o delegado não comentaria as declarações do advogado.
    Mauro Marcondes não aceitou a proposta.
    O “troco” veio na terça-feira 18.
    Cristina, mesmo de cadeira de rodas e com mobilidade reduzida devido à cirurgia nas pernas, foi tirada da prisão domiciliar, em São Paulo, e levada novamente para o regime fechado.
    Ela foi transferida para Brasília, mais precisamente a superintendência da PF.
    No final da tarde dessa sexta-feira 22, o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, recebeu várias denúncias sobre a situação de Cristina Mautoni, custodiada na Polícia Federal:

    * Ela foi colocada num quarto sem janelas e banheiro, onde esteve preso o senador Delcídio do Amaral. Um local limpo e “decente”, que antes era utilizado como alojamento para os agentes de plantão.

    * Devido aos medicamentos que utiliza, ela urina muito mais vezes que o normal.

    * Ainda no dia em que chegou, pediu ajuda para ir ao banheiro, o que só veio acontecer cerca de duas horas depois. Cristina não aguentou e urinou na roupa, sujando-se, bem como o chão. Teve quem lhe dissesse que ela teria feito isso “por gosto”.

    * Cristina foi transferida imediatamente para uma cela, onde não existe vaso sanitário. Tem um buraco no chão – o chamado “boi” – e um cano por onde sai água para que tome banho.

    * Por estar ainda com mobilidade reduzida devido à cirurgia, Cristina não consegue se agachar para usar o “boi” ou tomar banho sozinha. Na superintendência da PF, muitas vezes, os agentes de plantão são todos homens, não havendo uma agente mulher que possa auxiliar para que faça as necessidades fisiológicas ou tome banho.

    “Imediatamente, fui à PF para inspecionar o local da detenção e saber se era verdade ou não tudo o que acabara de ser denunciado a mim”, revela com exclusividade ao Viomundo o deputado Paulo Pimenta. “Só que não me foi permitido nada.”

    Eram aproximadamente 18hs da sexta-feira.
    Paulo Pimenta pediu para falar com o delegado de plantão.

    Solicitaram-lhe que aguardasse um pouco. Depois, que se dirigisse a outra sala e lhe passaram um telefone. Era a delegada plantonista, que já estava de sobreaviso.
    Mesmo não estando presente na superintendência da PF, foi atenciosa e cordial, mas não autorizou que ele vistoriasse a cela ou conversasse com Cristina Mautoni: “Deputado, não posso!”.
    Pimenta retrucou: “Estou dentro da minha prerrogativa, sou presidente da Comissão de Direitos Humanos. Nem na época da ditadura, a Comissão era impedida de visitar um preso federal. Eu não quero ouvir a pessoa, quero ver a cela”.
    Não adiantou.
    O deputado ligou então para o Ministério da Justiça explicando o que pretendia e que a fiscalização dos locais de detenção por órgãos e entidades de defesa dos Direitos Humanos era uma prerrogativa que não foi afastada sequer durante a ditadura militar.
    Vários telefonemas foram trocados entre Pimenta e assessores do Ministério da Justiça:
    — Expliquei-lhes que havia recebido a denúncia de que eram inadequadas as condições em que a presa Cristina Mautoni se encontrava devido às particularidades da sua situação de pós-operatório.
    — Em cadeira de rodas, com mobilidade reduzida, ela não estava conseguindo fazer as necessidades no “boi”. Que ela ainda não podia pode ficar em pé para tomar banho e que teria feito necessidades fisiológicas na roupa.
    — Expliquei que gostaria de ver as condições da cela, que teria o final de semana pela frente e que não me foi autorizado o contato.
    — Questionei o que fariam, se ela precisasse ir ao banheiro? Disseram-me que havia colegas de sobreaviso e, quando necessário, seriam chamados. Só que os três agentes que estavam na carceragem no final da sexta-feira eram homens!
    Até que veio a resposta definitiva, repassada a Pimenta: “A direção geral da PF está irredutível, não autoriza a inspeção, a menos que tenha ordem judicial, pois a presa está incomunicável”.
    Resultado: Após quase duas horas na superintendência da PF – sendo que durante uma o local ficou sem energia elétrica – a Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados não teve acesso à cela ou a Cristina.
    Nesta segunda-feira 25, na primeira hora, Paulo Pimenta relatará formalmente ao Ministério da Justiça o corrido e solicitará ao juiz da operação Zelotes que autorize a inspeção do local de custódia de Cristina.
    “Se a Polícia Federal não tem nada esconder, qual o problema de me deixar ter acesso à cela? Por que eu não poderia vê-ela?”, questiona Pimenta. “Eu não iria tomar depoimento. Fui lá para ver as condições dela e não me deixaram vê-la.”
    “Na ditadura militar, quando as entidades de defesa dos Direitos Humanos recebiam uma denúncia, era possível ver como o preso estava. Por que, agora, não me deixaram vê-la?”, insiste.
    “Não é verdade que ela está incomunicável”, rebate a versão da PF.
    “Disseram para fazer petição e marcar hora para Comissão de Direitos Humanos visitá-la”, exalta-se. “Não tem sentido hora marcada! O elemento surpresa é para ver o que, de fato, está acontecendo e não a cena montada para inglês ver.”
    “Os investigadores da Zelotes querem por toda a força que o marido de Cristina faça a delação premiada, para isso estão jogando pesadíssimo, submetendo a presa a uma situação de crueldade, humilhação e tortura, como diz o seu advogado no pedido de habeas corpus”, atenta Pimenta.
    “Surpreendentemente, cada vez mais a prática é prender os parentes, especialmente as mulheres, para constranger os maridos e ameaçá-las de ficar longe dos filhos, para arrancar confissões e delações premiadas”, denuncia Paulo Pimenta. “Isso é o modus operandi da época da ditadura.”
    Para esse Canalhas da direita brasileira nos estamos voltando a viver no período da ditadura militar, a PF brasileira agem pior que os soldados de Hitler durante a segunda guerra mundial.
    E tem muitos capitalistas, fascista, golpista que aceitam esse tipo de atrocidade, contra um ser humano, como deve ficar a consciências desses coxinhas golpistas.

    • Zé das Éguas

      Por Deus, é o último comentário que faço nesse blog… Aliás, a ultima vez que perco meu tempo em acessa-lo!!! Tornou-se insuportável esse imbecil do CTRL C / CTRL V, com essas cópias imensas de textos, que ninguém lê e ainda tira a dinâmica do blog… Todo post do nosso rubro blogueiro vem esse jumento e entope com essas cópias imensas de textos da internet… Vá a merda Professor / Amigos / Eu / Cadete / Mané é Mané / Zé das Éguas fake ou qualquer outra alcunha adotada pelo mesmo cretino… Vou lá no blog do Mariano escrever, pois aqui não dá mais…

      • Papagaio de Pirata

        Concordo com vc Zé das Éguas. A realidade não é suficiente para eles. Deve ser algum militante lulobolivariano. Enfiaram o país no buraco e ainda se acham perseguidos.

  • NOIS

    ABRAHAM LINCOLN , já lhe disse várias vezes para não se meter em assuntos, referente ao que escrevo, copio, interpreto ou comento pois isso é assunto meu e não a um :
    1.Imbecil:—-tolo, fraqueza de espirito, débil e ignorante.
    2.Ogro:—-monstro ,bicho quadrupede.
    3. Otário:—-ingênuo, tolo, inexperiente, sem graça, indesejado, burro quadrupede, besta, sonso, sem imaginação.
    4.Otário:—-feio, estranho, esquisito.
    Esses são as definições mais corretas sobre a sua irracionalidade, de querer ser o que não é e nunca será.Meu Palhaço, realmente, nada lhe desce porque estas acostumado a comer merda, pois se bateres a cabeça em algum lugar, será merda por todo o curral . Realmente tenho muito tempo, e, gasto o mesmo, quando quero e como quero, pois já dei minha contribuição de trabalho ao país, e sempre pagando meus impostos, que vem sempre descontado em meu holerite e um asno e boçal, igual a ti, nada tem com isso, coloca-se em seu curral junto com a …………..substantivo feminino, significando a expressão mais alta de aconchego e de porto seguro. ( entendeste o que eu disse).
    Agora quanto ao cagar poderá ser, como sempre foi, na sua boca de burro ou em alguma parente mais próximo a ti. No final disseste haja saco, tenho certeza que não tens e se tem deve esconder, pois esta louco para sair do armário .
    Não tenho vários ´pseudônimos, mas se achas assim, quem sou eu para contestar um Asno e sua trupe
    Boçal por favor fica trancado no seu curral, com sua família e não me pertube mais.

    • Abraham Lincoln

      Eu te entendo, Nois/Professor/Eu/Amigos/Cadete etc. Sinceramente eu te entendo. Você deve ser aquele velhão frustrado por não ter suas opiniões respeitadas ou, sequer, ouvidas. Você sabe ser incapaz de organizar idéias ou mesmo de criá-las. Então, eu te entendo. Você quer se expressar de qualquer forma, ainda que o texto a ser publicado não seja de sua autoria. Você usa a expressão “capitalista” como forma de ofensa, mas nem ao menos sabe qual o seu significado. Assista a uma entrevista dada pelo ex-comuna Nelson Motta ao “jornalista” Juca Kfouri. O primeiro contou algo sobre seu exílio nos EUA; é bastante esclarecedor. Eu já disse em outras ocasiões que ser “de esquerda” já não está na moda. Já não é descolado como foi outrora. Novos tempos, cara. Abra sua mente. Aceite o óbvio. A esquerda não deu certo em nenhum lugar desse mundo, em nenhum. Vou te dar um conselho: Escreva por você. Seja você. Pare ser um mero instrumento de repercussão. Abandone o plágio. Xingar aquele que te critica não te confere a razão que você deseja. Não grite, não xingue, apenas melhore seus argumentos. Aliás, você tem muito a melhorar, boa sorte.

  • NOIS

    Zé das Éguas, cansaste de seu cavalo alazão,que pena, era tão bom. Pois além de Égua, era meu Palhaço mais favorito. Realmente, querida eguinha de estimação, meus textos são extensos, sendo cópias, ou sendo textos lidos depois escrevendo minhas ideias. Mas querida você lê sim tenho certeza, para poderes aprender alguma coisa, pois és muito burro politicamente só de falar que são extensos da para perceber, que sua ignorância lê e lê todos. Jumento eu sou sim até sua M………..sabe disso e gosta muito e para mim ir a merda como sugeriu, eu precisaria ir até sua casa.
    E por falar em cretino como vai seu papai , esta passando debaixo das portas ainda?
    Minha cara égua de estimação, será uma pena eu te perder. Quero agora ver se o Blogueiro, vais postar a minha resposta, que foi a altura do que você tentou escrever, pois as palavras foram praticamente as mesmas.
    Égua quem sabe daqui a nove meses volta a me procurar.
    Vai fazer falta seu ingênuo e tolo amigo.

  • Sapo

    Independente de partido. Esse povo acabou com o Brasil. Inflação, desemprego, corrupção, falta atendimento médico, crise educação e muito mais. Acabaram com a Petrobrás. O óleo diesel era para estar bem menos, mas, pela corrupção não pode baixar. Os que realmente pegam no pesado serão os que mais sofrerão com certeza. Aliás já estão sofrendo.

    Enfim. Prendam o Juiz.

    Tenham paciência.

  • Sapo

    Prendam o Juiz.

    É só isso que esta faltando. Porque ler asneiras de pessoas defendendo o governo já não é novidade.
    Não acredito como certas pessoas, inclusive influentes, defendem um governo corrupto, que fez voltar a inflação, desemprego e outros males.
    Acabaram com a Petrobrás. O petróleo baixou no mundo, mas, o óleo diesel no Brasil não pode baixar em razão da Petrobrás. Desafio a qualquer um pegar um CAMINHÃO e trabalhar pelo Brasil.

    Prendam o Juiz.

  • Papagaio de Pirata

    Construtoras mancomunadas com políticos corruptos, lesando o erário, e o digníssimo blogueiro, no título, coloca a culpa no juiz. Francamente, faça-me o favor. É o mesmo que querer culpar a janela pela paisagem.

  • Jalesense

    Caros leitores do Brasil247, Tijolaço, Nassif, etc (Extrema credibilidade e imparcialidade, assim como Veja, folha, etc.). Em 2016 só vai dar “Lula lá” !!!
    (Na papuda).

  • Rolando Caio da Rocha

    Olha o nível intelectual dos frequentadores do blog… NOIS, vc que se vangloria de ser aposentado, haver contribuído com o país, pagou seus impostos (tudo que era sua obrigação mesmo fazer), usa de um linguajar de cafetão, de gente sem instrução, de traveco de pontilhão… Meu amigo, não envergonhe seus filhos e netos…

  • NOIS

    Rolando Caio da Rocha, meu nível intelectual para mim é excelente, realmente sou aposentado e já contribui com meu país,pagando meu imposto e também sou cafetão de sua genitora, para poder ganhar mais uns trocadinhos ( pois a veia esta quase acabada ), e também de sua pessoa o traveco mor do pontilhão ( eu não sabia disso), mas como disseste, que é este o lugar é sinal, que é para la levas a ala feminina de sua família. Infelizmente não posso envergonha filhos e netos, pois não os tenho, mas a minha vergonha maior e ganhar muito pouco, ao praticar meu segundo serviço, com a ala feminina sua, já muito acaba e desleixada, mas enfim dá um dinheirinho. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Rolando Caio da Rocha

      Velhinho frustado, frequentador do Café do Pau Mole, que não achou ninguém para fins reprodutivos… Já que tá aposentado, vá pescar nos lagos do capitalismo nefasto e deixe de encher o saco… Tá certo que pescar sozinho deve ser chato, mas é intrínseco aos insuportáveis!

  • NOIS

    ABRAHAM Lincon em primeiro lugar só tenho um pseudônimo,mas se queres assim, assim seja. Você não me entende não, eu quando tenho que ofender, por me sentir ofendido, com palavras escondidas com ofensas como as tuas, sou mais honesto e escrevo o que penso da pessoa,, abertamente, não usando de subterfúgio. como tu, como já lhe disse anteriormente, em texto acima e não mudando uma virgula sequer.
    Velho frustado é seu pai, de ter um filho ( será ),como tu. Mas nos meus 60 anos me considero bem novo, topando qualquer parada ( lembra, quando me disseste que ia me bater de chicote ) até agora não foste homem de palavra.
    Frustado não sou graças aos meus esforços atingi todos os meus objetivos, em minha vida, mas existem outros, que atingirei. Tenho opiniões próprias,pois lavagem celebral, como em ti, não me fizeram e sou sim respeitado eu e minhas idéias pelos que me conhecem e me cercam com suas amizades, sempre fui ouvido desde 10 de agosto de 1975, quando iniciei minha carreira, sei me expressar, ser educado, mas também sei ofender, quando for preciso, como é o caso agora, pois queres aparecer com seus comentários. ( sempre iguais ), as vezes coerente e as vezes imbecis, como este, querendo me atingir, com palavras, com segundas intenções.
    Meus textos eu posso muito bem produzi-los, com minha inteligência, conhecimento e vivência, posso copia-los e transferi-lo para o blog, posso também fazer um resumo dos assuntos que me interessam e posso também lelos e depois passar ´para o blog com minhas próprias palavras, posso faze-los extensos ou abreviados, dependendo da minha vontade.
    Para que sua irracionalidade e imbecilidade possa saber: Sou Esquerda democrata visando total autonomia politica onde as classes sócias, devem estar sempre, que possível em igualdade, principalmente econômica e social, ou seja lutando pelos direitos dos trabalhadores e população mais necessitada e a promoção do bem estar comum da sociedade como um todo.
    Minha mente esta aberta, e sempre foi aberta tanto para o sim como para o não e eu, seu boçal continuo para o sim ( esquerda ). Tu não pensas assim pois és um fascista golpista, que só pensa no bem estar de sua prole.
    Otário não preciso e nunca precisarei de seus conselhos, fica com os seus e eu com os meus. Para mim és um analfabeto politico de carteirinha, nunca precisei de plagiar nada e nunca precisarei de usar este subterfúgio, boiola queres ser o que não és, para mim tu és zero e presta atenção ( cara é de cavalo , então tu és o que?).
    Seu Escroto cuida do que é seu e me esqueça, pensas que o mundo gira em torno de si e de sua prole.
    Otário, capitalista seu animal quadrupede é o sistema econômico em que os meios de produção, distribuição, sobre a oferta e preço principalmente de propriedade privada com fins lucrativos, que são distribuídos para os proprietários ( e os trabalhadores ? )., Quanto a mim assistir alguma coisa ou não, isso é problema meu e não de sua imbecilidade, meu debiloide já lhe disse e pedi esqueça de mim e quanto a ser um instrumento de repercussão, creio eu que estas falando de sua família de Ogro.
    ÉS TÃO BURRO QUE DIZ NÃO GRITA. COMO VOU GRITAR SE EU ESTOU ESCREVENDO ? QUAL A DIFERENÇA ENTRE XINGAR E CRITICAR COM PALAVRAS OFENSIVAS? NENHUMA. É QUE EU SOU MAIS SINCERO E HONESTO, ESCREVENDO O QUE PENSO SOBRE SUA IMBECILIDADE.
    ME DIVIRTO COM VOCÊ. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • Bruno

    O dono do blog poderia ir morar em Cuba ou Venezuela, estaria bem lá.

  • Me lembrei do engenheiro que virou suco.Aquele desempregado que resolveu abrir uma lanchonete nos anos oitenta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *