ENTIDADE SUGERE MÁRLON REIS PARA O STF

O juiz maranhense Márlon Jacinto Reis está sendo indicado pela Associação Brasileira dos Magistrados, Procuradores e Promotores Eleitorais (Abramppe), para ocupar a 11ª cadeira de ministro do Supremo Tribunal Federal, que está vaga desde a aposentadoria do ex-ministro Eros Grau. Márlon Reis é coordenador do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral e um dos criadores e redatores do projeto que deu origem à Lei da Ficha Limpa.

A indicação de ministro do Supremo Tribunal Federal cabe exclusivamente ao presidente da República. Depois da indicação pelo presidente, o candidato a ministro precisa passar por uma sabatina do Senado Federal, antes da aprovação final. Ao indicar Márlon, a Abramppe tenta difundir a idéia de fazer com que as escolhas para o STF passem a levar em conta as posições da sociedade civil.

Márlon Reis esteve em Jales, em 2004, durante a campanha eleitoral daquele ano. Naquela época, Márlon já era famoso pela iniciativa de criar o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, ligado à Transparência Brasil. Ele esteve em Jales, a convite do bispo dom Demétrio Valentini, para uma palestra aos candidatos a prefeitos e a vereadores das cidades vinculadas à Diocese de Jales, sobre os perigos da corrupção eleitoral.

O encontro foi na Escola Vocacional e, na ocasião, os cinco candidatos a prefeito de Jales – Parini, Flávio Prandi, Hilário Pupim, Nice Mistilides e Rato – estiveram presentes à palestra. Este aprendiz de blogueiro, que à época cuidava da campanha de rádio do candidato Parini, também participou da palestra, por sinal, muito interessante.

Posteriormente, algumas entidades locais lançaram, com apoio da Igreja Católica, um panfleto contra a corrupção eleitoral e, principalmente, estimulando denúncias contra a prática da compra de votos. O panfleto, na avaliação de alguns observadores da cena política local, teria facilitado a vitória de Humberto Parini. E teria deixado alguns adversários do petista magoados com os autores da iniciativa.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *