EQUIPE DE AFILIADA DA REDE GLOBO É DETIDA EM CÁCERES TRANSPORTANDO ‘PÓ BRANCO’

Pelo visto, estavam tentando desmoralizar o trabalho da polícia e se deram mal. A notícia é do portal “Notícias de Mato Grosso”:

ddcd85e5d6d6f1e9d8fcf18ef3627d6bUma equipe da TV Centro América foi detida no final da tarde de ontem (12) na fronteira entre Cáceres e a Bolívia. Cerca de 239 quilos de uma substância branca envoltos em 169 invólucros, foram encontrados com o grupo de jornalismo da emissora, sendo que por fim foi constatado que não eram cocaína. A constatação foi feita pela Polícia Federal de Cáceres, que após análise do produto constatou que não passava de pós de giz.

A equipe de TV da Centro América estava na região fazendo uma matéria para mostrar a facilidade com que os traficantes passam com drogas pela fronteira. Não conseguiram mostrar esta facilidade. A equipe foi abordada por agentes do Gefron, em dois carros, uma Parati, onde estavam os 234 quilos de pó de giz e um carro Gol com logotipo da emissora de televisão.

O trabalho jornalístico estava sendo comandado pelo jornalista Alex Barbosa, responsável por reportagens em rede nacional da emissora. Com ele estavam três pessoas, sendo uma boliviana. Durante a abordagem policial, Alex informou que a substância não era cocaína, mas sim pó de giz e que estaria na região fazendo uma reportagem sobre a fragilidade da fronteira, o que facilita a entrada de entorpecentes no Brasil.

O secretário de Segurança Pública do Estado, Mauro Zaque acompanhou toda a operação, via telefone, e elogiou a ação dos policias. “Serviu para mostrar que mesmo com todas as dificuldade que encontramos para cobrir 700 quilômetros de fronteira estamos atento e prontos a prender os traficantes. Estão de parabéns pela forma como agiram. O produto apreendido não era cocaína, mas poderia ser”, enfatizou, ressaltando que se fosse droga todos seriam enquadrados.

A direção da TVCA informou que ainda não sabe o que está acontecendo, uma vez que equipes da redação não conseguiram contato com o repórter. Há informações ainda não confirmadas pela emissora de que o repórter estava na região para produzir uma reportagem e mostrar a “facilidade” de cruzar a região da fronteira transportando drogas, mas acabou não conseguindo confirmar isso. A matéria seria exibida em rede nacional.

3 comentários

  • Thiago

    Acho justo eles exibirem a matéria, independente do resultado. Vamos ver se são imparciais mesmo.

  • cunha

    Empresa que se junta com a corrupta CBF para fraldar o futebol brasileiro, a paixao nacional.
    Se nao conseguir derrubar a Dilma ja ja estarao outra vez de frente com a policia federal e para dar outras explicaçoes.

  • Thiago

    Li agora no site da UOL que a polícia já sabia que o repórter, em questão, estava gravando uma matéria sobre a fragilidade das fronteiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *