ESPANHOL ATIRA CÃO DO TERCEIRO ANDAR, APÓS SER ALERTADO PELA POLÍCIA POR VIOLAR CONFINAMENTO

Nem mesmo um surto psicótico justifica um ataque tão violento a um cãozinho afável, dócil, inteligente e amado pelas crianças, como são os beagles. A triste informação é do site português Notícias ao Minuto:

Um espanhol de 33 anos de idade matou o seu animal de estimação depois de ter sido avisado pela polícia de que não deveria estar fora de casa.

O incidente, reporta a imprensa local, aconteceu depois do homem, natural de Palência, na comunidade autônoma de Castela e Leão, ter sido interpelado pela polícia, na rua, na manhã de quarta-feira passada.

Sem estar acompanhado pelo cão e sem justificação válida para ter saído de casa, violando as ordens de confinamento (bastante mais restritas em Espanha), acabou por receber teum aviso da polícia.

O homem terá regressado a casa muito alterado e a sua mãe acabou por ligar à polícia, por volta das 9h20 da manhã, e informou os agentes de que o seu filho estaria a sofrer um surto psicótico, de acordo com declarações do porta-voz da Polícia Nacional de Palência.

Enquanto os agentes se deslocavam à residência, o homem pontapeou e atirou o cão, um beagle, da varanda de casa, no terceiro andar. Depois, desceu à rua e matou o animal, que estava em sofrimento.

O homem foi detido e levado para o hospital, onde ficou sob observação no serviço de psiquiatria.

Recorde-se que o código penal espanhol prevê penas entre os seis a 18 meses de prisão para quem mate um animal de companhia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *