FANTÁSTICO MOSTRA A CORRUPÇÃO NA MERENDA ESCOLAR

Vocês viram a reportagem exibida pelo Fantástico, ontem, sobre a corrupção na merenda escolar? Eis um trecho dela:

Uma das explicações para tantos problemas nas merendas é a corrupção. O Fantástico teve acesso, com exclusividade, a dois depoimentos que, segundo o Ministério Público, ajudam a entender o caminho das fraudes.

O Fantástico não mostrou o rosto das pessoas porque a investigação ainda está em andamento. As testemunhas dizem que têm medo de morrer, que estão sendo ameaçadas.

Genivaldo Santos é ex-sócio da Verdurama, empresa paulista do ramo de refeições prontas. A chamada merenda terceirizada é quando a cidade contrata uma empresa e paga para que ela fique responsável pela alimentação dos alunos. Genivaldo, que esteve à frente da Verdurama entre 2002 e 2008, foi interrogado em março deste ano por um promotor de São Paulo.

“Eu tinha a finalidade de pagar algumas propinas de alguns municípios. A média da propina era de 10%”, revela. Esse valor corresponde a cerca de R$ 70 milhões de propina por ano.

Vamos agora a um outro trecho da reportagem:

Agora, quem fala é uma testemunha-chave em uma investigação contra a prefeitura de Taubaté, no interior paulista. O homem acusa o atual prefeito, Roberto Peixoto, e a primeira- dama de receber propina de uma empresa de merenda chamada Sistal. Ele diz que, duas vezes por mês, durante três anos, entregou dinheiro da corrupção para o casal.

“Eu servia de mulas para eles”, conta. O homem calcula que Roberto e Luciana Peixoto receberam cerca de R$ 5 milhões de propina. “Eles estão montando uma boate em Taubaté agora”.

A casa de shows é uma das maiores da região e está registrada na junta comercial em nome de Anderson da Silva Ferreira, o genro do prefeito.

O Fantástico também foi a um sítio. A testemunha do Ministério Público disse em depoimento e também para a equipe de reportagem que o sítio está entre os bens comprados pelo prefeito com dinheiro de propina.

Segundo o denunciante, o valor do sítio foi R$ 250 mil reais, pagos em agosto de 2007.

“O pagamento foi feito à vista, de uma vez só, e o dinheiro foi levado na bolsa. Ele parou o carro ao lado do meu. Eu coloquei a bolsa dentro do carro dele”, relata a testemunha.

Em ambos os casos, as empresas envolvidas – a Verdurama e a Sistal – juram de pés juntos que nunca pagaram um centavinho sequer de propina a prefeitos.  

Agora, falando sobre o caso de Jales, nunca é demais repetir que a empresa Gente Ltda, reponsável pela nossa merenda terceirizada, chegou a receber por 9.000 refeições diárias, quando a quantidade estimada era de 5.299 refeições/dia. Como se sabe, a merenda está sendo investigada por uma CEI instalada pela Câmara de Jales, mas é bom que não tenhamos ilusões.

Assim como as empresas Verdurama e Sistal estão negando o pagamento de propinas a prefeitos, é muito provável que os vereadores Luís Especiato(PT) e Rivelino Rodrigues(PPS), integrantes da CEI, também venham a concluir – contra todas as evidências – que, em Jales, não houve qualquer malfeito na merenda. Eles só precisam ter um cuidado: de vez em quando, o contribuinte costuma dar o troco nas urnas. Basta que o assunto seja bem explorado pelos adversários.

A reportagem completa do Fantástico pode ser vista aqui.

4 comentários

  • Andréa

    Infelizmente , também sou mais uma vítima dessa máfia da merenda , comprei um caminhão e paguei à vista para um dos sócios da SP ALIMENTAÇÃO , mesmo consultando DETRAN antes da compra , me deparei com meu bem agora com retrisção judicial de improbidade administrativa , estou gastando com advogado para provar que comprei de boa fé ,ao que tudo indica essa máfia tem muita gente envolvida pois até o DETRAN maquiou a venda pois não tinha nenhuma restrição. Agora espero por decisão do juiz de Canoas , por um bem que é meu por direito , adquirido honestamente e com todos os impostos declarados , já se passou 2 anos e não tenho solução …Se alguém estiver sendo vítima como eu dessa máfia da merenda vamos nos unir e levar à publico que fomos lesados , que não somos integrantes dessa máfia , e precisamos de nossos direitos de cidadões honestos , que trabalhamos todos os dias ,para termos algo nessa vida , meu marido é caminhoneiro , e esse caminhão é nossa ferramenta de trabalho.Que o exmo JUIZ DA TR4 DE CANOAS RIO GRANDE DO SUL OLHE PELO NOSSO PROCESSO SOMOS VÍTIMAS DESSES BANDIDOS DA MERENDA …….

  • Roberto Injustus

    Blogueiro, casos como esse da andréa são comuns e vão continuar sendo por muito tempo, infelizmente. As máfias da merenda e do lixo vieram prá ficar. O que chateia é ver pessoas trabalhadoras sendo vítimas dessa corja. Enquanto merendeiras e garis dão duro prá ganhar uns trocados, os malandros enchem os bolsos sem trabalhar. Esse país só vai melhorar quando a nossa justiça for mais rápida.

  • Anônimo

    Geeeente!!!

  • Está cansado de corrupção?
    Pois é, eu também! Quero melhorar a vida dos taubateanos e acabar de vez com essa injustiça toda que ocorre no Brasil.
    Leia, analise, pesquise e veja o que é melhor para o futuro de Taubaté
    Trabalho e honestidade em Taubaté
    Com Bernardo Ortiz Jr.
    Eleições 2012
    Acesse Bernardo Ortiz Jr.!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *