HALTEROFILISTA QUE FICOU EM COMA: “NÃO SUBESTIMEM O VÍRUS. TIVE BONS MÉDICOS, MAS NEM TODO MUNDO TEM ESSA SORTE”

A notícia é do UOL:

Depois de duas semanas internado com covid-19, o halterofilista Ricardo Souza, conhecido como “Gigante”, recebeu alta hoje e disse que está “vendo a vida diferente, respirando um novo ar”. O atleta, campeão brasileiro de levantamento de peso, afirmou que o período em que passou no hospital Ana Costa, em Santos, o fez repensar na seriedade da pandemia.

Em estado grave, ele ficou em coma induzido, respirando com ajuda de aparelhos e foi isolado da família, que chegou a ouvir do corpo médico que os medicamentos não estavam mais surtindo efeito.

“Eu tinha bastante informação, mas subestimei a doença, achei que isso nunca ia acontecer comigo e aconteceu. Não subestimem o vírus, quem contrair pode ficar entre a vida e a morte. Só eu sei o que passei”, disse ele, que já levantou 270 kg no levantamento estilo terra.

Em duas semanas de internação, “Gigante” (que tem 41 anos, 1,75 m e 127 kg), também fez duas sessões de hemodiálise depois que seus rins pararam de funcionar em consequência da covid. Antes de ser internado, ele teve falta de ar intensa, enjoo e vômitos.

“Eu não sei o que esse vírus é, mas eu sei o que passei. Sou um atleta de alto rendimento, tenho alimentação regrada, não uso anabolizante até porque tenho hipertensão. Ser atleta te ajuda na recuperação, mas não quer dizer que você é um super-homem”, disse. “Eu fui muito bem tratado e tive ótimos médicos, mas nem todo mundo tem essa sorte.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *