HOSPITAL DE CÂNCER QUER IMPORTAR MÉDICOS DE PORTUGAL E DA ESPANHA

A novidade está no portal EPTV Notícias:

O Hospital do Câncer de Barretos estuda “importar” médicos de Portugal e da Espanha. Por causa do déficit de profissionais especializados, a instituição deixa de atender cerca de 300 pessoas por dia, na cidade.

De acordo com o presidente do hospital, Henrique Prata, a falta de médicos começou a ser sentida há dois anos e deve piorar. “No ano passado, não chegaram a formar 20 oncologistas pediatras na residência em todo País”, afirma.

Oncologista pediatra é uma das necessidades do Hospital de Câncer, assim como radiologistas, anestesistas e nefrologistas. O hospital chegou a transferir uma unidade de diagnóstico de Barretos para São José do Rio Preto, onde há maior oferta de profissionais.

As unidades de Barretos e Jales possuem 500 médicos, dos quais 250 são oncologistas. O Hospital, que já tem dois cientistas portugueses em seu quadro de funcionários, agora está consultando escritórios especializados para vencer a burocracia necessária para trazer mais profissionais europeus, interessados nas vagas por causa da crise europeia, e já chegou a debater a situação com o Ministério da Saúde.

“Um profissional doutorado na Europa custa metade de um médico só graduado no Brasil. Precisamos agora ver o que é necessário, deve ter que fazer uma prova ou algo assim. É o caminho mais difícil, mas não vai ter como ser diferente”, afirma Prata .

Devido a falta de profissionais, o Hospital de Câncer tem ociosidade de 10% em Barretos, o que significa 300 atendimentos diários. No hospital de Jales, a situação é ainda pior, em algumas especialidades a capacidade parada chega a 20% por falta de médicos.

“Nos últimos anos tivemos uma melhoria da economia e na oferta de recursos, mas não pensaram na mão de obra qualificada para atender todo esse desenvolvimento. Conseguimos condições para montar uma infraestrutura de qualidade, mas não temos como operá-la. É como se montássemos uma fábrica de aviões, mas não temos piloto”, compara.

A notícia completa pode ser vista aqui.

1 comentário

  • bom bril

    Está certo. não só o Hospital do Cancer deve importar médicos como também o GOVERNO deveria importar profissionais competentes de outros paises para trabalharem no serviço público e cumprirem horário de trabalho assim melhoraria os serviços de saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *