IDOSA DE 74 ANOS É PRESA COM 55 PEDRAS DE CRACK NA VAGINA

A notícia é do Jornal do Brasil:

Investigadores da 9ª Delegacia Territorial (DT-Boca do Rio) prenderam em flagrante, na última segunda- feira, Berenice Alves Fernandes, 74 anos, com 55 pedras de crack escondidas na vagina. A droga foi encontrada durante revista feita por uma policial feminina na idosa, que estava acompanhada da neta, a traficante Glaucia Fernandes Bispo, 33 anos, conhecida como “Curtinha”.

Aos policiais, a idosa negou que a droga fosse sua e alegou que as pedras estavam em sua vagina, acondicionadas em um saco plástico, por culpa da neta, que, buscando impedir o flagrante, escondeu o pacote por dentro de sua calcinha, enquanto dormia. Gláucia Curtinha já vinha sendo investigada por ser uma das responsáveis pelo tráfico de drogas no Cajuzinho, outra localidade da Boca do Rio.

1 comentário

  • Fabiana de Cássia Batista Palácios

    A droga é uma triste realidade em nossa sociedade atual, atingindo todas as classes sociais, infelizmente.
    Devemos cobrar de nossos governantes leis mais severas, porque, se continuarmos vivenciando essas leis que mais parecem “passar a mão na cabeça” dos infratores, a situação atual vai piorar a cada dia.
    Estou até agora assustada e triste com a situação que aconteceu ontem à noite comigo, e que vou relatar para vocês.
    Fui para a igreja do Arapuã para ensaiar para a celebração de hoje, e enquanto estávamos sentadas no banco da pracinha aguardando que todas as meninas do coral chegassem, eis o que aconteceu:
    Um jovem muito simpático aproximou-se de nós, e com toda a educação, se apresentou (disse seu nome – mas prefiro não escrever aqui), e pediu se “VOCÊS FICARÃO MUITO TEMPO AQUI?” Daí eu disse: estamos esperando todos chegarem e entraremos na igreja! Ele disse: “SABE, É QUE EU QUERIA FUMAR A MINHA MACONHA, MAS EM RESPEITO A VOCÊS VOU ESPERAR, PORQUE VOCÊS NÃO SÃO OBRIGADAS A SENTIR ESSE CHEIRO!
    Confesso que fiquei em estado de choque, olhei para as meninas e não sabia o que dizer…
    Meu Deus do céu! Eram cerca de 19:50 horas, a rua cheia de gente, e a naturalidade com que o jovem disse que fumaria “sua maconha” era a mesma de dizer: vou tomar um sorvete.
    Ficamos com tanto medo que resolvi levar todos prá minha casa e ensaiamos aqui mesmo, pois fiquei com medo de ficar por ali.
    Olhem gente, a que ponto estamos chegando: acabou o sossego, a tranquilidade de sentir nas pracinhas e levar nossos filhos para brincar, de ensaiar na igreja com as portas abertas… Estou até agora chocada, e penso o que será do futuro dos nossos filhos???
    Vamos parar de hipocrisia gente, e vamos cobrar de nossos governantes leis mais severas, políticas públicas voltadas para ajudar esses dependentes a se livrarem dos vícios, e de leis duras para traficantes, que são a verdadeira praga na nossa sociedade atual.
    Estou com medo gente, de verdade, e temo que daqui a pouco tempo, até para ir à igreja, não teremos mais sossego…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *