JUIZ EVANDRO PELARIN DEFENDE TOQUE DE ACOLHER EM ENTREVISTA AO DEPUTADO CARLÃO PIGNATARI

Pois é, depois do fim do “Athayde Patreze Convida”, por falecimento do apresentador, temos agora o programa “Assembléia Convida”. A notícia é da assessoria do deputado Carlão Pignatari e está no site da ALESP:

Carlão Pignatari (PSDB) convidou o juiz de direito Evandro Pelarin, da Vara da Criança e da Juventude de Fernandópolis, para o programa “Assembleia Convida”. O programa vai ao ar no próximo dia 13, às 20 horas, no canal 13 NET, tevê a cabo e parabólica.

Pelarin ganhou notoriedade nacional depois de implantar na sua comarca o “toque de recolher e o toque de acolher”, programas que vêm gerando muita polêmica. A Defensoria Pública, por exemplo, se manifestou contra a legalidade do “toque de acolher”, porém o juiz acredita que somente com medidas coercitivas é que se pode evitar a exposição ao álcool, drogas, violência, além da prostituição.

Na avaliação dele, o Estado tem um papel importante e que deve ser exercido na formação de crianças e adolescentes. “A lei nos manda agir. É dever do juiz cumprir a legislação e obrigar que os outros a cumpram. Então, se um menino ou uma menina fica nas ruas, altas horas da noite, sozinho, em risco, a lei determina tirá-lo de lá. É o que nós fazemos”, atesta.

Na entrevista, Pelarin comenta sobre a autorização dada a adolescentes, menores de 16 anos, para trabalhar, outro fato considerado polêmico por muitos. O juiz ainda cobra dos pais que acham que educar os filhos é responsabilidade da escola, eximindo-se de seu dever de educador.

Aqui em Jales, tem muita gente importante que é contra o toque de recolher do juiz Pelarin. Pessoalmente, sou favorável. E que me desculpem os que pensam o contrário, mas, nos tempos em que os pais podiam dar umas palmadas nos filhos e os professores podiam puxar a orelhas de seus alunos, não havia tanta violência nas escolas.

2 comentários

  • Ednaldo

    Eu estou de pleno acordo com o juiz. afinal de contas a educação comesa em casa. Se os pais não os repreendem não vai ser a profesora que vai conseguir.
    Parabems ao juiz e que ele conciga “se multiplicar” pois precisamos de mais “Evandro Pelarin”, em todo o pais.

  • adalto boer

    sou solidario ao trabalho vosso sr. magistyrado pois vi uma de suas palestras na clinica semear e vi o quanto vossa senhoria se preucupa com o bem estar de jovens para não desencaminhar para o mal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *