MAIS DE 400 CABEÇAS DE GADO FORAM LOCALIZADAS EM PROPRIEDADES ADMINISTRADAS POR SUSPEITO PRESO PELA POLÍCIA DE JALES

Na quarta-feira (26) da semana passada, quando o ladrão foi localizado em Quatá e preso pelas polícias de Jales e Tupã, tinham sido encontradas pouco mais de 60 cabeças de gado. Nesta segunda-feira (31), novas informações dão conta de que as cabeças de gado localizadas nas propriedades administradas pelo gatuno já passam de 400.

A notícia é do G1-Bauru:

A Polícia Civil de Tupã (SP), através da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), está trabalhando nesta segunda-feira (31) para identificar as vítimas que tiveram cabeças de gado furtadas nos últimos meses na região.

O trabalho está sendo feito depois que um homem de 43 anos foi preso, suspeito de envolvimento no furto de gado, e a polícia localizou mais de 400 animais em quatro propriedades utilizadas por ele em Quatá.

De acordo com a delegada da DIG de Tupã, Milena Davoli, a operação foi feita em conjunto com a DIG de Jales, que fez um flagrante de furto de gado e encontrou os dados do suspeito dentro de um caminhão que foi interceptado transportando os animais.

Depois disso, foi solicitado o apoio da DIG de Tupã, que mapeou as quatro propriedades e cumpriu mandados de busca e apreensão.

A delegada informou que pelo menos 100 cabeças de gado já foram restituídas aos donos, que são de várias cidades da região. A polícia trabalha para identificar mais vítimas e reconhecer quais dos animais eram furtados e de quais propriedades. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *