MÉDICO MORRE APÓS TRANSAR EM CLUBE GAY, NO RIO DE JANEIRO

A notícia está no portal eletrônico da Globo, o G1:

Um médico de 56 anos morreu por volta das 22h30 do último sábado (26), após fazer sexo com um garoto de programa, em um clube gay da Rua Benjamin Constant, na Glória, na Zona Sul do Rio. A informação foi divulgada pela assessoria de comunicação da Polícia Civil.

O caso está sendo investigado pelo delegado Pedro Paulo Pontes Pinho, titular da 9ª DP (Catete). Segundo a polícia, o rapaz contou, em depoimento, que após a relação sexual o médico passou mal, chegou a ser socorrido por funcionários e frequentadores do estabelecimento, entre eles um médico e uma equipe de socorro do Corpo de Bombeiros, que compareceu ao local. Mas ele não resistiu e morreu.

Após colher as primeiras informações, a polícia acredita que a vítima era cardiopata e descarta, inicialmente, a hipótese de homicídio. Segundo a polícia, também está descartada a prática do golpe conhecido como “boa noite, cinderela”, pois esse tipo de delito é normalmente praticado em circunstâncias e em local diferentes do ocorrido e, além disso, a vítima estava de posse de bens e dinheiro, os quais se encontravam no armário do clube.

O corpo já foi submetido a exame no Instituto Médico Legal (IML), para se detectar a presença de alguma substância que possa ter causado a morte. Os pertences do médico foram retirados do armário do estabelecimento e serão devolvidos à família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *