MORRE MÉDICO BALEADO EM TIROTEIO DENTRO DE DELEGACIA EM SANTO ANDRÉ

Certamente que o erro de avaliação foi causado pelo estado de tensão vivido pelos policiais, que, constantemente, são alvos de ataques. Vejam a matéria do G1:

Morreu na tarde deste domingo (27) o médico atingido por um tiro na cabeça durante tiroteio ocorrido na noite de sábado (26) no 2º Distrito Policial de Santo André, no ABC. Ele estava no estabelecimento para registrar um boletim de ocorrência. Outras duas vítimas baleadas – um policial civil e um homem que tinha ido buscar um veículo localizado pela polícia – permanecem internadas em hospitais da região.

A Corregedoria da Polícia Civil informou na tarde deste domingo que o tiroteio foi provocado por um erro de interpretação dos policiais do distrito policial.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública, os policiais confundiram a entrada de um policial militar à paisana que buscava abrigo no distrito com um ataque de bandidos.

A chegada do policial, que, de fato, fugia de bandidos que o perseguiam, provocou tumulto no interior do estabelecimento.

As pessoas que estavam na delegacia para registrar ocorrências, entre elas, o médico, correram para dentro das áreas internas do distrito policial.

Por conta do tumulto, um agente de telecomunicações da delegacia passou a atirar contra estas pessoas, pensando que fossem marginais invadindo a delegacia.

Duas delas foram alvejadas. Na confusão, um investigador também fez um disparo, acertando o agente de telecomunicações por engano.

Ainda segundo a SSP, os criminosos que perseguiam o policial à paisana não fizeram disparos contra a delegacia nem tentaram invadi-la porque, após verem o policial militar entrando na delegacia, fugiram.

A Corregedoria da Polícia Civil autuou o agente de telecomunicações em flagrante por tentativa de homicídio. Com a confirmação da morte na tarde deste domingo, ele deverá responder ao inquérito por homicídio simples.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *