O CRIME COMPENSA: CONDENADO A 121 ANOS, YOUSSEF SAI DA PRISÃO

novo-lar

Durante quatro meses, ele ficará “preso” em um apartamento com vista para o Parque do Ibirapuera. Depois, poderá arrumar novas amantes e desfrutar livremente do dinheiro amealhado durante sua brilhante carreira. A notícia é do Paraná Portal:

Condenado a 121 anos e 11 meses de prisão, o doleiro e um dos principais delatores da Operação Lava Jato, Alberto Youssef deixa a carceragem da Polícia Federal na quinta-feira (17) e passa a cumprir a pena em regime domiciliar, monitorado por uma tornozeleira eletrônica. Youssef ficou preso 2 anos e oito meses na carceragem da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

Ao cumprir revisão do Supremo Tribunal Federal (STF), o juiz Sérgio Moro autorizou a antecipação da progressão de Youssef para o regime domiciliar.

Depois da também doleira Nelma Kodama e do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, Youssef  foi a terceira pessoa a assumir em acordo de delação o compromisso de apresentar documentos e provas contra outros envolvidos no esquema investigado na Lava Jato.

Nos quatro meses restantes para completar os três anos, Youssef ficará detido em prisão domiciliar, com o uso de tornozeleira eletrônica.

“Considerando que Alberto Youssef já terá cumprido a maior parte da pena fixada em regime fechado, parece improvável que intente fuga nos quatro meses remanescentes em prisão domiciliar. Além disso, há custos com escolta que dificultariam a sua realização”, despachou.

Durante esse período, o doleiro só poderá receber visitas dos advogados e familiares, entre as 8h e as 12h. Yousseff só poderá sair de casa para ir à academia do condomínio.

O doleiro poderá ter um celular a sua disposição, mas o aparelho poderá ser grampeado e as ligações restritas, também, a advogados e familiares, além de ligações de emergência.

Após os quatro meses, Youssef progredirá para o regime aberto, tendo liberdade de ir e vir, com a ressalva que, se voltar a cometer algum ato criminoso, o acordo é desfeito e Youssef passa a responder a todos os processo que foi acusado. Só nos nove casos em que já foi condenado na Lava Jato, o doleiro acumula pena de 121 anos e 11 meses de prisão.

23 comentários

  • Anyone

    Pois é! Tanto auê, para sair da prisão na primeira oportunidade. Vide mensalão, que puniu tão severamente seus condenados, que quase todos reincidiram no petrolão. Paga um, dois aninhos… devolve uns milhõezinhos que para quem roubou anos é troco… e viva la vida loca depois. Que triste…

  • UAI, O MORALIZADOR DO BRASIL, NOVO HEROI NACIONAL DEU ESSE PRESENTE AO AMIGO ANTIGO?

  • José Antonio

    QUANTO SERÁ QUE O MORO RECEBEU EM DÓLAR? ESSE É O MESMO DOLEIRO DO BANESTADO E O JUIZ TAMBÉM É O MESMO. COMO PODEMOS CHAMAR ESTE FATO PITORESCO QUE SÓ ACONTECE NO BRASIL? CORRUPÇÃO OU DINHEIRO LICITO ?

  • EU

    OS DOIS MAIORES CORRUPTOS DO BRASIL–PERTENCEM A QUADRILHA DE TEMER.
    E UMA LONGA HISTÓRIA–CONTADA PELO G1–O GLOBO++CARTA CAPITAL E ESTADÃO.

    REPORTAGEM IDÊNTICA:–
    Os dois são paranaenses, quarentões. Sérgio Moro de Maringá, Alberto Youssef de Londrina. O primeiro vem de uma família de classe média alta, filho de professor universitário, formou-se cedo em direito, fez pós-graduação, tornou-se juiz federal, estudou no exterior. O segundo, o Youssef não teve a mesma sorte. Filho de imigrantes libaneses pobres, aos nove anos já vendia pastéis nas ruas de Londrina. Muito esperto, ainda guri, pré-adolescente, já era um ativo sacoleiro. Precoce, antes de completar 18 anos já pilotava monoplanos o que lhe possibilitou uma mudança de escala, um considerável avanço nas suas atividades de contrabandista e doleiro. Com menos de trinta anos tornara-se um bem sucedido “homem de negócios”, dono de poderosa casa de câmbio, especialista em lavagem de dinheiro e remessa ilegal de dólares para o exterior. Em meados dos anos noventa operava em grande escala repassando recursos que “engordavam” o caixa 2 das campanhas de políticos importantes do Paraná e de Santa Catarina, dentre eles Álvaro Dias, Jayme Lerner e Jorge Bornhausen.
    Alberto Youssef foi, também, figura central na transferência ilegal de bilhões de dólares oriundos de atividades criminosas e de recursos desviados na farra das privatizações do governo FHC.
    Em novembro de 2015, o jornalista Henrique Berangê publicou na revista Carta Capital uma instigante matéria com o seguinte parágrafo inicial: “O juiz Sérgio Moro coordena uma operação que investiga sonegação de impostos, lavagem de dinheiro, evasão de divisas intermediadas por doleiros paranaenses. Foram indiciados 631 suspeitos e remetidos para o exterior 134 bilhões de dólares, cerca de 500 bilhões de reais.” Operação Lava Jato, 2014? Não, ele se referia ao escândalo do Banestado ocorrido no final dos anos 90. A privatização desse banco estatal comprado pelo Itaú segundo estimativas trouxe um prejuízo de no mínimo 42 bilhões de reais aos cofres públicos do país. Mas antes do banco ser vendido, sua agência em Nova York foi o porto seguro dos recursos bilionários para lá transferidos pelos fraudadores.
    Na segunda metade dos anos noventa através das contas CC5 o então presidente do Banco Central Gustavo Franco escancarou as portas para uma sangria de recursos que daqui migraram para engordar as polpudas reservas de empresários, políticos, grupos de mídia no exterior. Sem dúvida o maior episódio de corrupção da história do país. Foi aberta uma CPI no Congresso, virou pizza; o Banco Central boicotou as investigações e a imprensa silenciou. Só a Globo enviou 1,6 bilhões de dólares, mais de 5 bilhões de reais. Além das grandes empreiteiras na lista dos fraudadores lá estavam também outros grupos da mídia: a editora Abril, o Correio Brasiliense, a TVA, o SBT, dentre outros. A justiça foi convenientemente lenta, os crimes prescreveram, só foram punidos alguns integrantes da “arraia miúda”. Ironias da história: a corporação Globo, futura “madrinha” de Moro cometeu os mesmos ilícitos que mais tarde seriam por ele denunciados na operação Lava Jato. Desta vez, porém, as diligências policiais e ações judiciais não foram arquivadas e Moro pôde posar de “campeão na luta contra a corrupção, herói nacional.”
    O silencio da mídia repetiu-se em 2015 quando a operação Zelotes denunciou que membros do Conselho de Administração de Recursos Fiscais, o CARF estavam recebendo propinas para livrar grandes empresas de multas aplicadas por prática de sonegação de impostos. Bilhões de reais de dívidas da Gerdau, da RBS, do Banco Safra, do Banco de Boston, da Ford, do Bradesco, dentre outras empresas e grandes grupos da mídia. As apurações preliminares estimaram que mais de 20 bilhões de dólares foram desviados dos cofres públicos, sendo este montante apenas a “ponta do iceberg”. Certamente a continuidade das investigações chegaria a valores muito maiores.
    Começou lá nos primeiros anos da década passada, o idílio Moro-Youssef, em 2003 para ser mais preciso. Apesar do protagonismo central do doleiro na prática de ilícitos, ele foi beneficiado pela delação premiada, ficando livre, leve e solto. Prosseguiu, é claro, na sua longa e bem sucedida carreira de crimes bilionários. Observe-se que na delação premiada a redução da pena ou o perdão é concedido ao réu sob expressa condição de promessa de ilibada conduta futura.
    É claro que a biografia de Youssef não poderia alimentar nenhuma esperança de regeneração, de que ele abandonasse as práticas ilícitas.
    Onze anos depois, em março de 2014, na fase inicial da operação Lava Jato, Youssef foi novamente preso por Moro. Foi constatado que ele era o principal operador das propinas que alimentaram o caixa das campanhas de inúmeros políticos especialmente do PP e do PT no chamado Mensalão 2, ocorrido em 2005. O primeiro, o Mensalão 1, o da compra dos votos para a reeleição de FHC não teve consequências porque Geraldo Brindeiro, o Procurador Geral da República das 626 denúncias criminais dos seus oito anos no cargo (de 1995 a 2003), arquivou mais de 90% delas, encaminhando para indiciamento pelo Judiciário apenas 60, justamente as de importância menor e que envolviam personagens secundários. Brindeiro ficou por isso nacionalmente conhecido como o “engavetador-geral da República“. A grossa corrupção que marcou os dois períodos do governo Fernando Henrique foi varrida para de baixo do tapete: o Ministério Público Federal e o Poder Judiciário taparam o nariz e fecharam os olhos.
    A delação premiada de Youssef realizada em 2014 e 2015 foi justificada por Moro pela importância que teve para a obtenção de provas que culminaram em dezenas de indiciamentos e prisões de importantes figuras, possibilitando a comprovação de desvios bilionários. Fala-se que a Lava Jato apurou pagamentos de propinas de valores acima dos 10 bilhões de reais, valor expressivo mas que, pasmem, representa apenas 1,7% dos valores desviados dos cofres públicos nos episódios do Banestado e da operação Zelotes.
    Segundo o noticiado, Youssef foi indiciado em nove inquéritos. Algumas ações com sentenças já transitadas em julgado resultaram em condenações que totalizaram 43 anos de prisão em regime fechado. Há ainda outras ações que, na hipótese de ocorrer a condenação, poderiam resultar em 121 anos e 11 meses de prisão. Sérgio Moro anunciou este mês que pela contribuição que a delação de Youssef trouxe para a operação Lava Jato, sua pena foi fixada em três anos, dois quais dois anos e oito meses já cumpridos. A partir de novembro ele deixará o regime fechado e vai passar os meses restantes em prisão domiciliar.
    A legislação penal tipifica o ilícito e determina a pena de acordo com sua gravidade. Cabe ao juiz na sentença aplicar a sanção que a lei determina. O que pode ser questionado na delação premiada é que não existe na lei a dosimetria que imponha ao magistrado um limite para a redução da pena. O caso de Youssef é um exemplo típico: Sérgio Moro, se considerarmos as graves ilicitudes, os valores envolvidos e as inúmeras reincidências do doleiro foi extremamente indulgente, generoso. Alberto Youssef estaria certamente fadado a morrer na prisão cumprindo as penas a que foi condenado. Em novembro, no entanto, já estará em casa e em março do ano que vem solto. Muito provavelmente preparado e disposto a cometer novos crimes.
    Cadeia foi feita para pobre e para a esquerda.

  • TEMERcard

    http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/265888/Dilma-desmente-Globonews-Cabral-apoiou-Aécio.htm coxinhas chorem chorem chorem somos todos Cuchas rsrstsrstsrsrsrsrdtrsrsrsrs viva a democracia chupa seus coxinhas trouxas !! Golpistas

  • Jalesense

    O Moro é muito injusto. O cara caguetou geral, e ainda puxou 2 anos de cana. O chefão do mensalão e do petrolão não puxou nem um dia de cana, só enche a cara dela. Palhaçada mesmo esse país.

  • Eu

    + CURIOSO–para fazer esse tipo de comentário precisa de:- entender do assunto, estudo, pesquisa, leitura, inteligência e ser suficientemente capaz de explicar tudo corretamente para não falar asneiras ou burrice como as suas.
    Dê uma coisa tenho certeza tudo o que esta escrito é verídico, agora se quiseres ler ou não e problema seu,( pois no geral irracional não lê), geralmente os mais inteligentes perdem um, tempinho para ler e fazer uma comparação com suas ideias e depois confronta-las, mas o seu pseudo, deve faltar neurônios e no lugar ter muitas fezes. Ai eu não tenho culpa de sua imbecilidade.
    Fica esperando pois filme não vai virar.

  • Eu

    CONTRIBUIÇÃO DE YOUSSEF PARA DEVASTAR O PT FOI SUBSTANCIAL À ALTURA DO PACTO.
    ESCRITO PELO JORNALISTA DA FOLHA JÂNIO DE FREITAS.

    YOUSSEF:
    É um homem rico. Especialista em lidar com dinheiro alto, próprio e alheio, na obscuridade de canais secretos, é natural o seu silêncio sobre a dimensão da sua riqueza.
    Os indícios são suficientes. E a verdade é que ninguém cuidou de identificá-la, em um pacto de interesses entre quem deveria fazê-lo e aquela espécie de Ali Babá que tem atuado, ao longo da vida, com muitas vezes mais do que os 40 da lenda de seus antepassados.
    Esse homem rico teria muito o que contar, até para que o Brasil colaborasse com esforços de países mais sérios sobre a especialidade do nosso herói. Mais não disse nem lhe foi perguntado, no entanto, além da missão de um só alvo que seus inquiridores se deram. Ou receberam, de dentro ou de fora.
    Por isso, dada por satisfeita a lenta curiosidade que se espichou por dois anos e oito meses, o homem rico volta hoje ao gozo da vida, que para isso lhe tem servido a riqueza.
    Alberto Youssef, a rigor, não poderia voltar agora aos seus ambientes. Na grande bandalheira feita por meio do Banestado, do Paraná, cuja apuração e punição nunca chegou ao verdadeiro fim, Youssef recebeu o prêmio de uma delação privilegiada que, porém, significava o compromisso de não voltar ao crime. Ou perderia aquele e qualquer outro benefício futuro.
    Delinquente desde a adolescência, Alberto Youssef logo voltaria ao tráfico, pelo menos de dinheiro. Preso outra vez, não poderia ver repetido o privilégio que já traíra. Mas recebeu-o do mesmo Sergio Moro.
    O que será que Moro recebeu de Youssef? Talvez $$$$$$$$$$$$$$$$$$$.

  • Nóis

    Quem não tem opinião, copia jornal que era golpista e agora não é?

  • É melhor assim!

    Antigamente, não se via os politicos devolverem dinheiro do assalto e ninguem delatava ninguem.
    Com a lei da delação premiada, estamos vendo politicos sendo presos e, outros, comprando sua liberdade pois esse é o caso do doleiro do PT, PP e PMDB.
    O doleiro ficou preso, delatou Lula/Dilma e comprou a sua liberdade pois vai “viver”com o que sobrou (está escondido), conforme a lei.
    Mas o juiz Moro já recuperou R$ 500 milhões — dos R$ 6,2 bilhões calculados de corrupção da Petrobras — de 18 pessoas fisicas e 3 empresas.
    Mas é pouco, diante da dívida que o PT deixou na Petrobras, de R$ 132 bilhões.
    Se não trocarmos a prIsão com a delação e retenção dos bens como forma de pagamento, para a premiação de liberdade, não se descobre nada.

  • Nada como ser amigo de Lula!

    O STF soltou o Bumlai, que é amigo do Lula, pois ele fez um empréstimo fraudulento no Banco Schahin para pagar dívidas do PT/Lula. Que amigão do Lula? Será que não ganhou nada por isso?
    Bumlai está doente (problemas no coração) e deve ficar preso, em sua mansão pois o ministro Teori está preocupado, em manter a integridade física do preso. Que chique?
    A policia federal prende e a justiça solta

  • Eu

    NÓIS–tenho sim minhas opiniões e não sei se o jornal era ou não golpista e como não sou um FDP igual a você no início disse: comentário do jornalista Jânio de Freitas da Folha, pois sou verdadeiro, honesto, tenho caráter, tenho índole, tenho conhecimento, tenho postura, tenho educação e por isso em momento nenhum disse ser o texto de minha autoria e essas qualidades todas faltam a sua Irracionalidade.
    Por isso NÓIS acho sua pessoa um desqualificado, que perdeu sua excelência, numa privada mas continua sendo um invertebrado de natureza inferior, que deixou de ter uma reputação digna de um ser humano, ou seja um desacreditado em suas palavras , mais conhecido como um FDP.

    • NOIS

      EU
      Você tem toda razão, pois você é muito honesto, muito verdadeiro e alem disso, tem muito conhecimento, muita indole, muita postura mais tudo o que voce disse de voce mesmo.
      EU, não, sou invertebrado inferior, sem reputação, desacreditado, conhecido como fdp (voce esqueceu de dizer que é educado).
      Eu queria ser igual a voce pois é uma pena que eu não copio jornais.
      Mas a proxima vez, eu vou copiar uma opinião petista

  • Jales

    É MELHOR ASSIM! NADA COMO SER AMIGO DE LULA!—dois imbecis mal informado, que só sabem colocar culpa no Lula e no PT, sem ao menos saberem alguma coisa a respeito dos verdadeiros problemas da corrupção no Brasil, dois indivíduos: fascista, golpista, da direita brasileira que a unica coisa que tem é a inveja e o ódio, principalmente do futuro presidente do Brasil em 2018 ( Lula ).
    Se a corrupção foi de 6, 2 bilhões e o Juiz corrupto Moro só recuperou 500 milhões, me responda seus desinteligentes onde esta o resto? e os 220 milhões do Cunha?
    Por que os irresponsáveis só falam no PT, PMDB e PP, é falta de conhecimento ou é burrice mesmo?
    Aos intelectuais ( mentira ), ignorantes quem solta é o Juiz corrupto Moro ou o STF e a PF só prende com a autorização do juiz Federal ou do STF, deu para entender>
    Então vamos agora aos verdadeiros corruptos:—–AÉCIO O TRAFICANTE:-

    1.O candidato do PSDB à presidência da República, Aécio Neves, adora criticar a candidata do PT à reeleição, Dilma Rousseff, pelo suposto envolvimento de petistas no escândalo da Petrobrás. As investigações, entretanto, apontam também para o possível envolvimento de lideranças tucanas. Em depoimento, o ex-diretor da estatal, Paulo Roberto Costa, afirmou ter pago propina ao ex-presidente do PSDB, Sérgio Guerra, que morreu este ano, para ele ajudar a esvaziar uma CPI criada em 2009 para investigar a Petrobrás.
    2 – Desvio das verbas da saúde mineira: R$ 7,6 bilhões
    Na último no debate da Band, a presidenta Dilma acusou Aécio Neves de desviar R$7,6 bilhões da saúde quando foi governador de MG. O tucano disse que ela estava mentindo e, então, Dilma convidou os eleitores a acessarem o site do Tribunal de Constas do Estado (TCE). Naquela noite, o site saiu do ar, segundo o TCE devido à grande quantidade de acessos.
    3 – Aecioporto de Cláudio: R$ 14 milhões
    Quando era governador de Minas Gerais (2003-2010), Aécio construiu cinco aeroportos em municípios pequenos, todos eles nas proximidades das terras de sua família. O caso mais escandaloso foi o de Cláudio, com cerca de 30 mil habitantes e que já fica próximo a outro aeroporto (o de Divinópolis, há apenas 50 Km). Custou R$ 14 milhões aos cofres mineiros.
    4 – Relações com Yusseff : R$ 4,3 milhões
    O doleiro Alberto Yousseff ficou conhecido nacionalmente devido ao seu envolvimento no escândalo da Petrobrás. Mas a Polícia Federal também investiga os serviços prestados palas empresas de fachada do doleiro para uma outra estatal, a mineira Cemig, controlada há anos pelo PSDB de Aécio Neves, principal líder do partido no Estado.
    5 – Mensalão tucano: pelo menos R$ 4,4 milhões
    Trata-se do esquema de desvio de verbas de empresas públicas armado em Minas Gerais, em 1998, para favorecer a reeleição do então governador tucano Eduardo Azeredo. Além dos políticos tucanos, os acusados são os mesmos responsabilizados pelo chamado “mensalão petista”: o publicitário Marcos Valério e os diretores do Banco Rural. Entretanto, embora tenha acontecido antes, o esquema tucano ainda não foi julgado. E mais, não o será pelo STF,
    6 – Cartel dos metrôs de SP e DF: pelo menos R$ 425 milhões
    O escândalo vem de longa data, mas até agora nenhum político foi punido. Envolvem dois casos diferentes, mas com relações entre si: o Casol Alston, a multinacional francesa que teria subornado políticos ligados ao governo Alckmin para ganhar o contrato da expansão do metrô de SP, e o Caso Simiens, a empresa que admitiu ter formado cartel com outras 13 para fraudar as licitações do metrô de SP e do DF. A Simens entregou ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) uma série de documentos que comprovam que o governo tucano tinha conhecimento da formação do cartel. Reportagem da Istoé estimou em R$ 425 milhões de reais os prejuízos para os cofres públicos. No Caso Alston, a PF indiciou, por corrupção passiva, o vereador Andrea Matarazzo (PSDB), ex-ministro do governo FHC.
    7 – Privataria tucana: R$ 124 bilhões
    Registradas e documentadas no livro “A Privataria Tucana”, de Amaury Ribeiro Junior, as denúncias revelam os descaminhos do dinheiro público desviado pelos tucanos na era das privatizações, instaurada pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e seu então ministro da Fazenda, José Serra. Resultado de 12 anos de investigação do ex-jornalista da Isto É e de O Globo, o livro irritou o ninho tucano. Serra o classificou como “lixo”. FHC, como “infâmia”. Aécio Neves, como “literatura menor”. Pelos cálculos do deputado Protógenes Queiroz (PCdoB-SP), delegado da Polícia Federal que atuou no caso, o montante desviado dos cofres públicos pelos tucanos para paraísos fiscais chega a R$ 124 bilhões.
    8 – Emenda da reeleição de FHC: valor não contabilizado
    Em 1997, durante o governo FHC, a Câmara aprovou a emenda que permitiria a reeleição presidencial. Poucos meses depois, começaram a pipocar as denúncias de compra de votos pelo Executivo para aprovação da matéria. Um grampo revelou que os deputados Ronivon Santiago e João Maia, ambos do PFL do Acre, receberam R$ 200 mil cada um. Na gravação, outros três deputados eram citados de maneira explícita e dezenas de congressistas acusados de participação no esquema. Nenhum foi investigado pelo Congresso nem punido. Apesar das provas documentais, o então procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, engavetou as denúncias. No ano seguinte, FHC se reelegeu para um novo mandato. Brindeiro foi nomeado para um segundo mandato no cargo.
    Esses são algumas corrupções.

  • Jales

    É MELHOR ASSIM!—NADA COMO SER AMIGO DO LULA! caros desentendidos fascistas, da direita golpista brasileira, mais um corrupto que vocês esqueceram de citar: SERRA:—
    Além de destruir o governo provisório de Michel Temer, ao delatar que o interino pediu ajuda para o PMDB que se materializou num caixa dois de R$ 10 milhões em dinheiro vivo (leia aqui), a Odebrecht também abateu o chanceler interino José Serra e pode ter aniquilado seu sonho de chegar à presidência da República.

    Em sua delação premiada, Marcelo Odebrecht, preso há mais de um ano, relatou que Serra recebeu R$ 23 milhões, via caixa dois, em sua campanha presidencial de 2010, segundo reportagem da jornalista Bela Megale que foi a Curitiba recolher as informações.
    Parte dos recursos, que, corrigidos pela inflação, hoje equivaleriam a R$ 34,5 milhões, foi paga no exterior, o que, em tese, poderia levar à cassação do registro do PSDB.
    Além disso, as doações também podem ser decorrentes de propina e desvios de recursos públicos da Dersa, uma estatal paulista, uma vez que a Odebrecht também apontou corrupção na construção do Rodoanel e supostos intermediários de Serra na arrecadação de propinas.
    O chanceler interino nega irregularidades e diz que sua campanha transcorreu dentro da legalidade. No entanto, a Odebrecht pretende apresentar recibos de pagamentos feitos no exterior e o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, não terá alternativa a não ser denunciar Serra.
    Agora já são dois corruptos, ídolos de suas irracionalidades.

  • Jales

    E MELHOR ASSIM!—NADA COMO SER AMIGO DO LULA—caros imbecis continuando os corruptos que os mesmos esqueceram de citar, aqui vai mais um:—-ALKIMIN
    Não está fácil a vida dos tucanos. Um dia depois de vir à tona a denúncia de que José Serra recebeu da Odebrecht R$ 23 milhões em propina por meio de uma conta na Suíça, o fogo é disparado contra outro cacique do PSDB que visa a presidência da República.
    Reportagem da Veja neste fim de semana aponta que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), também é citado na delação da maior empreiteira do País e confirma que Alckmin é o “Santo” das planilhas da construtora.
    A ele, foram pagos R$ 500 mil em duas parcelas, a pedido de um diretor de contrato da Odebrecht que era responsável pelas obras na Linha 4 do Metrô, de acordo com planilha obtida pela Polícia Federal na 35ª fase da Operação Lava Jato.
    O documento aponta repasse de propina da Odebrecht a governos de vários partidos e todas as esferas em diversas obras no Brasil, entre elas o aeroporto Santo Dumont, no Rio de Janeiro, que é governado pelo PMDB, e o Rodoanel e o Metrô em São Paulo.
    No início de outubro, a revista Carta Capital já havia sugerido que “Santo” fosse o governador. Na ocasião, a revista cobrou a Lava Jato pelo fato de que, desde março, quando o codinome apareceu pela primeira vez, como beneficiário na obra da duplicação da Rodovia Mogi-Dutra, “já foram deflagradas dez fases da Lava Jato e a Polícia Federal ainda não conseguiu identificar qualquer um dos codinomes mencionados”.
    Os irracionais estão guardando bem os nomes dos verdadeiros corruptos que fazem parte da quadrilha do roubo na Petrobras de Furnas e do golpe fascista, no Brasil.

  • Jales

    É MELHOR ASSIM!—NADA COMO SER AMIGO DE LULA!—meus caros tontos ou palhaços, tanto faz, pois qualquer dos nome refere-se a um debiloide, sem conhecimento politico nenhum, agora alguns exemplos de corrupção do chefe da quadrilha do golpe fascista:—TEMER:——-
    O recém-iniciado governo do presidente interino Michel Temer foi sacudido por novas alegações de corrupção, após a publicação de delação premiada que o implica na Operação Lava-Jato, que tem como alvo a companhia petrolífera estatal Petrobrás.
    Michel Temer supostamente pediu, em 2012, ao então presidente da unidade de transporte da Petrobrás (Transpetro), que conseguisse contribuições ilegais para campanhas do partido de Temer (PMDB), de acordo com a delação premiada divulgada pelo Supremo Tribunal Federal.
    Foi a primeira vez que Temer foi implicado diretamente na bem-sucedida investigação por corrupção chamada Lava-Jato, a qual envolveu dezenas de políticos e empresários de alto escalão, incluindo lideres do partido do presidente Temer, PMDB.
    Os fatos são as alegações mais recentes por corrupção apontadas para a administração Temer, que está no cargo como presidente interino do Brasil há cerca de um mês. ( com um mês no governo e já roubando).
    Dois membros de ministério, incluindo o ex-ministro da Transparência, demitiram-se em resposta às alegações de que eles tentaram barrar as investigações sobre o enorme esquema de propinas que acontecia na Petrobrás.
    Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro, em um acordo de delação premiada que acabou de ser divulgado, declarou que, a pedido de Temer, organizou a doação de R$ 1 milhão (US$ 434 mil) de uma empreiteira para o partido de Temer. Em troca, segundo seu testemunho, a construtora receberia ajuda em contratos que vencessem licitações.
    Machado também afirmou que, Temer, ainda vice-presidente na época, revelou a Machado sua preocupação com o fato de que o candidato de seu partido à prefeitura de São Paulo, Gabriel Chalita, precisava de mais dinheiro e, recebeu da OAS mais 1 milhão de reais para Chalita.
    A Petrobrás não fez comentários. Gabriel Chalita, que perdeu as eleições em 2012, declarou que todas as contribuições para sua campanha foram feitas de forma legal.
    Segundo um porta-voz da Operação Lava-Jato, Machado buscou os procuradores responsáveis por tal operação e se ofereceu para negociar um acordo de delação premiada depois que outras pessoas acusadas no caso disseram que ele participou do esquema de licitações fraudulentas e pagamento de propinas.
    A imprensa brasileira tem divulgado trechos vazados do testemunho de Sérgio Machado, incluindo a alegação que atinge Temer e outros trechos, que por sua vez resultaram na demissão de dois ministros do governo Temer.
    “A opinião pública não está surpresa, pois todos sabem que Temer está na politica há muito tempo.”
    Em sua delação premiada, Sérgio Machado também alegou que outros membros importantes do PMDB e PSDB receberam milhões de reais como suborno, como o presidente do Senado Renan Calheiros, o ex-presidente José Sarney, e o ex-ministro do Planejamento do governo interino, o senador Romero Jucá, o Senador Aécio Neves etc….
    Machado acusou o senador Aécio Neves, candidato do PSDB à presidência em 2016, de aceitar pagamentos ilícitos no valor de 8 milhões de reais.
    Sérgio Machado afirmou ter ouvido de vários senadores que o maior frigorífico do mundo, a brasileira JBS S.A., doaria R$ 40 milhões ao PMDB e ao PSDB e que essa quantia seria distribuída entre os senadores dos partidos para as eleições de 2014. Machado disse aos procuradores desconhecer se a JBS obteve algo em troca.
    Se os dois professores e doutores em politica econômica brasileira duvidarem das veracidades dos conteúdos e só procurar se informar melhor e não ficar só colocando a culpa no PT e no futuro presidente do Brasil, apesar disso acredito em vossa imbecilidade, ignorância, falta de entendimento, falta de inteligência e consequentemente muita burrice. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Se quiserem tem mais exemplos, aprendam a ter mais qualidades, excelência e qualificação, para não se tornarem pessoas ( será ), desqualificadas do saber ahahahahahahahahahahahahah.

  • Nada como ser amigo de Lula!

    Jales
    Obrigado, por voce ler meu texto e perder tempo, em responder. Para defender o Lula. Voce é o unico que defende?
    Não sei como voce compara Lula com Aécio, FHC, Temer, Alckmin e outros pois Lula é um homem integro, honesto e incorruptivel.
    Está certo que ele está envolvido com a morte de Celso Daniel, compra de um triplex, sitio, com propinas da empreiteira Odebrecht, com a construção do estadio do Corintians, etc……
    Mas isso é culpa do Moro, da midia golpista, do Temer, do Cunha, de FHC e assim vai……………
    Continue a responder as minhas críticas mas seja educado pois voce de ver amigo do Lula. Claro!

  • Jales

    NADA COMO SER AMIGO DO LULA–seu Otário não precisa agradecer por motivo nenhum, pois tenho o costume de ler tudo o que é escrito neste blog, inclusive as burrices de pessoas, ignorantes, desajustadas e incompetentes como tu, e quando as asneiras são tantas eu também me vejo no direito de responder, pois não suporto, ver tantas babaquices escritas por alguém que se sente importante e na verdade é um despreparado mentalmente ou desqualificado como tu.
    Veja o tamanho de sua ignorância na frase que escreveste, sem sentido , sem nexo:’ Para defender o Lula. Você é o único que defende?’ Para defender o Lula de que e de quem seu imbecil? Eu sou ou não sou o único a defende-lo? Claro que não seu Asno.
    Na realidade não se pode comparar Lula com essas desgraças que você citou: Aécio recebeu propina da Petrobras e em Furnas; Temer Recebeu propina da Petrobras e também de Sérgio Machado da OAS e doou metade para o Chalita; Temer gastou esta semana 1 milhão e duzentos mil reais num jantar para os senadores; Alkimin participou do roubo da Merenda Escolar do Estado de SP no valor de 200 milhões, corrupção do Metrô, corrupção do Trenzalão, corrupção da Sabesp e o Lula prove o que o mesmo fez de errado, prove que o apartamento do Guarujá, o sítio de Atibaia é dele, prove que ele recebeu propina da Petrobras, prove que ele tentou interferir no andamento da Lava Jato, prove que ele tem algo com a morte de Celso Daniel, prove que ele tem algo com a construção do estadio do Corinthians ( nem escrever o nome do estádio o burro sabe ), retardado é para provar e não falar que tens convicção, pois existe uma diferença grande entre prova e convicção seu Energúmeno.( procure no pai dos Burros ).
    Larápio outra frase feita pelo burraldo incompetente e analfabeto: “Continue a responder as minhas criticas mas seja educado ( como ser educado com um Jumento ),pois voce ( tem acento ) de ver ( o correto é ( deve ser amigo do Lula.
    Seu Jumento vou colocar algumas medidas tomadas pelo ex-presidente Lula em seu governo, depois seu Imbecil você coloca o que fez os corruptos da quadrilha dos fascistas golpistas, de quem sua Anta puxa o saco, pode ser umas três medidas de cada um.
    LULA 2018:——
    1) Reduziu a inflação de 12,5% (2002) para 4,3% (2009) ao ano; a taxa média anual de inflação no governo Lula (6% ao ano) é menos da metade da que tivemos no governo FHC (12,5% ao ano);
    2) Aumentou o salário mínimo para o seu maior patamar em 40 anos, com um aumento real de 74% entre 2003/2010;
    3) Reduziu a relação dívida/PIB de 51,3% (2002) para 36% do PIB(2008);
    4) Acumulou um superávit comercial de US$ 252 Bilhões (2003/2010);
    5) Pagou toda a dívida com o FMI e com o Clube de Paris e o Brasil se tornou credor do FMI, algo inédito na história do país, para quem emprestou US$ 10 Bilhões; Hoje, a dívida externa líquida é negativa em US$ 65 bilhões;
    6) Reduziu o déficit público nominal de 4% do PIB (2002) para 1,9% do PIB (2008);
    7) Aumentou as exportações de US$ 60 Bilhões/ano (2002) para US$ 198 bilhões/ano (2008) acumulando um crescimento de 230% em 6 anos; Em 2010, as exportações deverão superar os US$ 200 bilhões, o que acontecerá pela primeira vez na história do Brasil.
    8) Aumentou as reservas internacionais líquidas de US$ 16 Bilhões (2002) para US$ 285 Bilhões (Novembro de 2010);
    9) A concentração de renda e as desigualdades sociais diminuíram sensivelmente; o índice de Gini atingiu o menor patamar da História;
    10) Gerou 15 milhões de empregos formais entre 2003/2010;
    12) Reduziu o percentual da população brasileira que vive abaixo da linha de pobreza de 28% (2002) para 19% (2006), segundo o IPEA;
    13) Elevou os gastos sociais públicos para 21% do PIB;
    14) Fez o Brasil se tornar credor externo, com um saldo positivo de US$ 65 Bilhões, algo inédito na História do país;
    15) Criou programas sociais inclusivos, como o Bolsa-Família, ProUni, Brasil Sorridente, Farmácia Popular, Luz Para Todos, entre outros, que beneficiaram aos pobres e miseráveis e contribuíram para melhorar a distribuição de renda;
    16) Anulou portaria do governo FHC que proibia a construção de escolas técnicas federais e iniciou a construção de dezenas de novas unidades e que foram transformadas em Institutos Superiores de Educação Tecnológica (são 214 novas escolas técnicas federais construídas entre 2003/2010);
    17) Criou o Reuni, que iniciou um novo processo de expansão das universidades públicas, aumentando consideravelmente o número de universidades, de campus e de vagas nas mesmas;
    Meu intelecto, tu saíste ou é de um processo social de se tornar ou ser tornado, a uma condição inferior, à beira da sociedade, forçado a ocupar os piores lugares na sociedade, tudo por causa de sua burrice e babaquice .

  • Eu

    NOIS—eu sempre tenho razão, principalmente quando respondo para um Débil Mental igual a você. E meu intelecto não esqueci de dizer que sou educado, eu sou, mas só com pessoas e não com animais, ou mesmo seres humanos ( que não é seu caso ), desde que, quem responda meus textos ou cópias, também usa de educação para comigo.
    Não me preocupo e nunca me preocuparei se minha pessoa tiver que escrever no Blog, seja através de textos elaborados por mim, ou seja uma cópia, pois o que me interessa é que seja verdadeira ou que o fato ou os fatos também sejam verídicos, pois nunca escrevi , copiei ou colei inverdades no Blog. Pois para mim o que mais vale é a veracidade dos fatos, sem inveja ou ódio.
    Como por exemplo eu te acho um Otário e Babaca Descompensado que só sabe falar em cópia ou cola, por isso seu animal escreva o que quiseres ou de quem quiseres e se eu achar que devo ler, eu lerei, mesmo sendo essas babaquices suas. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Trouxa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *