ONG QUER RETRATAÇÃO DE DELFIM NETO, QUE COMPAROU EMPREGADAS DOMÉSTICAS A ANIMAIS EM EXTINÇÃO

Os políticos nunca foram grandes frasistas, mas, ultimamente, eles andam passando da conta. Depois do Bolsonaro, agora foi a vez do Delfim Neto dar um fora. A notícia está no portal eletrônico Extra on Line:

O presidente da ONG Doméstica Legal, Mário Alberto Avelino, disse, na manhã dessa terça-feira, que a organização entrará com uma notificação extra-judicial contra o ex-ministro e economista Delfim Netto. O motivo é uma declaração feita por ele durante o programa “Canal Livre”, da Rede Bandeirantes, que foi ao ar neste domingo. O mal estar gerado na ONG pelo comentário foi revelado pela coluna do jornalista Ancelmo Gois, no jornal “O Globo”. 

Ao falar sobre mudanças na economia brasileira, ascensão social e profissões que estão deixando de existir, Delfim Netto citou as empregadas domésticas e as comparou com animais em extinção: “Quem teve esse animal, teve. Quem não teve, nunca mais vai ter”. 

– Queremos uma retratação pública. Ele tem que ir a um canal público, da mesma forma que teve espaço no programa, e se desculpar – disse Mário.

 Ele disse que tem admiração por Delfim como economista, mas classificou a declaração do ex-ministro como preconceituosa:

– É uma categoria que ainda tem um ranço escravista. Para cada cem domésticas, apenas 27 têm carteira assinada.

Mário informou ainda que hoje há 7 milhões e 203 mil empregadas domésticas no Brasil.

– E imagina como cada uma delas se sentiu quando ouviu aquilo. Temos que combater esse tipo de situação – afirmou.

Procurada por e-mail para comentar o assunto, a assessoria de imprensa de Delfim Netto ainda não enviou resposta.

3 comentários

  • Quim Zé

    Político sério é um animal em extinção.

  • Zé das coves

    Quanta bobagem!!
    Se fosse o Lulla falando isso, o tal representante das domésticas iria aplaudir de pé. Mas como foi o Delfim (filhote da ditadura), ele resolve criticar. Isso, sim é preconceito. É claro que ele não disse que as empregadas são animais. Deixa de ser animal,Mário.

  • Carlos

    Quanta besteira junta, me lembrou o comediante Dedé Santana falando que hoje em dia seria impossível fazer humor, pois não poderia chamar ninguém de “negão” ou de “sua bicha”, sem ser levado aos tribunais por ofensa grave…
    Tá certo que Delfim Neto foi infeliz no termo usado, mas ele estava certissimo ao se referir aa classe das domesticas como sendo uma “especie” em extincao”, pois moro na Europa a anos e empregada aqui eh raro e quando tem, custa caro…Com o crescimento economico do Brasil,essa condicao nao demora a chegar por aih. Ta certo o cara…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *