OPERAÇÃO FRATELLI: CADÊ O ITAMAR?

O jornal Estado de São Paulo publicou matéria, ontem, onde aparecem os nomes de oito deputados federais e dois estaduais supostamente envolvidos com os irmãos Scamatti. Curiosamente, o nome do deputado Itamar Borges(PMDB) desapareceu.

Ele tinha sido citado anteriormente por conta da interceptação de uma ligação telefônica onde, entre outras coisas, chama o empresário Olívio Scamatti de “viado”. Vejam a notícia do Estadão, reproduzida pelo Diário do Grande ABC:

O Ministério Público Federal em Jales enviou nesta quinta-feira à Procuradoria-Geral da República cópia integral dos autos da Operação Fratelli. Os documentos contêm transcrições de interceptações telefônicas que citam pelo menos oito deputados federais.

A Procuradoria-Geral vai examinar a menção aos políticos para decidir sobre eventual abertura de investigação. Seis deputados são citados em conversas telefônicas de terceiros, empresários e lobistas, gravadas pela Polícia Federal: Arlindo Chinaglia, José Mentor e Cândido Vaccarezza, todos do PT, Aldo Rebelo (PC do B), hoje ministro do Esporte, Marco Feliciano (PSC) e Otoniel Lima (PMDB).

Outros dois parlamentares caíram no grampo indiretamente, demonstrando proximidade com o empresário Olívio Scamatti, apontado pela Procuradoria da República como chefe de quadrilha: Vander Loubet (PT-MS) e Edson Aparecido (PSDB-SP), hoje chefe da Casa Civil do governo Geraldo Alckmin. Eles não estavam sob monitoramento, nem sob investigação, mas seus contatos com Scamatti fazem parte dos autos da Operação Fratelli.

Dois deputados estaduais, Roque Barbiere (PTB) e Gilmaci dos Santos (PRB), estão na lista de parlamentares citados. O primeiro caiu no grampo dizendo que poderia arrumar emenda de R$ 250 mil para um lobista. O outro empregou o filho de Osvaldin na Assembleia.

11 comentários

  • zé ruela

    falando em escandalo o pessoal do PT do mensalão não vai preso.????????????

  • DITO

    Fácil….como a investigação se divide em duas, uma parte estadual e outra parte federal, o Itamar deve estar na investigação estadual, já que os nomes citados foram divulgados pela Polícia Federal.

  • popó

    vc ve a loucura dos meios de comunicações o deputado teve que rpocurar os meios de comunicações para desmentir que ele tinha participado deste esquema de desvios de dinheiro. e agora se ele não tiver envolvido mesmo como acredito que ele não esta quem sera o culpado por todo este estardalhaço que fizeram na vida do deputado??? quem é culpado os meios de comunicações ou a policia federal mais o nimisterio publico?se realmente isto for mentira pode acabar com a vida publica de um cidadão temos que tomar muitos cuidados com o que falamos e o que escrevemos são nomes de pessoas que estão em jogo.

  • Pit Bull

    Não importa o pedaço da fração, o que esta em pauta é a
    desastrosa corrupção que assola nosso País. O que vemos, são políticos sussurando, angelicalmente, aos ouvidos da rede de influência, buscando o espaço na corrupção , sem a menor preocupação com as leis; de forma abusiva e frequente, amparado pela impunidade dos atos ilícitos, ou na postergação na decisão da pena – Ex: mensalão do PT/deputado condenado exercendo a função – criando condições prescritivas para o cumprimento do delito.

    A bandidagem de muitos políticos, não é diferente da bandidagem de rua, o que os identificam é o preço da vestimenta.

  • Anônimo

    Falta um monte de gente pra cair ainda, esperemos o que vai acontecer

  • luiz Teixeira

    Historicamente os deputados sempre desviaram dinheiro das obras publicas. Porem e’ dificil pegar e prender porque este serviço fica para os seus assessores diretos. Eles tem a cara de pau de desmentir tudo e ainda mandam embora o assessor “corrupto”.
    Esse dinheiro “arrecadado” vai ser gasto na proxima eleiçao e para enriquecer o seu patrimonio.
    Os prefeitos seguem a mesma linha e a diferença e’ que eles assinam a contrataçao fraudulenta. E hj o bicho ta pegando

  • luiz Teixeira

    So’ para lembrar: Marco Feliciano e’ pastor evangelico, contra os gays, do partido cristao
    Gilmacy dos Santos, tambem e’ pastor, sendo que o PRB e’ partido do Edir Macedo. so’ DEUS salva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *