PADRE ESCONDIA DROGAS ENTRE OS SANTOS DA IGREJA

A notícia é do portal iG:

droga padreOs 176 quilos de maconha  apreendidos com o Padre Mário Roberto Gomes de Arruda, de 44 anos, ficavam escondidos entre as imagens do santos, na igreja Católica São Judas Tadeu, no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife. A quantidade da droga é considerada a maior apreensão de 2014 pela Polícia Civil de Pernambuco. A apresentação do caso foi divulgada na tarde de sexta-feira (21), na sede da Polícia Civil, no bairro da Boa Vista, área central do Recife.

As investigações foram iniciadas há um mês, após denúncias de tráfico de drogas no município. Além do padre, mais duas pessoas também foram presas: Joselin Joana de Oliveira e Eduardo José dos Santos, ambos de 20 anos. Ainda de acordo com a polícia, existe uma suspeita de triângulo amoroso entre os traficantes. “Estamos estudando esta hipótese. Mas, até o momento, não podemos confirmar nada”, disse o coordenador de operações do Departamento de Repressão ao Narcotráfico (Denarc), Sérgio Ricardo. 

Além da maconha, os policiais também apreenderam, dentro da igreja, duas armas de fogo e uma carteira de autoridade eclesiástica, possivelmente falsa. “Durante as investigações, recebemos uma informação de que ele (padre) chegou a ameaçar um bispo de outra igreja, dizendo que, caso fosse expulso da paróquia, dava um tiro no religioso”, concluiu o coordenador.

De acordo com o vigário geral da Diocese de Jaboatão dos Guararapes, Padre Gustavo Lima, Mário Gomes estava afastado há sete meses da igreja, mas não queria sair do local. “Ele foi afastado do cargo por má conduta, desobediência e incontinência. Os fieis da paróquia contou a Diocese que o padre vivia embriagado. Pedimos para ele sair da igreja, mas ele não obedeceu à ordem”, disse. 

Ainda segundo o Padre Gustavo Lima, a notícia do tráfico de drogas foi surpresa para o clero. “Não tínhamos ideia de que ele mantinha drogas dentro da igreja. Quando vimos ele preso, pensamos que tinha sido por causa da desobediência de não querer sair da paróquia”, contou. 

O padre e os outros dois presos foram autuados em flagrante por tráfico de entorpecente e associação para o tráfico. 

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *