PARINI ESQUECE “ESTELIONATO” E CEDE SUA CHÁCARA PARA USINA DE ASFALTO

Uma pessoa muito próxima ao prefeito Humberto Parini me confidenciou que ele teria alugado parte de sua propriedade rural, a “Chácara Gabriela”, para instalação de uma usina de asfalto vinculada à empreiteira que está realizando a duplicação da “Euclides da Cunha”. Como sou moço precavido, consultei outra pessoa ainda mais próxima ao prefeito, que me confirmou o fato, mas não soube dizer se o prefeito alugou ou cedeu o espaço.

Claro que a propriedade é do prefeito e ele cede ou aluga para quem bem entender. Mas é curioso notar que Parini – caso tenha alugado o espaço – estaria obtendo algum lucro pessoal com uma obra que ele classificou de “estelionato eleitoral”. É importante notar também que, talvez por conta do destempero verbal do prefeito, Jales não tenha sido beneficiada com um canteiro de obras da duplicação, o que, se tivesse acontecido, estaria gerando emprego para alguns jalesenses.

Fica a dúvida se Parini cedeu ou alugou, embora, repito, não tenhamos nada com isso. O Parini que eu conheci em outros tempos, que não era materialista, teria cedido gratuitamente o espaço. Já o Parini atual…, sei não.

3 comentários

  • Anônimo

    ae cardosinho porque voce não posta que tua esposa esta inrregular com o cartorio eleitoral e pode ficar de fora nas proximas eleições ai voce se faz de esquecido certo claro seu passado e erros de sua familia voce não posta pimenta no ( ) dos outros é refresco certo.

    • Preclaro anônimo, caso você não saiba, a matéria de A Tribuna, sobre os casos de dupla filiação, foi escrita por este aprendiz de blogueiro. Por sinal, eu também estou “inrregular” perante a Justiça Eleitoral, já que o PT nos expulsou mas não comunicou o Cartório. E não se preocupe: amanhã ou depois vou escrever um post sobre os casos de dupla filiação e aí, atendendo à sua sugestão, eu cito a vereadora. Certo?

  • Trevo da alegria

    Informação quente é que o aluguel do espaço é de R$ 5.000,00 por mês. Sim, isso mesmo e com a condição da empresa CONTER de fazer algumas melhorias na chácara quando desocupar o espaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *