PREFEITURA DEMITE PROFESSORAS QUE DISTRIBUÍRAM POEMAS ERÓTICOS A ALUNOS

Essa notícia também é do UOL:

A Prefeitura de Santa Luzia, cidade da região metropolitana de Belo Horizonte, informou nesta sexta-feira (21) ter exonerado duas professoras da escola Jaime Avelar de Lima, situada no bairro Bom Destino, em razão da distribuição de um poema de cunho considerado erótico a alunos da 5ª série do ensino fundamental.

O caso ocorreu em abril deste ano, sendo que alguns pais de alunos, ao lerem o texto dado aos filhos, reclamaram na direção da unidade de ensino e também na Secretaria Municipal de Educação.

De acordo com nota do órgão, as duas educadoras, que não tiveram os nomes nem os cargos divulgados, foram demitidas após uma comissão criada para analisar o caso ter optado pela exoneração. No entanto, uma delas, conforme o UOL apurou, seria a vice-diretora da unidade de ensino.

A nota não traz a data da exoneração, mas afirma que o caso foi acompanhado pelo Ministério Público (MP). Posteriormente, a diretora da escola pediu exoneração, mas teria sido por motivos particulares.

11017843_783406348417751_1003546258576636916_nA notícia não diz, mas os poemas distribuídos aos alunos são de autoria da poetisa mineira Ana Elisa Ribeiro (foto), de 40 anos. Graduada em Letras, ela já teve alguns livros publicados, além de escrever minicontos e poemas para jornais brasileiros e portugueses.

Na terça-feira, 18, ela postou mensagem em sua página, no facebook,  lamentando a exoneração das professoras:

Tive uma notícia triste agora, aqui pelo Facebook. Bateu um desânimo danado. Um relâmpago passou pela minha cabeça, muitos pensamentos simultâneos. O saldo é que lamentei que tenha sido deste jeito.

Conforme notícia que pesquei ali na timeline da querida poeta Norma De Souza Lopes, as professoras da escola de Santa Luzia (MG) envolvidas naquele suposto “escândalo” com meu poema “Ciuminho Básico”, inadvertidamente entregue a alunos de ensino fundamental, foram exoneradas neste dia 14 de agosto.

Lamento. Profundamente. Lamento pelo episódio, lamento pela cidade que não soube lidar com o fato e nem com a leitura dos textos, lamento pelas professoras. E sei que muitos, se pudessem, me exonerariam também de onde quer que eu esteja como escritora.

Que a poesia possa chegar de outro jeito, em uma educação de algum lugar do futuro.

E agora, o poema “Ciuminho Básico”, que gerou todo o problema:

escuta 
calado 
a proposta rude 
deste meu 
ciúme: 
vou cercar tua boca 
com arame farpado 
pôr cerca elétrica 
ao redor dos braços 
na envergadura 
pra bloquear o abraço 
vou serrar teus sorrisos 
deixar apenas os sisos 
esculhambar com teus olhos 
furá-los com farpas 
queimar os cabelos 
no pau acendo uma tocha 
que se apague apenas ao sinal da minha xota 
finco no cu uma placa "não há vagas, vagabundas" 
na bunda ponho uma cerca 
proíbo os arrepios 
exceto os de medo 
e marco no lombo, a brasa, 
a impressão única do meu dedo.

8 comentários

  • Com tantos bons poemas na literatura brasileira as professoras foram escolher essa porcaria sem eira nem beira . Quem procura problema encontra. Tontas.

  • Ze Porrete

    Putaria explicita nas novelas da TV Globo pode né?

  • Pertubado

    Pessoal vamos começar com os vereadores aqui em Jales… Parece que ninguém tem vontade de fazer nada pra melhorar a nossa cidade… Vamos nos unir e mostra que temos poder… Cadê o pessoal ativo de jales?

    • Anônimo

      Boa pergunta Pertubado, Cadê o povo politizado e preocupado com o destino da nossa tão querida cidade? Essa é uma excelente oportunidade para se reapresentarem, se unir em torno de uma boa causa, uma causa que visa moralizar o gasto do dinheiro público. Cadê as vozes das ruas? Será que é só eu que não estou conseguindo ouvir?.

  • Jurupoca

    Hipocrisia. Caça as bruxas. Coitadas das professoras, queimadas na fogueira dos falsos moralistas.

  • Tio Mélo

    A culpa de Jales estar assim nessa decadencia é do cavalo que proibiram de ficar exposto…kkkkkkk
    ##POVOSEMOQFAZER##

  • Me lembrei de Hilda Hilst e sua fase erótica.A literatura é cheia de palavrão,quem já leu Jorge Amado e Rubem Fonseca,entre outros,sabe do que estou falando.Desnecessária a demissão das professoras,parece coisa de americano.

  • Marcio

    Nossa como a sociedade ocidental é hipócrita e medieval. Se fosse no Japão ganhariam prêmio e emprego em alguma editora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *