RAPAZ AUTISTA QUE MOROU EM JALES FORMA-SE EM MEDICINA EM CUIABÁ

O rapaz da foto acima, Enã Rezende, é um raríssimo caso de superação. Tão raro, que chamou a atenção até da BBC News, que veiculou reportagem sobre a luta dele para vencer preconceitos e formar-se em Medicina. O canudo, que ele exibe na foto acima, foi-lhe entregue há menos de duas semanas.

Enã nasceu em Umuarama(PR) e morou em Jales, mas se mudou daqui com apenas sete anos, em 2000, depois da morte do pai, Joel, em um acidente de carro. Ele, o irmão – à época com apenas seis meses – e a mãe, a psicóloga Érika Rezende Barbieri (ao lado), se mudaram para Rondonópolis, terra natal dela.

Quando Enã tinha pouco mais de um ano de vida, os pais começaram a perceber que o garoto possuía características diferentes das demais crianças de sua idade. Ele não articulava bem as palavras e, além disso,  também tinha dificuldades de compreensão e não conseguia olhar nos olhos das outras pessoas.

Ainda criança, aqui em Jales, ele foi diagnosticado erroneamente com “psicose infantil” e uma professora chegou a dizer para sua mãe que ele não conseguiria se alfabetizar. O diagnóstico correto – autismo – só veio quando Enã já tinha 19 anos.

Enã não é o único autista da família. Sua irmã mais nova, de 12 anos – fruto do segundo casamento de sua mãe – também foi diagnosticada com autismo, mas em um grau mais severo. A história dessa família, incluindo a iniciativa da mãe para que outras crianças com autismo não sofram com preconceito e bullying, estará no jornal A Tribuna, nesse final de semana.

3 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *