RICARDO TEIXEIRA É CITADO EM ‘PRIVATARIA TUCANA’ COMO RECEPTADOR DE MILHÕES EM PROPINA

A grande mídia, sabe-se, está escondendo os estragos do livro ‘Privataria Tucana”, que, em apenas dois dias, vendeu 15.000 exemplares. A notícia abaixo, por exemplo, não está nos jornalões, mas pode ser encontrada no Correio do Brasil, de hoje, e nos blogs:

A Polícia Federal, que já investigava uma série de denúncias contra o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), encontrou no livro do jornalista Amaury Ribeiro Jr. A Privataria Tucana mais munição para seguir adiante com a tarefa de levantar o sumiço e posterior regresso de bilhões de reais desviados durante o processo de privatização das maiores companhias estatais do país, entre elas a Vale do Rio Doce, a Companhia Siderúrgica Nacional e a Telebras.

Em seu livro, Amaury Jr. revela que parte dos recursos pagos em propinas e depositados em paraísos fiscais serviram para comprar fazendas e empresas no Brasil. O repórter e dois outros jornalistas, Luiz Carlos Azenha e Tony Chastinet, obtiveram documentos inéditos na Junta Comercial e em cartórios do Rio de Janeiro e na Suíça, os quais comprovariam a veracidade das denúncias de corrupção e evasão de divisas que pesam sobre o presidente da CBF, Ricardo Teixeira.

Quer ver a notícia completa? Então, clique aqui

2 comentários

  • Anônimo

    O SENHOR VALDIR, FALA TANTO DA VIDA DOS OUTROS MAS NÃO CITA NADA DA PRÓPRIA VIDA, GOSTARIA QUE O SENHOR EXPLICASSE DO PROCESSO QUE O SENHOR LEVOU DO CASO CARROÇA. PORQUE ASSIM NÃO TEM CREDIBILIDADE PRA FALAR NEM DO SEU PRÓPRIO CACHORRINHO. FALA AI MESTRE DOS MAGOS.

    • Amigo, caso você não saiba, já fui condenado em segunda instância – juntamente com o prefeito – não apenas no “Caso Carroça”, mas também no caso da “Reforma das Praças”. Em ambos os casos, fui condenado por desobediência à lei das licitações, mas, em nenhum deles fui acusado de levar alguma vantagem pessoal. Também estou envolvido no caso da merenda escolar. Não há nada a esconder. Sobre o “Caso Carroça”, já escrevi alguma coisa, que pode ser vista em (http://cardosinho.blog.br/administracao/o-caso-carroca/).
      Caso você tenha alguma dúvida sobre os meus processos, não tenha receio de perguntar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *