RICO RI À TOA

O caso Palocci anda mexendo com a criatividade de muita gente. Um amigo, aqui de Jales, me mandou um email com um trecho de “Navio Negreiro”, do poeta Castro Alves:

E ri-se a orquestra irônica, estridente…

E da roda fantástica a serpente

Faz doudas espirais!

Qual um sonho dantesco as sombras voam…

Gritos, ais, maldições ressoam!

E ri-se satanás  

E, nos jornais, apareceram charges para todos os gostos. Vejam que até o Paul McCartney entrou na dança:

                                           Xalberto, de A Charge on Line                          

Erasmo, do Jornal de Piracicaba

César, do Jornal da Manhã

Mariosan, de O Popular

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *