SAÚDE É PRIORIDADE: METADE DOS BRASILEIROS MANTERIA ISOLAMENTO MESMO COM CRISE ECONÔMICA

Deu no portal Poder360, do jornalista Fernando Rodrigues:

Levantamento da empresa Paraná Pesquisas divulgado nesta 3ª feira (21.abr.2020) mostra que metade dos brasileiros (53,2%) manteria o isolamento social independentemente da crise econômica que isso desencadeasse.

Outros 42,7% disseram que não manteriam a medida usada para frear as infecções da covid-19 se a crise financeira fosse grande. E 4,1% não souberam responder.

A continuação da quarentena é melhor aceita entre as mulheres (56,1%) do que entre os homens (50%). A maior aceitação é entre os idosos (65,8%), enquanto entre os jovens de 16 a 24 anos apenas 47,6% concordam com a manutenção do isolamento.

Por região, o Nordeste (54,8%) é onde a continuidade do isolamento é mais aceito, mas aqui no Sudeste (53,1%) a aceitação também é alta. Por nível de ensino, a quarentena é mais aceita entre aqueles que possuem o ensino médio (55,2%), enquanto a aprovação entre o pessoal de ensino fundamental é de 51,7%, mesmo percentual dos que possuem o ensino superior.

1 comentário

  • A flexibilização do isolamento : como e quando fazer ?

    Uma pesquisa vai rastrear o novo coronavírus e avaliar seu nível de circulação em nove municípios da Baixada Santista, no litoral do Estado de São Paulo. O plano é usar os dados para reduzir gradualmente o isolamento social e retomar as atividades econômicas com base científica. O estudo epidemiológico se baseia na aplicação de testes rápidos por amostragem em 10 mil pessoas – um teste a cada 180 moradores, já que a região tem população de 1,8 milhão de habitantes.
    Se a metade das pessoas querem ficar em casa, em isolamento e sem trabalhar. Ela podem fazer isso! O isolamento parcial deverá ser estudado pelos dados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *