SERVIDORA QUE RIFOU NOITE EM MOTEL É EXONERADA DO CARGO NA BAHIA

Pessoalmente , acho isso de um falso moralismo indecente. Os políticos, em qualquer Assembleia Estadual deste país, cometem atos muito mais lesivos aos brasileiros. Hoje mesmo, vi em um telejornal da tarde, um deputado baiano, com cara de corrupto dissimulado, travestir-se de vestal para condenar a atitude da moça. Vamos à notícia do G1:

A funcionária da Assembleia Legislativa da Bahia que distribuiu uma rifa dentro do órgão, cujo prêmio eram quatro horas em um motel, foi exonerada do cargo de chefia, na tarde desta quinta-feira (12), segundo a assessoria de imprensa da Assembleia Legislativa.

Ainda de acordo com a assessoria, Shirlei Góes (foto) é formada em publicidade e é funcionária pública da casa, na função de técnico de nível superior, portanto continua trabalhando na Assembleia, mas em outra função, que a assessoria não soube informar.

A assessoria disse ainda que a exoneração da funcionária do cargo de chefia que exercia será publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (13) e que será instaurado um inquérito para apurar se houve crime.

Shirlei estava passando uma rifa que oferecia como prêmio um período de quatro horas em um dos motéis mais luxuosos de Salvador. A rifa circulou entre deputados e funcionários da Assembleia Legislativa da Bahia da capital baiana.

Segundo Marcelo Nilo, presidente da Assembleia Legislativa, ele decidiu exonerar a funcionária Shirlei Góes porque considera a atitude dela de vender a rifa dentro órgão e também de usar o número de telefone da instituição na rifa incompatíveis com o cargo de chefia que ela ocupava.

De acordo com Nilo, antes disso ele nunca teve motivos para questionar a função de Shirlei na Assembleia. “Ela sempre foi uma excelente funcionária”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *