SUTIS DIFERENÇAS

Duas notícias me chamaram a atenção no blog do companheiro Murilo Pohl, que acabo de visitar. A primeira delas diz respeito ao PT de Teresópolis, onde o diretório municipal do partido decidiu romper formalmente com o prefeito Jorge Mário Sedlacek(PT) e entregar todos os cargos comissionados ocupados por filiados na Prefeitura. O prefeito está sendo alvo de uma CPI na Câmara por suspeita de improbidade administrativa e enriquecimento ilícito. O diretório petista, de seu lado, o acusa de infidelidade aos princípios do partido, quebra de confiança, falta de compromisso com o programa de campanha e graves danos à imagem do PT.

Aqui em Jales, eu mesmo encaminhei ao diretório municipal uma representação contra o prefeito Parini, por desrespeito ao Código de Ética do PT, em, no mínimo, dois casos. Um dos casos é público e notório: trata-se da campanha que o prefeito fez para a deputada Analice Fernandes, nas eleições de 2010, o que é vedado pelo PT. O outro caso é mais grave e ainda não se tornou público, mas, apesar de eu ter encaminhado a representação em novembro do ano passado, não tive nenhuma resposta. O partido, ou a Comissão de Ética do partido, poderia ao menos ter me questionado, para que eu apresentasse provas das acusações que fiz, mas preferiu o silêncio.

A segunda notícia diz respeito à primeira-dama de Campinas(SP), Rosely Nassim Jorge Santos. Um funcionário municipal está sendo chamado pelo Ministério Público para explicar por que ele mora em um imóvel pertencente a uma empresa da primeira-dama, que também ocupa um cargo de secretária na Prefeitura. Não sei o que há de errado nisso, mas, enfim, tudo que envolve primeiras-damas precisa ser visto com cuidado.

Aqui em Jales, duas empresas que foram abertas no mesmo dia e no mesmo endereço(foto ao lado), foram apanhadas no contra-pé, tentando fraudar licitações na nossa Prefeitura, na área da assistência social. Ambas as empresas estavam, ou estão ainda, em nome de pessoas que tinham ligações com a nossa primeira-dama, Rosângela Parini, e, antes de serem apanhadas, já tinham “vencido” duas licitações. Uma investigação bem feita poderia, entre outras coisas, esclarecer a relação entre as empresas e se os serviços foram realmente executados, mas, diferentemente de Campinas, nenhuma providência foi tomada até agora, apesar deste aprendiz de blogueiro já ter citado nomes, endereços e CNPJs, conforme se pode ver aqui.

As duas notícias do blog do Murilo, na íntegra, estão aqui e aqui.

20 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *