TRIBUNAL ORTODOXO CONDENA CÃO A APEDREJAMENTO

E agora, uma notícia que vai deixar a Alzira Mara indignada. O jornal Zero Hora, de Porto Alegre, é quem conta:

Um Tribunal Rabínico de Jerusalém condenou recentemente à morte por apedrejamento um cão vira-lata acusado de ser a reencarnação de um advogado já falecido amaldiçoado por insultar juízes religiosos há 20 anos, informou nesta sexta-feira o site Ynet.

Segundo o site, o advogado foi condenado pelo mesmo tribunal a reencarnar como cachorro e teria retornado ao local (já como cão) para se vingar. O cão, de grande porte, entrou há duas semanas no Tribunal Rabínico — encarregado dos litígios econômicos do bairro ultra-ortodoxo de Méa Shéarim — e atemorizou os juízes e os presentes, permanecendo no local mesmo sendo ameaçado.

Um dos juízes presentes recordou então que há 20 anos, no mesmo tribunal, um célebre advogado fez isultos aos presentes e por isso foi almadiçoado pelos mesmos a reencarnar como cachorro após sua morte.
Pouco depois do incidente com o cachorro, o juiz local o condenou ao apedrejamento, que seria executado pela crianças da região, mas o animal conseguiu escapar.

Uma associação israelense de defesa dos animais protestou contra o julgamento, segundo o site. Algumas correntes do judaísmo creem na reencarnação das almas.

Post Scriptum: uma visitante do blog, a Fernanda, mandou comentário afirmando que a notícia acima é falsa e que o jornal que a publicou já teria se retratado. Ela mandou também o link sobre o desmentido. Ei-lo: http://hurryupharry.org/2011/06/19/the-dog-that-didnt-die/. Fico agradecido à Fernanda. E neste outro link está também a notícia do IG, sobre o desmentido:

http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/bbc/jornal+de+israel+admite+que+noticia+de+cao+condenado+a+morte+era+falsa/n1597038473683.html 
 

3 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *