UNS E OUTROS

Vejam como a Justiça é cega! Enquanto os seguidores do prefeito Humberto Parini comemoram a liminar concedida a ele por um ministro do STF, pelo menos quatro funcionários municipais não encontram motivos para festejar. Eles foram condenados à perda da função pública – do emprego, se preferirem – e, tendo apelado às instâncias superiores, tiveram todos os seus recursos negados.

O último desses recursos foi negado no dia 13/12/2010, pelo ministro Cesar Peluso, presidente do STF. Nesse dia, Parini comemorava mais um aniversário, mas foram os quatro servidores que ficaram com o “presente”. E qual teria sido o grave crime que eles cometeram? Os quatro servidores nem de longe desviaram dinheiro público com utilização de “notas frias”. Tampouco incentivaram companheiros a abrir empresas para participar de licitações na Prefeitura de Jales. Nem mandaram emitir certidões com declaração falsa.

Eles faziam parte da Comissão de Licitação durante o governo Rato e, em um certame licitatório de valor pequeno, realizado a poucos meses do final do mandato do ex-prefeito, não atentaram para o fato de que, no documento de duas das empresas participantes, constava o CPF de uma mesma pessoa como representante. Um indício de que teria havido direcionamento na licitação e que está custando a eles o emprego. E, nesses anos todos, custou também muito dinheiro com advogados, que eles tiveram que pagar do próprio bolso. 

Um desses funcionários nem participou da licitação, pois estava em férias. Mas também está processado e correndo o risco de perder a aposentadoria, depois de quase trinta anos de serviços prestados ao município. Os quatro servidores, que não tiveram a mesma sorte de Parini no STF, estão esperando a demissão a qualquer momento, uma vez que o Tribunal de Justiça já determinou a devolução do processo ao Fórum de Jales, para cumprimento da sentença.

Esse é o Brasil em que vivemos. Quem tem dinheiro ou poder, vai se safando. Quem não tem nem uma coisa, nem outra, vai se ferrando. Abaixo, a decisão do ministro Cesar Peluso, que acabou com as esperanças dos quatro servidores:

(Petição STF nº 46.329/2010) 

DESPACHO: 1. Diante do trânsito em julgado da decisão de fls. 316-317, nada há por prover. 

2. Baixem, pois, os autos ao Tribunal de origem. 

Publique-se. Int..

Brasília, 13 de dezembro de 2010. 

Ministro CEZAR PELUSO – Presidente 

14 comentários

  • Quero ver até quando essas liminar vão manter o nosso amigo no cargo, tambem vamos ver se com esses sustos a arrogancia dele melhora pois o povo o colocou no poder e agora naõ pode virar as costas pro povo e nem questionar a opinião popular dos jalesenses .

  • Jermanie Aruca

    Isso mostra como a justiça é xxxxx. assim não da é brincadeira.

  • impeachment-já

    Cade os vereadores que dizem que querem ver Jales melhor, chegou a hora de vcs darem a cara peçam impeachment do Parini e vamos ver quem aceita e a população vai decidir se valeu a pena votar na última eleição e em quem votar na próxima.
    Vamos mostrar a vontade de Jales, vamos a essa campanha para salvar nossa cidade!!!!!

  • Jalesense

    Conheço a história destes 4 funcionários, e posso dizer se a justiça dos homens fosse realmente “JUSTA”, eles jamais deveriam estar passando esta calamidade, bons funcionários, integros, honestos, pessoas do bem, é aí que eu acredito em carma ou débitos de vidas passadas pois

  • Jalesense

    Conheço a história destes 4 funcionários, e posso dizer se a justiça dos homens fosse realmente “JUSTA”, eles jamais deveriam estar passando esta calamidade, bons funcionários, integros, honestos, pessoas do bem, é aí que eu acredito em carma ou débitos de vidas passadas pois, já vi ,ouvi, li, assiti tantas sacanagens com o
    patrimônio público e nunca foram condenados os autores
    e de repente 4 pessoas do bem pagarem por um crime que não cometeram, ou que talvez sim, a de trabalharem num local TERRÍVEL” CHAMADO PREFEITURA MUNICIPAL DE JALES”
    ETA BROGODÓ tu és fichinha perto de Jales.
    que Deus possa iluminar estes 4 funcionários “INJUSTIÇADOS”

  • Coringa

    Estão ficando sem assunto???

  • Clowndir Lavanda

    .
    parini fez referência ao aposentado cardoso em seu ato de posse.
    .
    .
    primeira dama é condenada por ato de improbidade
    .
    .
    .acessem: http://twitter.com/#!/ClowndirLavanda
    .

  • Camarada Martini

    Cardosinho,
    estou um pouco ausente de seu blog.
    Como gosto muito de economia, e o momento é grave
    para sistema estou ficando mais ligado.
    Também, estou com problema de saúde em família com
    um cunhado internado.
    Esse comentário me comoveu muito, porque conheço
    todos, e de todos eu gosto.
    Espero e vai, justiça do homem as vezes é falha, mas
    da Natureza ele é infalível. E vai fazer jus de seus
    cumprimentos.

  • Anônimo

    Justiça; Brasil; política… este país é um erro! ESta cidade esta virando um erro!

  • JUSTIÇA É SÓ PRA POBRE E GENTE HONESTA
    JUSTIÇA DESAFINADA É TÃO HUMANA E TÃO ERRADA
    QUEM TEM DINHEIRO E PODER CONSEGUE LIMINARES,LIMINARES
    É TUDO REVOLTANTE,VERGONHA.
    QUE PAÍS É ESTE

  • brogue

    Na função pública , estes coitadas representavam o governo municipal .
    Sendo assim , a prefeitura deveria providenciar a defesa e as custas advocatícias para defendê-los , e não deixá-los à própria sorte com é de praxe.

  • Anônimo

    Jales está sendo vista como um circo, só falta a lona, pois os palhaços já existem que é a população!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *