CHORO DAS 3 E PAULO GODOY – “A VOLTA DO BOÊMIO”

“A Volta do Boêmio”, composta por Adelino Moreira, um português de nascimento criado no Rio de Janeiro, foi o maior sucesso da carreira de Nelson Gonçalves, o segundo maior vendedor de discos da música brasileira (o primeiro é Roberto Carlos).

O samba-canção, gravado por Nelson em 1957, conta a história de um sujeito que abandonou a boemia pelo amor de uma mulher, mas, depois de algum tempo, resolveu, com a aprovação da amada, voltar à vida antiga.

Apesar de ser a música mais conhecida de Nelson – que, na verdade, se chamava Antonio Gonçalves Sobral – “A Volta do Boêmio” parece não ser a mais importante, pelo menos para o cantor, que, em certa ocasião, declarou que a música de sua vida foi “A Deusa do Asfalto”.

Essa canção, também de Adelino Moreira, fala de um amor não correspondido entre duas pessoas de realidades diferentes: ela do asfalto, ele do morro. Não se sabe se Nelson viveu alguma situação parecida, mas o fato é que ele tinha predileção por “A Deusa do Asfalto”, embora fosse obrigado a cantar “A Volta do Boêmio” em todos os seus shows.

Gaúcho, Nelson Gonçalves cresceu nas ruas de São Paulo e, filho de família humilde, trabalhou como jornaleiro, mecânico, tamanqueiro, engraxate e pedreiro. O sonho de ser cantor, ele o realizou no Rio de Janeiro, não sem antes passar por situações humilhantes, por ser gago. Ary Barroso, por exemplo, chegou a dizer que Nelson teria mais futuro como pedreiro do que como cantor.

Nascido em 1919, Nelson morreu no dia 18 de abril de 1998, aos 78 anos, mas, nos noticiários televisivos, ele teve que dividir espaço com um dos principais ministros do governo FHC, o Sérgio Mota, que morreu naquele mesmo dia.

No entanto, ao contrário de Sérgio Mota, Nelson Gonçalves continua vivo no imaginário dos amantes da boa música e, vez em quando, é homenageado. No ano passado, por exemplo, Nelson recebeu homenagem das talentosíssimas moças do conjunto “Choro das 3”.

Acompanhadas pelo cantor Paulo Godoy, que muita gente pensa ser filho de Nelson Gonçalves, as meninas – Corina, Lia e Elisa, sobre as quais já falei neste modesto blog – fizeram o show tributo “100 anos de Nelson Gonçalves”. E uma das músicas apresentadas foi, é claro, “A Volta do Boêmio”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *