GILBERTO GIL, CAETANO VELOSO E IVETE SANGALO – “A NOVIDADE”

A desigualdade social é um tema que está presente na obra musical de vários compositores de diferentes gêneros e de épocas diversas.

Um dia desses, escrevi alguma coisa por aqui sobre a música “Deusa do Asfalto”, que o Nelson Gonçalves considerava sua canção mais importante, na qual um sujeito do morro se apaixona por uma moça do asfalto, ou seja, da elite que habitava o centro da cidade. Não deu certo!

Em “O Neguinho e a Senhorita” até que o amor dos dois personagens deu certo, não obstante a diferença social entre os pombinhos e o preconceito da mãe da moça.

Mas a desigualdade não está presente apenas em músicas que falam de amor. Ela está, principalmente, nas músicas de protesto. O compositor Ham Cheese, por exemplo, gritou seu inconformismo dizendo que “enquanto uns andam de limousine / outros andam de carroça / enquanto uns comem mais do que pode / outros morrem de fome”.

Na obra do baiano Gilberto Gil, o tema da desigualdade pode ser percebido em músicas como “Procissão”, “Roda”, “Nos Barracos da Cidade” e em “A Novidade”.

Esta última foi composta em parceria com os rapazes do Paralamas do Sucesso – Herbert Vianna, Bi Ribeiro e João Barone – autores da melodia. No livro “Todas as Letras”, Gil conta que estava em Florianópolis quando Herbert ligou para ele e lhe pediu para colocar letra na única música que faltava para fechar o disco “Selvagem”, que os Paralamas estavam terminando de gravar.

Herbert mandou pelo correio uma fita com a melodia que Gil, depois de ouvir três ou quatro vezes, começou a colocar a letra e, antes de uma hora, já estava pronta. “A letra veio como um tiro certeiro, absolutamente de chofre, inteira. Eu considero uma de minhas melhores letras, pela escolha e pela maneira de tratar o assunto”.

O refrão de “A Novidade” resume tudo: “ó, mundo tão desigual / tudo é tão desigual / ó, de um lado este carnaval / do outro a fome total…”. Segundo Gil, os versos podem levar as pessoas a pensar imediatamente no Brasil, mas ele está falando sobre o Terceiro Mundo em geral.

No vídeo, Gil, Caetano Veloso e Ivete Sangalo cantam “A Novidade”:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *