HÁ 34 ANOS, MORRIA CLARA NUNES

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

Clara Nunes perdeu os pais quando ainda era criança e foi criada por três de seus seis irmãos. Adulta, acalentou o sonho de ser mãe, mas, depois de três abortos, teve que se submeter a uma cirurgia para retirada do útero.

No dia 05 de março de 1983, ela se submeteu a outra cirurgia, dessa vez de varizes, mas acabou tendo uma reação alérgica à anestesia e sofreu uma parada cardíaca. Depois de 28 dias internada em uma UTI, Clara Nunes faleceu no dia 02 de abril, com 40 anos.

No vídeo acima, Clara interpreta “Morena de Angola” (Chico Buarque), um de seus grandes sucessos. E o texto abaixo é da Agência Brasil:

claranunesEra para ser uma simples cirurgia para retirada de varizes, mas complicações no procedimento levaram à morte prematura da cantora Clara Nunes, em 2 de abril de 1983. Mineira de Paraopeba, Clara Francisca Gonçalves Pinheiro foi uma das mais importantes vozes femininas da música brasileira. O samba e a forte influência dos ritmos e religiões africanos foram a principal marca de sua música, ainda hoje celebrada.

A carreira de Clara Nunes começou cedo. Aos 10 anos ganhou um concurso musical da sua cidade – o prêmio era um vestido azul.  Ao longo de toda a carreira participou e venceu diversos concursos musicais, incluindo os organizados pelas rádios e os grandes festivais. Já acumulava uma certa fama nas rádios e emissoras de televisão mineiras, onde chegou a apresentar um programa. Em 1965 mudou-se para o Rio de Janeiro e começou a se apresentar em vários programas de TV, como o de Chacrinha.

Antes de ingressar no mundo do samba, Clara cantou principalmente boleros. Seu primeiro disco foi gravado em 1966: A Adorável Voz de Clara Nunes.  Em 1968 gravou o disco Você Passa e Eu Acho Graça, seu segundo álbum na carreira e o primeiro onde cantaria sambas. A faixa-título foi seu primeiro grande sucesso radiofônico.

O álbum Clara Nunes (1971) produzido por Adelzon Alves é considerado um marco na carreira da cantora, o “disco da virada”, com um repertório escolhido por ela, só de sambas. Em 1972, Clara atingiu a marca de 100 mil cópias vendidas com o compacto da música Tristeza, Pé no Chão. A marca era inédita para uma cantora feminina e quebrou o tabu de que mulheres não tinham grande capacidade de vendagem.

A incursão pelo mundo do samba levou Clara Nunes a nutrir uma grande paixão pela Portela, escola de samba carioca. Aos poucos a mineira se aproximou da escola, frequentava as rodas de samba e reforçou os laços com a Velha Guarda da Portela. Se tornou madrinha do grupo e gravou diversos sambas-enredo para a escola. Entre eles Ilu Ayê, no carnaval de 1972, considerado um dos mais belos sambas-enredo portelense. No dia 2 de abril de 1983, o seu corpo foi velado por mais de 50 mil pessoas na quadra da Portela.

4 comentários

  • TÓCUMA PRAMIN

    lindissima e cantava muito

  • BRASIL & CIA...

    Apenas uma sugestao hoje teremos um especial da nossa saudosa Clara Francisca Gonçalves Pinheiro … … … ETERNA…”””CLARA NUNES””” como sugestao camarada Cardoso voce poderia no horario em que tu toca uma hora sem intervalo comercial tu poderia fazer… … …”””AS 12 +is da CLARA NUNES””” apesar que ela tem muito mais do que 12 musicas… … … PENSE NISSO e Muito obrigaduuu… … …Fim de Papo,Moçada!… … …

  • A Clara Nunes após sua morte passou por um período de quase ostracismo.Com o renascimento da Lapa e a revitalização do samba,a cantora passou a ser uma das maiores referências para as novas cantantes que surgem no País.Uma reparação histórica merecida.

  • FLAvio Luiz Mota...Humilde ESCUTANTE(""Ouvinte""")do GRANDE BRASIL & CIA...

    CAMARADA CARDOSO Grande Aprendiz de Blogueiro(como voce mesmo diz) muito obrigaduuu pelo especial da saudosa Clara Francisca Gonçalves Pinheiro a eterna CLARA NUNES… … …Fim de Papo,Moçada!… … …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *