OS MUTANTES – “CAMINHANTE NOTURNO”

Nesse domingo, 24 de fevereiro, estará fazendo 50 anos do lançamento do segundo disco da banda Os Mutantes, chamado simplesmente “Mutantes“. Não é um disco qualquer. Em 2007, a revista Rolling Stone divulgou uma lista com os 100 melhores discos de música brasileira. “Mutantes” ocupava a 44ª posição.

Formado inicialmente como um trio, com Rita Lee, Sérgio Dias e Arnaldo Batista, conhecido como “Os Bruxos”, a banda ganhou mais dois integrantes – o baixista Liminha e o baterista Dinho Leme – e um novo nome em 1966, antes de estrearem na TV Record, no programa O Pequeno Mundo de Ronnie Von. Foi o próprio Ronnie quem os batizou como Os Mutantes.  

Conhecidos como uma banda de rock psicodélico, Os Mutantes foram influenciados por The Beatles, The Beach Boys e por Jimmy Hendrix e Caetano Veloso. Caetano, por sinal, compôs “Panis et Circenses” especialmente para eles. Na época dos festivais, a banda cantou com Jair Rodrigues (“Disparada”), Gilberto Gil (“Domingo no Parque”) e Caetano Veloso (“É Proibido Proibir”).

Gravaram nove discos antes de a banda ser dissolvida, em 1978. Dois desses discos só foram lançados, no entanto, na década de 90, em função de brigas por direitos autorais. Em 2006, a banda se juntou novamente para alguns shows, mas apenas com Sérgio Dias e Arnaldo Batista da formação inicial. Rita Lee não quis voltar a cantar com os antigos companheiros e foi substituída por Zélia Duncan.

No vídeo, Os Mutantes – com Zélia – cantam “Caminhante Noturno“, o maior sucesso do disco que está completando cinquenta anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *