RIO 2016: TRILHA SONORA DE ABERTURA MERECEU MEDALHA DE OURO. E CAETANO VELOSO TAMBÉM

rio 2016

A cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016 começou com o fundo musical de “Aquele Abraço”, do baiano Gilberto Gil, interpretada pelo carioca do Morro de São Carlos, Luiz Melodia. Logo depois, veio uma citação ao mundialmente conhecido  “Samba de Verão”, dos irmãos Marcos e Paulo Sérgio Valle.

Em seguida, coube a um sambista que representa a alma carioca – Paulinho da Viola – interpretar com as costumeiras elegância e simplicidade o Hino Nacional Brasileiro. O “Samba do Avião”, de Tom Jobim, emocionou o Maracanã a acompanhar o vôo do XIV Bis. O neto de Tom, Daniel Jobim, interpretou a “Garota de Ipanema”, de Tom e Vinícius, enquanto Gisele Bündchen desfilava por uma pista de 120 metros.

A trilha sonora da abertura teve ainda Elza Soares, com o “Canto de Ossanha”, de Baden e Vinícius, e uma citação instrumental ao clássico “Construção”, de Chico Buarque. Jorge Benjor botou fogo na festa com “País Tropical”. Quando ele terminou, o público, de forma espontânea, continuou cantando à capela, algo inédito em uma Olímpiada.

Mas o Maracanã tremeu mesmo foi quando a delegação brasileira entrou na passarela ao som de “Aquarela do Brasil”, de Ary Barroso, o mais carioca dos compositores mineiros. E foi com “Isto Aqui o Que É?” – outro samba de Ary que exalta o Rio de Janeiro, “um pedacinho de Brasil que canta e é feliz” – que Caetano Veloso, Gilberto Gil e Anitta fecharam a linda trilha musical escolhida para a abertura dos Jogos.

Segundo a imprensa internacional (veja aqui), a festa de abertura da Rio 2016 foi deslumbrante e de extremo bom gosto. A trilha sonora, dizem os críticos musicais brasileiros, mereceu medalha de ouro. E quem mereceu uma medalha de ouro, antes mesmo de subir ao palco, foi Caetano Veloso. Vejam a notícia do Sul21:

CAETANO VELOSOAntes de se apresentar na cerimônia de abertura da Rio 2016, na noite de sexta-feira (5), o músico Caetano Veloso exibiu um cartaz com os dizeres “Fora, Temer”, que logo em seguida foi divulgado pelo Instagram de Paula Lavigne. Já o presidente interino, Michel Temer, que, diferente do que mandava o protocolo, sequer foi anunciado, foi vaiado durante os cerca de 10 segundos em que falou. No fim, também foram ouvidos aplausos.

Temer fez a declaração da tribuna de onde assistiu a cerimônia de abertura no Maracanã, após os discursos dos presidentes do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Nuzman, e do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach. “Após esse maravilhoso espetáculo, declaro abertos os Jogos Olímpicos do Rio”, disse.

Conforme protocolo divulgado pela organização à imprensa na tarde de sexta, o nome de Temer deveria ter sido anunciado junto com o de Thomas Bach no início da cerimônia. Porém, isso não ocorreu. Depois do desfile das delegações de atletas, os presidentes do COI e do COB fizeram breves discursos e não mencionaram o nome do presidente interino ao cumprimentar as autoridades.

Procurado pela Agência Brasil sobre o fato de o presidente interino não ter sido apresentado no início da cerimônia, como estava previsto no protocolo, o Palácio do Planalto informou que não iria se manifestar sobre o assunto.

Temer acompanhou a cerimônia ao lado de Thomas Bach e do secretário-geral das Nações Unidas, Ban ki-moon.

12 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *