ROBERTA SÁ, PAULO MIKLOS E DEMÔNIOS DA GAROA – “OS AMANTES”

Completando 50 anos de carreira e mais de 5.000 mil shows mundo afora – um deles aqui em nossa pacata urbe, em um baile do Jales Clube, nos anos 80 – o cantor, compositor e escritor Luiz Ayrão (Luiz Gonzaga Kedi Ayrão) é mais conhecido como sambista.

“Porta Aberta”, “O Lencinho”, “No Silêncio da Madrugada” e “Bola Dividida”  (regravada pelo Zeca Baleiro) são alguns de seus sambas mais conhecidos. Mas ele fez sucesso, também, com composições românticas, como é o caso de “Reencontro” e “Os Amantes”.

O maior sucesso romântico de Luiz Ayrão – como compositor – talvez tenha sido “Nossa Canção”, que o Roberto Carlos gravou em 1966 e regravou, ao vivo, em 1998. Roberto Carlos e Luiz Ayrão se conheceram bem antes de o Rei se tornar conhecido. Eles foram vizinhos (e amigos), quando Roberto deixou Cachoeiro do Itapemirim e foi morar no Rio de Janeiro.

Por isso mesmo, antes de gravar “Nossa Canção”, Roberto já tinha gravado “Só por Amor”, outra música de Ayrão, em disco de 1962. “Nossa Canção” ficou conhecida também com a Martinha e, regravada pela Vanessa da Matta em seu disco de estreia, de 2002, foi o primeiro sucesso da cantora e compositora mato-grossense (Alto Garças).

Com Vanessa, “Nossa Canção” já integrou a trilha sonora de duas novelas globais: Celebridade (2003) e A Regra do Jogo (2015). A música deste post, no entanto, é outra: a menos conhecida “Os Amantes”.

Regravada pelo cantante Daniel em 2005, “Os Amantes” fez sucesso entre o público sertanejo, que, certamente, nem sabia que se tratava de uma regravação. Antes, já fizera sucesso com a gravação do próprio autor, Luiz Ayrão, em disco de 1978.

E agora, 41 anos depois de lançada, essa música mereceu mais uma bela releitura, dessa vez com a Roberta Sá, o ex-Titã Paulo Miklos e o grupo Demônios da Garoa. Confiram no vídeo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *