ROBERTO CARLOS – “SUA ESTUPIDEZ”

Um dos maiores destaques do álbum lançado por Roberto Carlos em 1969, “Sua Estupidez” é uma das canções mais famosas do Rei e marca um período de transição do cantor, que passou do repertório juvenil da Jovem Guarda à fase adulta da música romântica.

“Sua Estupidez” não tem a parceria do Erasmo e mostra Roberto como um compositor genial, diferente do Roberto dos últimos tempos, que tem feito canções que não estão à altura do seu talento. A simplicidade dos versos de “Sua Estupidez” mexe com corações e sentimentos e, por isso, a canção é sempre atual, merecendo várias regravações de artistas como Gal Costa (três vezes, a última no Acústico de 1997), Alcione e, mais recentemente, de Daniela Mercury e Alice Caymmi.

Nas palavras do crítico André Pugliesi, “Sua Estupidez” é a canção de amor mais cruel do vasto repertório romântico brasileiro. “De uma sinceridade brutal, a letra é uma mistura de paixão e desespero, agressividade e amor puro. Sem rodeios, sem firulas, seca e apaixonada. Quem mais, além do Roberto, poderia ao mesmo tempo chamar uma mulher de estúpida (diretamente), idiota e burra (indiretamente) e ainda assim declarar que a ama?”.

Em uma entrevista, Roberto Carlos disse que a letra de “Sua Estupidez” era “um grito de alerta às pessoas que amam, mas vivem infelizes porque dão muito valor a detalhes insignificantes”.

Na mesma entrevista, Roberto revelou que a letra foi escrita em uma manhã em que ele acordou um pouco cansado de tudo, das coisas inúteis que passam a ser importantes para quem não entende nada do valor dos sentimentos. “É terrível conviver com gente que fica ‘emburrada’ por qualquer coisinha”, disse o Rei.

No livro “Roberto Carlos em Detalhes”, do jornalista e historiador Paulo Cesar de Araújo, o autor afirma que a “Sua Estupidez” era um recado direto para Cleonice Rossi Martinelli (a loira da foto acima), então esposa do cantor. “Os versos já anteviam o fim do casamento de Roberto e Nice, embora isso só viesse a ocorrer no final da década de 70”.

O livro “Roberto Carlos em Detalhes” tornou-se o caso mais emblemático da polêmica sobre as biografias não autorizadas. Lançado em 2006, o livro foi recolhido das livrarias depois que Roberto recorreu à Justiça, alegando que a obra era uma invasão de privacidade.

No vídeo, Roberto Carlos – que, neste ano, não fará o costumeiro especial de fim de ano, na Globo – interpreta “Sua Estupidez”, no Especial de 1995.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *