WANDO MORRE AOS 66 ANOS

Pois é, ainda bem que ele recebeu a homenagem em vida. Agora, como diria Nelson Cavaquinho, ele só precisa de “preces e nada mais“. A notícia foi postada há dez minutos no portal iG:

O cantor Wando morreu nesta quarta-feira (dia 8), aos 66 anos, em decorrência de uma parada cardíaca. A informação foi confirmada pelo hospital Biocor, de Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte, onde ele estava internado.

Wando estava no hospital desde o dia 27 de janeiro, com graves problemas cardíacos. Ele foi submetido a uma angioplastia coronariana em caráter de urgência para desobstrução das artérias e estava em tratamento no Centro de Terapia Intensiva.

Na terça-feira (dia 7), um boletim médico dizia que o quadro do cantor era estável e ele apresentava melhora.

Chegou a divulgar um bilhete, apresentado no “Fantástico”, da TV Globo, no domingo, em que dizia “Estou na oficina de Deus arrumando a turbina. Me aguardem”.

Bastante conhecido pelo sucesso “Fogo e Paixão”, do disco “O Mundo Romântico de Wando” (1988), Wando começou a carreira em 1969 e se tornou conhecido por suas músicas românticas e pelo fetiche em calcinhas, que colecionava das fãs. Seu último disco de inéditas, “Romântico Brasileiro, Sem Vergonha”, foi lançado em 2005.

Abaixo, “Fogo e Paixão”, um dos maiores sucessos do Wando:

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *