ADVOGADO RECUSA CONVITE DE MACETÃO PARA ASSUMIR PROCURADORIA JURÍDICA DA CÂMARA

Não é segredo para ninguém que o advogado nomeado por Macetão, o fernandopolense Marlos Santana, está, há algum tempo, pensando em deixar o cargo de procurador jurídico da Câmara. Por isso mesmo, Macetão já teria até convidado o advogado Luiz Fernando de Paula, aqui de Jales, para assumir o cargo.

Por sinal, Luiz Fernando chegou a estar presente em duas sessões da Câmara, para sentir o ambiente, mas, depois de pesar os prós e os contras, achou melhor declinar do gentil convite feito por Macetão. Antes, porém, de recusar o convite, o advogado conversou com um amigo vereador e concluiu que o mar – na Câmara – não está para peixe. 

11 comentários

  • Anônimo

    Será??? Tenho minhas dúvidas…

  • Anônimo

    Aliás, além das dúvidas, na minha opinião esse tipo de notícia, quer dizer, fofoca, é coisa de quem não sabe guardar a língua entre os dentes…fala muito, demais…parece que está querendo vitrine. Mas convenhamos, conseguir vitrine através do Macetão: um tremendo tiro no pé…vergonhoso.
    Por essas e outras é que Jales se tornou a cidade do quase: Jales quase teve prefeito, Jales quase teve vereador, Jales quase teve indústria, Jales quase teve faculdade federal, Jales quase teve viaduto, Jales quase teve 50 mil habitantes…credo, melhorar parar por aqui!

  • ...

    Vc cardosinho,que possui informações de dentro da camara deveria apurar melhor as informações.ERRADA.

  • Anônimo

    Bom! da forma exposta, feliz foi o nobre advogado, pois assumir tão importante cargo nas condições atuais, fatalmente o traria desassossego e muito extresse. Convenhamos, imagine trabalhar sobre a batuta de um “debilóide”!!! E na verdade, por conhecer o potencial deste inteligentíssimo advogado, quem perde é a Camara municipal e, consequentemente, a população Jalesense! Parabéns Dr. Luis!

  • análise dos fatos

    Quando um eleitor comum, aquele pouco informado ou desinteressado na política faz o chamado VOTO DE PROTESTO, até que podemos entender, pois em muitas vezes o horror que a política provoca em alguns (muitos) brasileiros, leva-os a tal decisão. Vejamos o exemplo nas eleições de 2010 para Deputado Federal, quando em Jales, o candidato Tiririca teve aproximadamente 900 votos e as pessoas que votaram nele tinham a justificativa de que “pior do que ta não fica, VOTEI no Tiririca”.
    Será que os vereadores JR, Nishimoto, Salatiel e Tatinha também são exemplos desses eleitores, pouco informados ou sem nenhum interesse no que um eleito pode proporcionar? Com vasta experiência política, principalmente do JR e da Tatinha, com 3 mandatos de vereador, eles não estavam preocupados com o que poderia acontecer?
    E agora, querem imputar a culpa ao Especiato….. Ora, os vereadores JR, Nishimoto, Salatiel e Tatinha deveriam ter medido as conseqüências de seus atos antes de votar.

  • Anônimo

    Não, não! O Especiato têm que ser homem, ele não é o bam-ba-bam. . . Seja homem e assume a cagada que fez. Porque não cedeu e tivesse dado a oposição os demais cargos da Mesa, o Claudir seria o presidente, mas não e, sabe o que vai acontecer, a Mesa vai ficar não mãos da oposição do mesmo jeito. Muito inteligente o Especiato, isso porque sempre foi chamados de moço de raciocío rápido, onde estava com a cabeça no dia da votação? Já sei, até as crianças da escola sabem. . .Tomou bestão, agora é Macetão. . . futuro preefeito de Jales. . . .

  • anonimo

    caro cardoso, vejo seu blog e me parece ter coerencia, entretanto, ter tambem paixao politica, vi seus comentarios sobre um advogado de urania, e tambem vereador que recusou o convite de assumir o juridico daquela casa de leis.Tenho certeza e sei do conhecimento tecnico e juridico daquele advogado, ate mesmo pq fui vereador e ja trabalhei com ele na camara em aspásia quando fui vereador daquela casa. Portanto obtenha mais informaçoes e respeite as pessoas, principalemente o dr Fuzetto, pessoa de reputação ilibada e sabio conhecimento juridico.

  • Cardosinho

    Prezado Anônimo, reli o que escrevi sobre o senhor Fuzetto Júnior e não consegui enxergar algum desrespeito. Talvez eu não esteja enxergando direito, mas, aparentemente, não existe, no que foi escrito, nenhum questionamento quanto ao conhecimento técnico e jurídico, nem tampouco sobre a, segundo o prezado Anônimo, ilibada reputação do citado advogado. A única coisa que coloquei em dúvida, com relação ao senhor Fuzetto Júnior, seria a sua capacidade para estar em dois lugares ao mesmo tempo, já que ele – como vereador em Urânia – estaria obrigado a participar das sessões realizadas na segunda-feira, mesmo dia em que se realizam as sessões em Jales. Que eu saiba, o fato de ele não ter, ainda, o dom da bilocação não significa que não tenha conhecimento técnico-jurídico ou mesmo que não tenha uma boa reputação. Agradeço a sua atenção e espero que continue prestigiando o blog. Abraços!

  • anonimo

    bilocaçao????????????????/ e ainda vc quer questionar o termo usado pelo vereador macetao( alias qual foi o termo?, disconfortãncia…., reveja seus conceitos,Vc colocou entre aspas que o presidente da camara estaria convidando o advogado fuzetto somente pelo fato do mesmo ser filiado ao PSD, seja coerente cardoso. Sua imparcialidade esta passando dos limites

    • Cardosinho

      Prezado Anônimo, é só vc jogar no google e vai descobrir que “dom da bilocação” significa a capacidade de estar em dois lugares ao mesmo tempo. Para alguns, trata-se de um fenômeno da parapsicologia. Tal dom é atribuído a Santo Antonio e a alguns padres da Igreja Católica. Meu amigo Juarez Canato me disse, há algum tempo, que tal fenômeno pode ser chamado também de “dom da ubiquidade”.
      Não me lembro de ter colocado “entre aspas” que o advogado Fuzetto Júnior foi convidado pelo Macetão somente pelo fato dele ser filiado ao PSD de Urânia. Talvez você esteja querendo dizer que eu coloquei isso “nas entrelinhas”. E é verdade! Na minha modesta opinião ele foi convidado porque está filiado ao PSD, o mesmo partido do Macetão. Por sinal, o mesmo partido também do advogado Marlon Santana, que é o atual procurador jurídico da Câmara.
      Filiações partidárias à parte, pelo que tenho ouvido dizer, o Marlon – que é filiado ao PSD – vem demonstrando competência como procurador jurídico.

  • anonimo

    otimo cardoso, ja que voce se rendeu as qualificaçoes dos causidicos, o resto como nao moro em jales, e não tenho preferencia alguma por algum candidato fica por sua “expertise”, Entretanto, de suas consideraçoes para a vereadora tatinha, que ao nosso ver é uma otima vereadora, mais precisa ser lapidada politicamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *