AGRESSORES DE MANTEGA RECUAM E PEDEM PERDÃO

images_cms-image-000455564

Os caras dão uma de valentes, xingam, ofendem, aparecem nos jornais, mas, quando são acionados na justiça, mostram o que verdadeiramente são. E pedem arreglo. Deu no Brasil 247:

Os agressores do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega voltaram atrás e agora pedem perdão, segundo a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

Diante de queixa-crime por injúria, calúnia e difamação, os dois empresários que xingaram, em junho, Mantega, em um restaurante de SP, procuraram o advogado do ex-ministro, José Roberto Batochio, e propuseram acordo.

Marcelo Melsohn disse que ofendeu Mantega “irrefletidamente”, afirma estar arrependido e diz reconhecer que ele é “probo, honesto e digno”. Já João Locoselli declara que nada sabe sobre o economista que “possa desaboná-lo em sua vida pública”

Mantega assinou ontem os dois pedidos de desculpas, concedendo aos empresários seu “perdão”, exigência da lei para que a ação judicial seja suspensa, afirma a jornalista.

13 comentários

  • o mar nao esta' para peixe

    Realmente, ” o mar nao esta’ para peixe” para a turma do governo do PT, pois vemos a presidente Dilma sendo vaiada, o ex presidente Lula sendo chamada na policia federal para depor, o ex ministro sendo xingado (sem razao) agora com desculpas.
    Jogaram bombas no instituto de Lula e fizeram um boneco gigante chamado 13-171 para o Lula sendo que 2 tesoureiros do PT ja’ estao presos. Temos 2 tesoureiros sendo investigados.
    E tem mais…………………………
    Chega

  • NOIS

    o mar não esta para peixe, CONTINUA LENDO NÃO É SÓ O MAR NÃO É A EUROPA TAMBÉM-

    Europa registra níveis inaceitáveis de desigualdade e injustiça social
    O relatório da organização não-governamental Oxfam, apresentado nesta quarta-feira (9), em Madri, apontou que a Europa registra níveis “inaceitáveis” de desigualdade em 2015, com mais de 25% da população da União Europeia (UE) vivendo em risco de pobreza e de exclusão social.
    A austeridade condena população grega à miséria. Os dados do estudo intitulado “Europa para a maioria, não para as elites”, apontam que 123 milhões de pessoas vivem atualmente em risco de pobreza na região, enquanto 342 cidadãos europeus são considerados bilionários. O estudo qualificou os atuais níveis de desigualdade na UE como uma “injustiça inaceitável”.
    Para a conceituada especialista da universidade norte-americana de Columbia Stephany Griffith-Jones, que escreveu o prefácio do relatório, o diagnóstico da Oxfam está correto. “Os níveis de pobreza e de desigualdade na Europa, agravados pela crise econômica e pelas medidas de austeridade, são inaceitáveis. É hora de se adotarem medidas com o objetivo de promover a recuperação do investimento e do emprego, bem como para cicatrizar as feridas abertas pela perda em massa de postos de trabalho, pela redução dos salários reais e pelos cortes nos serviços públicos, especialmente em países como a Grécia, Espanha e Portugal, mas também em toda a Europa”, escreveu no relatório.
    Em 2013, cerca de 50 milhões de pessoas no bloco europeu não conseguiam satisfazer suas necessidades materiais básicas, o que representou aumento de 7,5 milhões de pessoas em relação aos dados de 2009. Este cenário atingia então 19 dos 28 Estados-membros, incluindo Portugal, Espanha, Grécia, Irlanda e Itália.
    No mesmo período, o número de bilionários aumentou de 145 para 222 e continuou a crescer até hoje, para os atuais 342. Cerca de 85% dos bilionários do espaço comunitário são homens com mais de 60 anos. Além disso, entre 2010 e 2013, o setor dos bens de luxo na Europa registou um aumento de 28%.
    Um problema de emprego.
    Um dos problemas centrais das desigualdades na Europa tem a ver com a incapacidade dos governos da União Europeia conduzirem uma política econômica que permita combater o desemprego e a recessão. Ao contrário, a aposta na austeridade traduziu-se num brutal acréscimo do desemprego na generalidade dos países da Europa entre 2007 e 2013. Como mostram os dados trabalhados pela investigadora Ana Rita Matias (2015).
    Entre 2007 e 2013, verificou-se um aumento generalizado do desemprego nos vários países, com um acréscimo global de 2,4% na OCDE. Como se percebe, na Grécia, Espanha ou Portugal esse aumento foi brutal, com respectivamente mais 19, 18 e 9 pontos percentuais de aumento. Mas o problema é ainda mais grave para o desemprego de longa duração. Vejamos:
    O grau de desigualdade econômica e de concentração de rendas varia em cada país do bloco, mas a Bulgária e a Grécia registram os piores resultados em quase todos os indicadores analisados para determinar o risco de pobreza.
    Portugal tem uma das mais altas taxas de desemprego de longa duração, tendo aumentado 9,1% desde 2007. Mas entre os casos mais graves encontram-se justamente países que foram alvo de planos de resgate ou similares por parte das instituições europeias e do FMI, nomeadamente a Irlanda (aumentou 31,1%), Espanha (29,3%) e Grécia (18%). Além da elevada taxa de desemprego, a Grécia apresenta uma das diferenças mais amplas entre as rendas das classes mais ricas e das classes mais pobres.
    Diferenças salariais
    A política do desemprego não afeta apenas as condições de vida da população desempregada, como está intrinsecamente ligada com a redução dos salários, que são um dos elementos mais estruturantes de afirmação e reprodução das desigualdades.
    O Reino Unido tem o nível mais elevado de desigualdade salarial.
    Equiparação salarial
    A diferença salarial por gênero também continua sendo uma realidade na Europa e são as mulheres da Alemanha, Áustria e República Tcheca que têm as maiores disparidades salariais na comparação com os trabalhadores do sexo masculino.
    Distribuição de riqueza
    A natureza das políticas de emprego, de salário e de proteção social, isto é, a definição de políticas públicas de condução econômica, podem potenciar ou mitigar as enormes distribuições assimétricas de riqueza nas sociedades contemporâneas. Olhemos para os dados de Antônio Firmino da Costa e outros (2015), quando se referem à “constituição de um espaço europeu de desigualdades”.
    E você se preocupado com a mentira da mídia golpista, sobre Lula no Lava Jato, com Dilma sendo vaiada pelos burgueses,fascistas e capitalistas, ministro sendo xingado pelos golpistas depois com o processo os burguesezinhos pedem desculpa,com a cara de pau que lhes és peculiar, achando que a bomba no Instituto Lula foi mentira,com os bonequinhos do Lula ( Capitalista ), ganhando dinheiro com a venda.
    Mas o Brasil continua firme e forte, é só ler o inicio dessa, resposta e ver como vai os países europeus e como vai o Brasil, sem esquecer é claro:– 1. do Zelotes, 2. do Mensalão Tucano, 3. da Privataria Tucana, 4. do Banestado, 5. do Banco Marka, 6. do Trensalão, 7. do Metrô, 8. do Sabesp, 9. do Sudan, 10. da construção de aeroporto para o Tráfico, 11. de Desvio de 4,5 bilhões da Saúde de Minas, 12. dos Anões do Orçamento, 13. da Compra de Votos dos Deputados e Senadores por 200 mil, para aprovarem a Reeleição de FHC, 14. da Privatização da Vale do Rio doce , que valia l Bilhão e foi vendida por 3,3 milhões etc….Sem contar que o Brasil mesmo assim é o Sétima Econõmia do Mundo, o Oitavo país em Reservas internacionais e o Terceiro maior credor individual externo dos EUA. E vocês tentando dar um golpe de poder, e poder politico se ganha através do voto.
    Meu Caro, mas uma sombra coletiva terrível, racista, fascista, homofóbica, egoísta, odiosa e burra existe no Brasil e muita gente esta entrando nessa vibe ( dicionário) de inocente útil .

  • o mar nao esta' para peixe

    NOIS
    Eu nao sou tucano ou coxinha mas percebo que os petistas fogem da realidade da crise que estamos passando pois para defender o seu partido, nesse blog, publicam longos textos copiados em literatura petista.
    Nao discutem os fatos tristes da politica e entram no passado bem distante, para criticar os tucanos e por culpa em FHC, Serra, Aecio, etc bem como sonham com os escandalos inexistentes como sabespao, trensalao, etc que nunca foram provados .
    Essa alienaçao politica justifica-se por que os petistas nao conseguem justificar os atos de roubalheira, nas estatais, dos politicos do PT

  • Valdeir

    Nois, puta merda cara em que mundo vermelho você vive?
    Como proteger essa quadrilha?
    Você está mamando na teta também?
    Só pode!
    Eu quero que esse verme, Lula, apodreça na cadeia, não só ele mas TODOS os que roubam meus impostos

  • NOIS

    O MAR NÃO ESTÁ PARA PEIXE —–VALDEIR—-da mesma maneira que não és partidário eu também não sou e sim sou Lula e Dilma e a única coisa que vocês sabem falar é sobre a corrupção na Petrobras e a situação econômica do Brasil, então vamos lá: —Petrobras durante a operação Lava Jato, tiveram vários delatores, entres eles Paulo Roberto Costa um dos principais delatores e um dos maiores corruptos,que começo como ele mesmo diz a roubar na época de FHC, outro delator famoso foi o doleiro Youssef, que também delatou que a corrupção na Petrobras começou na época de FHC, outro chama-se Augusto Mendonça do Grupo Setal Óleo e Gás delator, que praticamente, disse as mesmas palavras de Paulo Roberto e Youssef, outro delator famoso foi o senhor Mário Gois que confirmou, as delações anteriores e já em 1996 o Jornalista hoje falecido Paulo Francis já havia dito na época no Jornal da Bandeirante que o roubo na Petrobras, corria a solta e a corrupção continuou até os dias de hoje, não preciso de literatura do PT, preciso ser inteligente e pesquisar em todas as mídias escritas e faladas e não só na Globo, Folha e Veja , como é seu caso.
    Desculpe-me és um imbecil ao dizer que o Trensalão, o Metrô, a Sabesp, Zelotes, Privataria tucana, o Mensalão Tucano etc… nunca existiu, só na sua cabeça de pardal, existiu não foram provadas porque foram todas engavetadas e jogadas para debaixo do tapete, principalmente no desgoverno de FHC.
    Agora me fale o que foi provado contra Lula e Dilma? onde leste ou ouvistes essas noticias? O teu maior problema infeliz não é a situação politica do país e sim a inveja e o ódio que tens de Presidente e da Presidenta e isso é argumento ´para ignorantes e analfabetos políticos, burgueses , fascista e capitalista que não querem ver a igualdade social no Brasil.
    Ao seu amigo desvairado Valdeir não preciso de teta de ninguém, pois tenho minha formação acadêmica, sou concursado e dela ganho o suficiente para sustentar a mim e a minha família e ainda sobra alguns, mas tenho o principal, que vocês não tem é Inteligência, QI, Estudo, Capacidade de discernir o certo do errado, e não ficar dependendo da mídia Golpista. Vocês dois juntos não dá meio, e impostos não devem pagar, a não ser a partir de agora com as mudanças econômicas, são dois incapazes politicamente.
    Agora vou lhes mostrar só para ter uma ideia a taxa de desemprego de alguns países no mundo em comparação com o Brasil:– 1. Brasil—-6,2 %—-2. Alemanha—-6,4 %—-3. Canada—-6,8 %—-4. Argentina—-6,9 %—-5. França—-10,6 %—-6. Itália—-12,7—-7.Portugal—-13,5%—-Espanha—-23,8 %—- etc…
    Vou dizer Novamente seus intelectuais a economia brasileira esta péssima, mas esta péssima em todo mundo, mas mesmo assim o Brasil, vou repetir o país ocupa o sétimo lugar na economia mundial, o oitavo país em reservas internacionais e o terceiro maior credor individual externo dos EUA, o Brasil possui hoje US$ 370 Bilhões em reservas internacionais e tem emprestado com o FMI 10 Bilhões.
    Para continuar dando uma aula de politica brasileira para os dois indivíduos fascista e talvez capitalistas, que transpiram inveja , ódio e desinformação sobre o governos de Lula e Dilma, conforme dados do CGU anotem o que a União ( governo Federal ), passou para algumas cidades no ano de 2015 na área da saúde:- 1. Brasilia—-238 Milhões—-2. Salvador—-133 Milhões*—-3. São Paulo 463 Milhões—-4.Belo Horizonte—-238 Bilhões—-4. Cuiabá—-33 Milhões—-5. Natal—-149 Milhões —- 6.Porto Alegre—-143 Milhões—-7. Fortaleza—-318 Milhões—- 8. Manaus—-279 Milhões—-Recife—-123 Milhões—-R.J.—-1.6 Bilhões.
    Agora vou citar algumas realizações dos governos de Lula e Dilma, só para suas informações, uma já quase prontas outras em andamento:—-
    1. Refinaria Abreu de Lima ( PE ), no complexo Portuário de Suape a 60 Km ao sul de Recife.
    2.Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro.
    3.Refinaria Presidente Getúlio Vargas em Araucaia ( PTR ), aumentando o investimento em 8 Bilhões e terá capacidade para 289 barris dias de Petróleo.
    4.Construção da Usina Hidrelétrica Santo Antonio ( RO ).5.Geribatu–maior complexo que integra o éolico da América Latina.
    5.Parque em eólico em Santa Vitória do Palmar no extremo sul gaúch
    Por favor chega não aguento tanta sandice.O Brasil esta em crise politica e não econômica verdadeiramente iguais aos países da Europa, por causa de uns babacas iguais a vocês..

  • NOIS

    AOS COXINHAS:–

    Pimentel diz que houve ‘total’ corrupção em gestão do PSDB em Minas Gerais

    Datafolha: Fernando Henrique Cardoso é considerado pior presidente da história do Brasil
    Fevereiro 8, 2015 Redação FHC, Politica, PSDB Sem comentários ainda, seja o primeiro

    Ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) foi o único presidente na história do País que obteve os piores resultados de popularidade nas pesquisas. No fim de sua gestão, sua popularidade era menor que sua reprovação, mais um marco histórico atingido pelo tucano
    O ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso (PSDB) foi o pior presidente da história do Brasil segundo as pesquisas Data Folha reveladas durante sua gestão.
    O tucano foi o único presidente a terminar sua gestão com a reprovação maior que a aprovação, um marco nunca atingido até então por nenhum presidente.
    A popularidade de Dilma Rousseff tem seus altos e baixos, porém as pesquisas se distanciam e cada uma demonstra uma opinião diferente.
    Para os entrevistados, FHC representou somente a classe rica durante seu mandato e seu pior ponto negativo foi a fome e o desemprego.
    Ele acusado de “trabalhar pouco” e “respeitar mais os ricos”. Nas frases colhidas pela pesquisa é possível encontrar as razões da queda de FHC. “Ele desvalorizou os pobres”, diz uma mulher de Ribeirão Preto (SP) que votou em Lula. “Ele mentiu dizendo que haveria empregos para todos”, diz um eleitor de FHC
    Para os entrevistados na época, a corrupção era um ponto preocupante de FHC e para a maioria dos entrevistados, existia sim corrupção em seu governo e nais estatais.
    Na opinião de cerca de metade (49%) dos entrevistados, os maiores prejudicados durante o governo FHC foram os trabalhadores, de um modo geral.
    Confira algumas pesquisas da época:
    19/11/1999
    O presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) bateu seu recorde de impopularidade em 4 anos e 9 meses de governo. Pesquisa nacional do Datafolha revela que 56% dos brasileiros consideram seu governo “ruim ou péssimo”. Na pesquisa anterior, em junho, esse índice era de 44%. Para 13%, ele é “ótimo ou bom” . O desemprego é apontado como o principal problema do país. Doze pontos percentuais separam FHC dos recordes de impopularidade dos presidentes José Sarney e Fernando e Collor. Ambos atingiram 68%.
    A queda de popularidade respingou na imagem do presidente. FHC ainda é visto como “moderno” e “inteligente”, mas também é tido como “falso”, “orgulhoso” e “indeciso”. É acusado de “trabalhar pouco” e “respeitar mais os ricos”. Nas frases colhidas pela pesquisa é possível encontrar as razões da queda de FHC. “Ele desvalorizou os pobres”, diz uma mulher de Ribeirão Preto (SP) que votou em Lula. “Ele mentiu dizendo que haveria empregos para todos”, diz um eleitor de FHC
    15/12/2002
    FHC encerra mandato com reprovação maior do que aprovação
    Prestes a encerrar um período de oito anos ocupando a Presidência da República, Fernando Henrique Cardoso tem maior taxa de reprovação do que aprovação: para 36% dos brasileiros, o desempenho do presidente vem sendo ruim ou péssimo (mesmo percentual dos que consideram-no regular), contra 26% que acham que ele vem sendo ótimo ou bom.
    Além disso, para 35% o país, hoje, de um modo geral, em relação ao que era antes do início do governo Fernando Henrique Cardoso, está melhor; percentual similar (34%) acha que o país está pior. Acham que o país não mudou nesse período, nem para melhor, nem para pior, 28%.
    Esses são alguns dos principais resultados de pesquisa realizada pelo Datafolha entre os dias 9 e 11 de dezembro. Foram entrevistados 14559 brasileiros em 365 cidades de todas as unidades da Federação. A margem de erro máxima para esta pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.
    Comparando-se os números relativos à popularidade do presidente com os obtidos ao final de seus mandatos pelos outros ocupantes do cargo após o fim do regime militar, verifica-se que Fernando Henrique Cardoso está em melhor situação do que José Sarney (1985-1990) e Fernando Collor de Mello (1990-1992), mas tem menor popularidade do que Itamar Franco (1992-1994) e do que si próprio, ao terminar o primeiro mandato, em 1998.

  • NOIS

    O MAR NÃO ESTA PARA PEIXE E VALDEIR–DE UMA LIDA POR FAVOR

    Escândalo: Senador Álvaro Dias lucrou R$ 37 milhões com propina da CPI da Petrobras
    O falecido, ex-presidente do PSDB, Sérgio Guerra e o Senador Londrinense (PR), Álvaro Dias
    Segundo informações vazadas por fontes próximas a procuradores que conduzem a Operação Lava Jato, o senador Álvaro Dias está sendo investigado, pela compra de uma área no Rio de Janeiro por R$ 3 milhões e, meses depois, vendeu à Petrobrás pelo incrível valor de R$ 40 milhões. O Fato está sendo investigado em segredo de justiça, pelo fato do parlamentar ter foro especial por prerrogativa de função – conhecido coloquialmente como foro privilegiado.
    Segundo o que foi repassado o falecido deputado federal Sérgio Guerra (PE), ex-presidente do PSDB, e “um tucano de Londrina” enterraram a CPI do Senado sobre a estatal em 2009, em troca da propina de R$ 10 milhões de reais. Ambos deixaram a CPI de forma surpreendente, em protesto contra o que seria um “jogo de cartas marcadas”. Sem a presença deles, a CPI não foi adiante.

    Dinheiro da Propina
    Com os R$ 10 milhões a dupla “racharam” a propina, e segundo informações, dos R$ 5 milhões repassados ao Senador Álvaro Dias, R$ 3 milhões foram aplicados em uma área no Rio de Janeiro que esta sendo investigado pelo MPF. Segundo que foi levantado o preço foi superfaturado em 13 vezes, e vendido a Petrobrás na época que o diretor de abastecimento da estatal era Paulo Roberto Costa, pivô da Operação Lava Jato.
    Espólio do ex-presidente do PSDB
    O espólio de Sérgio Guerra deve entrar no alvo de investigação do a atuação do Ministério Público e da Polícia Federal. A confirmação do recebimento de propina já leva a direção da Petrobras a estudar um pedido de bloqueio de bens como forma de ser ressarcida.
    Um dos mais ricos haras do país, o haras Pedra Verde, em Limoeiro (PE), é um dos bens deixados pelo tucano, com mais de 200 cavalos de raça, inclusive campeões nacionais da racha Manga-Larga Marchador. Veterinários, geneticistas e 40 outros funcionários trabalham no Haras Pedra Verde. Para os investigadores da Lava Jato, o Pedra Verde também seria uma sofisticada lavanderia de comissões, inclusive por meio de vultosas transações de exportação e importação de cavalos.
    Palco de refinadas apresentações de produtos premiados e de leilões milionários, o Haras Pedra Verde valeria perto de R$ 200 milhões (cavalos, laboratório, instalações e fazenda), mas foi omitido da declaração de Imposto de Renda de Sérgio Guerra ao eleger-se senador, em 2002, atribuindo à Pedra Verde um valor irrisório de R$ 22 mil, além de declará-la como “terra nua”, ou seja, sem qualquer tipo de benfeitorias ou construções.
    A coleção de arte contemporânea do falecido presidente do PSDB também chamou atenção do MPF e da PF. Alí estão obras de Cícero Dias, Cândido Portinari, Vicente do Rêgo Monteiro, Di Cavalcanti, Gilvan Samico, Carybé, Manabu Mabe, Djanira e Tarsila do Amaral, em valores que chegariam à casa dos R$ 20 milhões e que teriam sido, na maioria das vezes, compradas em galerias do Rio de Janeiro, São Paulo e Recife. Haveria pelo menos um caso, em que uma tela de Ismael Nery, orçada em quase R$ 2 milhões, teria sido adquirida por uma empreiteira baiana para adornar as paredes do apartamento de cobertura da família Guerra na orla do Recife.
    Há, também, dezenas de imóveis, uma frota de automóveis de luxo, entre eles vários modelos BMW, além de jóias, aplicações financeiras em bancos e prováveis contas já sendo rastreadas em paraísos fiscais, como Liechtenstein e Suíça. Com a morte de Guerra, seus herdeiros deverão enfrentar a ação indenizatória da União movida pelo Ministério Público Federal.
    Falecido em 6 de março, o ex-presidente do PSDB foi um dos mais radicais opositores dos governos Lula e Dilma. Nos anos 1980, Guerra, porém, foi apontado como um dos integrantes da quadrilha que desviava recursos públicos e beneficiava empreiteiras, na Comissão do Orçamento do Congresso Nacional. Relator do Orçamento da União também no final dos anos 80, Sérgio Guerra chegou a viajar num jato Dassault Falcon da Construtora Camargo Correia para Londres, onde teria se hospedado em uma luxuosa propriedade do falecido empreiteiro Sebastião Camargo. Ele estava acompanhado de toda família e por duas semanas teria frequentado restaurantes e lojas de grifes de luxo na capital inglesa. Guerra foi o único parlamentar a escapar da guilhotina que vitimou parlamentares influentes como Genebaldo Correia, Manoel Moreira, Cid Carvalho e Pinheiro Landim, além do líder do grupo, João Alves.

  • NOIS

    O MAR NÃO ESTA PARA PEIXE E VALDEIR, VAMOS CONTINUAR ESTUDANDO A HISTÓRIA POLITICA DO BRASIL

    Quem foi Aloysio Nunes candidato a Vice Presidente de Aécio Cheira Cheira:—
    Começou a militância política em 1963, quando entrou na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco da Universidade de São Paulo. Logo depois do golpe militar de 1964, filiou-se ao Partido Comunista Brasileiro (PCB)[1] , que, por ter sua existência proibida, atuava na clandestinidade. Foi presidente do tradicional Centro Acadêmico XI de Agosto[2] e formou-se bacharel em direito em 1968.
    Como o PCB se opunha à resistência armada contra a Ditadura Militar que se instalara desde 1964 no Brasil, Aloysio Nunes, assim como vários jovens da época que tinham ideais de esquerda, ingressou na Ação Libertadora Nacional (ALN), organização guerrilheira liderada por Carlos Marighella e Joaquim Câmara Ferreira, o Toledo[1] [3] .
    Assumiu na clandestinidade o pseudônimo Mateus. Durante muito tempo foi motorista e guarda-costas de Marighella. As ações da Aliança Libertadora Nacional incluíram assaltos para angariar fundos que sustentariam a resistência armada. Em agosto de 1968, participou do assalto ao trem pagador da antiga Estrada de Ferro Santos-Jundiaí. Segundo relatos da imprensa da época, a ação ocorreu sem que houvesse o disparo de qualquer tiro. Aloysio Nunes foi o motorista do carro no qual os assaltantes fugiram do local com os malotes que continham NCr$ 108 milhões(US$ 21.600), dinheiro suficiente para o pagamento de todos os funcionários da Companhia Paulista de Estradas de Ferro[1] [4] . Em outubro do mesmo ano, participou do assalto ao carro-pagador da Massey-Ferguson interceptando o veículo na praça Benedito Calixto, no bairro paulistano de Pinheiros[5] [6] [7] [8] .
    Sofrendo um processo penal em que já havia um pedido de prisão preventiva e com a possibilidade de que descobrissem algo sobre suas ações armadas, foi enviado a Paris por Marighella utilizando um passaporte falso[1] . Foi posteriormente identificado como guerrilheiro e condenado com base na extinta Lei de Segurança Nacional. Pretendia realizar um treinamento de guerrilha em Cuba, mas a gravidez de sua mulher o fez desistir. Tornou-se representante da Ação Libertadora Nacional no exterior e coordenou as ligações desta com movimentos de esquerda de todo o mundo[1] [2] [9] [10] . Filiou-se ao Partido Comunista Francês em 1971[1] e negociou com o presidente Boumédiène, da Argélia para que brasileiros recebessem treinamento militar de guerrilha naquele país.
    Pôde finalmente, em 1979, regressar ao Brasil devido à promulgação da Lei de Anistia, a qual beneficiou todos que cometeram crimes políticos de qualquer tipo, assim como aqueles que torturaram e mataram em nome da repressão, durante os anos anteriores da Ditadura Militar.
    Desfiliou-se do PCB, ainda na clandestinidade, e filiou-se ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB)[3] , tendo sido eleito por este partido deputado estadual de 1983 a 1991 em seu estado natal. Foi líder do governo Franco Montoro na Assembleia Legislativa em seu 1° mandato, e líder do governo Quercia em seu segundo mandato durante a redação e votação da Constituição do Estado de São Paulo[11] .

  • NOIS

    O MAR NÃO ESTA PARA PEIXE E VALDEIR. QUEM FOI AÉCIO NEVES: EM SEU GOVERNO EM MINAS:—-
    —SUA HISTÓRIA VERDADEIRA COMO GOVERNADOR :—-
    Aécio e seu padrinho político Fernando Henrique. Por que ele esconde FHC de sua campanha
    CENSURA
    1- Censurou a parte da imprensa mineira que ousou denunciar esquemas de corrupção quando governador de MG.
    2- Também tentou censurar o Google, Yahoo! e Bing, movendo um processo pa
    ra retirada de links relacionados ao uso de drogas e ao desvio de verbas da saúde.
    3- Mandou demitir um diretor da Globo de Minas Gerais após três reportagens que o desagradaram.
    4- Não gosta de ser investigado: em 10 anos ele e seu sucessor Anastasia só permitiram 3 CPIs em Minas Gerais. Mais de 70 foram barradas
    CORRUPÇÃO QUANDO FOI GOVERNADOR DE MINAS GERAIS
    5- Foi processado por desviar R$ 4,3 bilhões da saúde.
    6- Construiu 5 aeroportos em cdades com menos de 25 mil habitantes no entorno de sua fazenda.
    7- Um dos aeroportos custou R$ 14 milhões e fica na fazenda de seu tio.
    8- Pagou R$ 56 mil reais ao ex-ministro do STF Ayres Britto para arquivar a investigação de ilegalidade no aeroporto na fazenda de seu tio.
    9- Quando governador, desapropriou um terreno de seu tio-avô no valor de R$ 1 milhão e fez o Estado pagar a ele uma indenização superfaturada de R$ 20 milhões.
    INFRINGINDO A LEI
    10- Apesar de declarar apenas R$ 100 mil em bens, sua rádio tem uma frota de carros de luxo e de passeio no valor de mais de 1 milhão e reais. Quem passeia nesses carros?
    11- Foi pego pela polícia dirigindo o carro de sua rádio, um Land Rover no valor de R$ 192.000,00. O pior: estava embriagado e se recusou a fazer o teste do bafômetro.
    12- Troca de favores ou compra de votos? Quando governador contratou 98 mil servidores públicos sem concurso e de maneira ilegal.
    13- Nepotismo? Com apenas 25 anos foi nomeado diretor da Caixa Econômica Federal por seu primo, o então Ministro da Fazenda Francisco Oswaldo Neves Dornelles.
    13 motivos não são suficienteS? Então vem mais 15 por aí!
    EDUCAÇÃO E SAÚDE
    14- Durante seu governo, Minas Gerais passou a pagar o piso salarial mais baixo do Brasil a professores.
    15- Aliás, tal piso era mais baixo que o permitido pela lei do piso salarial de professores, e portanto, ilegal.
    16- Diminuiu o salário-base dos médicos em Minas para apenas R$ 1.050,00 -o segundo mais baixo do Brasil.
    17- Quando governador de MG, pagou com dinheiro do Estado uma dívida da Rede Globo de US$ 269 milhões referente à compra da Light.
    ECONOMIA
    18- Em 2013 quando Dilma anunciou redução de 20% na conta de luz, os tucanos de Minas se posicionaram contra. Pediram um aumento de 30%. Em vez de a conta abaixar, subiu 14,76% (que foi o que a Aneel aprovou).
    19- Ele e seu sucessor fizeram a dívida de Minas crescer 127% em 11 anos.
    MENSALÃO E PROTEGIDO DA IMPRENSA
    20- Tem um dos réus do mensalão tucano como assessor. O publicitário Eduardo Suplicyo Guedes, acusado de desviar R$ 3,5 milhões para a empresa de Marcos Valério.
    21- Tem em seu palanque em Minas o maior réu e mentor do mensalão tucano, seu antecessor no governo de MG, Eduardo Azeredo.
    22- Seu primo, Rogério Lanza Tolentino, era braço direito de Marcos Valério e foi condenado por lavagem de dinheiro em MG.
    23- Seu outro primo, Tancredo Aladin Rocha Tolentino, foi preso por vender sentenças judiciais. A Globo se calou.
    24- Por falar em sentença, conseguiu um mandado de busca e apreensão para que a polícia invadisse o apartamento de uma jornalista. Computador, hd externo, cds e celular foram apreendidos.
    SENADOR EXEMPLAR?
    25- Nos quatro anos como senador, apresentou menos projetos que o deputado Tiririca.
    26- Gastou 63% do dinheiro com passagens de avião pagas pelo senado com viagens para o Rio de Janeiro. Apenas 27% das viagens foram para MG, estado que o elegeu senador

  • NOIS

    PARA OS APAIXONADOS DOS COXINHAS O TRENSALÃO NÃO EXISTE, ENTÃO ME EXPLIQUE ISSO

    O Ministério Público pede na Justiça a devolução de mais de um bilhão de reais do trensalão tucano

    Para o deputado estadual Ênio Tatto (PT), a ação é um pequeno avanço, mas ainda está restrito ao âmbito das empresas. Para ele, falta indiciamento de gestores públicos responsáveis pelas áreas, resultado de uma “blindagem aos governos tucanos
    A Justiça recebeu do Ministério Público de São Paulo (MP-SP), na quinta-feira (10), um pedido de dissolução de nove grupos empresariais do setor metroferroviário, por suporta formação de cartel em contratos de manutenção de 88 trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), entre os anos de 2007 e 2012, nos governos de José Serra e Geraldo Alckmin, ambos do PSDB de São Paulo.
    Os promotores pedem que as empresas multinacionais Siemens, Alston, CAF do Brasil e Bombardier restituam cerca de R$ 1 bilhão aos cofres públicos. Do montante, R$ 706,53 milhões são para reparação de dano material e R$ 211,9 milhões por danos morais difusos causados ao Tesouro. A promotoria pede também a nulidade dos três processos de licitação supostamente cartelizados.
    Outras empresas citadas são a Tejofra de Saneamento e Serviços, MPE Montagens e Projetos Especiais, Temoinsa do Brasil, MGE Manutenção de Motores e Geradores e Trans Sistemas de Transportes.
    Para o deputado estadual Ênio Tatto (PT), o requerimento do MP é o reconhecimento do que o PT de São Paulo denuncia há anos. De acordo com ele, os deputados estaduais protocolaram denúncias no órgão e fizeram requerimento para a instalação de CPI na Assembleia Legislativa.
    “Era tudo programado. Eles dividiam os lotes e as licitações eram obras de ficção. Tem o episódio da linha Lilás, a linha cinco, na zona Sul de São Paulo, em que a “Folha de São Paulo” publicou seis meses antes quem ia ganhar”, denunciou Tatto.
    Caso a Justiça acate o requerimento do MP, as empresas passam a figurar como rés e anula-se os acordos das empresas com o MP, já em andamento.
    Impunidade – De acordo com o deputado, é um pequeno avanço para um caso que se arrasta por vários anos, mas ainda restrito ao âmbito das empresas. O petista aponta para a falta de indiciamento de gestores públicos responsáveis pelas áreas e diz que isso é resultado de uma blindagem aos governos tucanos.
    “Mas isso ainda está no campo das empresas. É preciso apurar quem são os principais responsáveis, mas as investigações aqui não seguem em frente. Isso nunca chega ao PSDB. Na verdade, um pouco disso é um cala boca, fala-se que vai desmontar o cartel, que está apurando, mas não se chega aos responsáveis por esses esquemas”, observa o deputado.
    O parlamentar lamenta pela oposição não ter maioria na Assembleia Legislativa para investigar as doações de campanhas das empresas aos candidatos tucanos e o fato de a imprensa não ter interesse em apurar os fatos.
    De acordo com ele, caso a denúncia fosse contra um governo do PT a história seria diferente. Ele lembra da definitiva recusa da Assembleia Legislativa de permitir a convocação para depoimento de algum dirigente das empresas ou secretário responsável pela pasta.
    “Não tem uma dessas empresas que não apoiou campanhas políticas do PSDB. Só que para eles é sempre legal, e não tem repercussão na grande imprensa. Diferente quando é contra o PT. Não há maioria na Assembleia e eles não deixam convocar ninguém para se explicar. É uma blindagem total”, denuncia o deputado.
    Tatto ressaltou que a “boa vontade” dos órgãos de fiscalização e controle em investigar, ainda que superficialmente, se deve ao fato de as denúncias terem partido, basicamente da França e Suíça, onde estão as matrizes das empresas envolvidas.
    “Essas denúncias não começaram por aqui. Eles foram obrigados a aprofundar um pouco as investigações, pois os problemas foram identificados pelas matrizes. Se dependesse dos governos de São Paulo, não aconteceria nada, até hoje”, ressalta o deputado.
    E AGORA?

  • NOIS

    O MAR NÃO ESTA PARA PEIXE——-VALDEIR:—NÃO EXISTE CORRUPÇÃO OU LADROAGEM NO METRÔ EM SÃO PAULO? ENTÃO COMO OS DOIS INTELECTUAIS EXPLICA ISSO?;–

    Contratos de R$ 2,3 bi para construção do metrô de São Paulo serão investigados em CPI
    Quarta, 09 Setembro 2015

    BNDES, Metrô, CPI, PT, Câmara,
    Contratos e documentos referentes aos processos de licitação que envolvem os projetos de aquisição, expansão e implantação de linhas do metrô no Estado de São Paulo serão objetos de investigação da CPI do BNDES. A iniciativa partiu do segundo vice-presidente da CPI, deputado Carlos Zarattini (PT-SP), que aprovou requerimentos neste sentido, nesta quarta-feira (9), em reunião do colegiado. O BNDES concedeu empréstimos de R$ 2,3 bilhões para o Estado de São Paulo expandir o sistema de metrô da região metropolitana do Estado.
    Os contratos que serão investigados dizem respeito às implantações das linhas 15 (Prata) – sistema monotrilho no trecho entre as estações Vila Prudente e Hospital Cidade Tiradentes, e linha 6 (Laranja) que compreende a construção do trecho de 13,5 km de trilhos entre a Vila Brasilândia e a Estação São Joaquim. No caso da linha 6, ao todo são 15 estações e a aquisição de 22 trens com seis carros. O consórcio vencedor dessa licitação, segundo o deputado, é constituído por três empresas envolvidas na Operação Lava Jato: Odebrecht, UTC e Queiroz Galvão.
    “Achamos fundamental investigar o processo de licitação do metrô de São Paulo para verificar se houve algum vício. Não estou afirmando, ainda. Só estou querendo conhecer esse processo de licitação. O fato é que essas obras foram financiadas com recursos do BNDES e, portanto, dizem respeito ao escopo definido por esta CPI”, explicou Zarattini.
    Carlos Zarattini apresentou ainda requerimentos solicitando cópias de documentos da compra de 35 trens pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e de expansão da linha 5 do metrô (11,5 km), ligando a estação Largo Treze com a estação Chácara Klabin da Linha 2.
    Adendo – Foram acrescidos aos requerimentos do deputado Carlos Zarattini pedidos de informações dos metrôs do Rio de Janeiro e Salvador, bem como dos BRTs de Belo Horizonte e Brasília.
    JBS – Sobre a rejeição da convocação dos acionistas do JBS-Friboi, na reunião, o deputado Zarattini disse que é a convocação não se justifica. Ele argumentou que o BNDES, atendendo solicitação do Supremo Tribunal Federal, disponibilizou todas as informações referentes aos empréstimos feitos ao grupo JBS/Friboi. Esses dados foram objetos de auditoria por parte do Tribunal de Contas da União (TCU).
    “A JBS tem apresentado lucro. É uma empresa de sucesso. Acredito que a CPI deva se debruçar sobre aquelas empresas que têm problemas, que tiveram problemas de falência, por exemplo. O BNDES financia centenas de empresas que estão dando certo”, observou Carlos Zarattini.
    QUER MAIS OU JÁ CHEGA.

  • Anti-Coxinha

    Dois coxinhas covardes! Ofendem, viram noticia no Jornal Nacional e depois, processados, pedem perdão. Safados!

  • Vexame maior passou o ministro da justiça – parece que não houve repercussão,os ofensores tem de ser reconhecidos e devidamente punidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *