ALCKMIN TEM A MAIOR DESAPROVAÇÃO ENTRE CANDIDATOS, DIZ PESQUISA IPSOS

Alckmin é aprovado por apenas 17% dos entrevistados. Já a aprovação de Lula (47%) é maior até que a do seu algoz, Sérgio Moro (41%). Parece que está aumentando a sensação, entre os brasileiros, de que Lula seria vítima de um “esquema” para tirá-lo das eleições deste ano. 

Enquanto isso, o golpista Michel Temer continua bem: ele é desaprovado por 94% dos entrevistados. Entre os 3% que aprovam o atual presidente, deve estar o ex-urubólogo Alexandre Garcia. A notícia é do Estadão:

Os principais candidatos à Presidência nas eleições 2018 começam oficialmente a campanha eleitoral desaprovados pela maioria absoluta da população, segundo a pesquisa Barômetro Político Estadão-Ipsos, que analisa a opinião dos brasileiros sobre personalidades do mundo político e jurídico.

Entre os concorrentes ao Planalto, os ocupantes do topo do ranking da desaprovação são Geraldo Alckmin, do PSDB, e Ciro Gomes, do PDT. O desempenho do tucano é desaprovado por 70%, e do pedetista, por 65%.

No bloco seguinte aparecem, empatados tecnicamente, Jair Bolsonaro, (PSL, com 61% de desaprovação), Marina Silva (Rede, 61%), Henrique Meirelles (MDB, 60%) e Fernando Haddad (PT, 59%).

Apesar de o Ipsos incluir o nome de possíveis concorrentes ao Planalto em sua pesquisa, o instituto não procura medir intenção de voto. 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso e condenado a 12 anos e 1 mês de prisão, que se lançou candidato pelo PT, mas pode ter a iniciativa barrada pela Justiça, teve leve melhora em seus números. Ele é aprovado por 47% da população, uma oscilação positiva de dois pontos porcentuais em relação à pesquisa anterior. Já a desaprovação oscilou para baixo, de 53% para 51%. Isso significa que o País está praticamente rachado ao meio em relação ao ex-presidente.

A aprovação a Lula é a maior entre as 17 personalidades apresentadas pelo Ipsos aos eleitores. Em segundo lugar aparece o juiz Sérgio Moro, responsável pela condenação do ex-presidente em primeira instância, com 41%. A seguir estão Marina Silva, com 30%, e o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa, com 28%.

Em tempo: Em agosto de 2015, quando o Ipsos começou a fazer esse tipo de pesquisa, Lula tinha apenas 35% de aprovação. Subiu 12 pontos e mantém viés de alta. Alckmin era aprovado por 32% e hoje sua aprovação está em 17%. Já o candidato Bolsonaro era desaprovado por 27% e agora sua desaprovação bate em 61%.

11 comentários

  • Todos tem medo de Haddad e Alckmin!

    A eleição é uma incógnita. Com Bolsonaro consolidado, liderando em todas as regiões, os demais deveriam estar disputando a vaga de opositor a ele. Assim como Lula, (que não é candidato), muita gente vota em Bolsonaro, muito mais gente não vota nele. Seu índice de rejeição é alto! Marina chegou na frente, enquanto os outros focam uns aos outros e ele corre sozinho.
    Bolsonaro, Ciro Gomes, Alvaro Dias, Cabo Daciolo e a própria Marina, têm sempre dois alvos, o PT e o PSDB, o que cria uma situação intrigante. O candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, está em quarto lugar sem Lula e nunca bateu em dois dígitos. Dependerá da propaganda eleitoral para virar o jogo!
    Diz a velha sabedoria que não se gasta munição à toa nem se chuta cachorro morto e, se todos chutam PT e PSDB, eles não parecem tão mortos assim. Temem que Haddad vire uma onda na reta final? Ou que Alckmin converta suas boas condições objetivas (tempo de TV, alianças, o governo de São Paulo) em votos?
    Ciro e o PT acham que as chances deles é derrubando Alckmin, Marina precisa se desvencilhar do PT e do voto em Aécio em 2014,
    Bolsonaro se vende como o fim da polarização PT-PSDB, Alvaro Dias, ex-tucano, concorre na mesma faixa de Alckmin, Daciolo é franco-atirador.
    Fogem à regra Meirelles e Boulos. Meirelles repetiu o debate inteiro que foi presidente do BC com Lula e ministro da Fazenda “agora” – sem citar Temer – e só foi duro ao falar na “bagunça da Dilma”. E Boulos ataca a “esculhambação geral”, como Daciolo, mas protegendo um preso.
    Marina, enfim, quebrou o script ao virar as baterias para quem realmente interessa: o líder nas pesquisas. Aliás, com a economia quase parando, 13 milhões de desempregados e um déficit público escandaloso, Bolsonaro encerrou o debate falando em Deus, família e propriedade… Ele não sabe nada!
    De todos candidatos com chance, ele é o mais fraco

  • Moro é candidato a que?

    Só uma pergunta bem básica:
    Sérgio Moro é candidato a que ?.

    • Um resposta básica: se você não fosse um analfabeto funcional, teria percebido que, como diz o texto do Estadão, essa não é uma pesquisa eleitoral, mas apenas um levantamento sobre a opinião dos brasileiros a respeito de personalidades do mundo político e jurídico. E como a pesquisa vem sendo encomendada pelo Estadão desde 2015, penso que você deveria dirigir sua perguntinha básica ao Estadão. Mas o que se pode esperar da mediocridade a não ser perguntinhas básicas, cabotinas e mal endereçadas?

      • Esperneia Petezada

        Não adianta espernear nobre bloqueiro, o seu candidato esta cumprindo pena por corrupção, então você não tem candidato.

        • Tenho sim. Se não for o Lula, será quem ele indicar.

          • Esperneia Petezada

            Claro que não será, em que país do mundo, em que século, algum candidato foi candidato a presidente preso.

          • Diurético

            Cardosinho. Bem a cara do eleitor idiota os donos dos comentários acima. É desses idiotas que essa direita que arrebenta com o país e com eles mesmos a vida toda, querem. Fazem piadinhas e no dia de votar colocam lá os mesmos que sempre formam quadrilhas para tirar o copinho de leite dos seus filhos da mesa. Eles são os espertos…sqn.

  • Tico e Teco

    Moro é candidato ao que? CHUPA ESSA SEU DESQUALIFICADO E ANALFABETO POLITICO.
    SÓ PODE SER UM COXINHA COM FALTA DE ESTUDO!!!!!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Essas pesquisas.

    Não é esse número que diz pesquisa publicada agora no UOL eleições 2018.
    Lula tem 37,3% e Bolsonaro, 18,8%, diz pesquisa CNT/MDA.

  • Promessas de campanha

    Campanha ao governo do estado dando início, e também as piadas, hoje foi a vez do candidato Luiz Marinho, prometeu DOBRAR o salário dos professores em seu mandato, será que ele fez isso quando prefeito de São Bernardo do Campo ?.

  • roberto carlos

    ESSAS PESQUISAS****PRESTE ATENÇÃO:::::E APRENDA PESQUISAR EM MÍDIAS CONFIÁVEIS::::::

    Pesquisa Ibope: Lula, 37%; Bolsonaro, 18%; Marina, 6%; Ciro, 5%; Alckmin, 5%
    Alvaro Dias tem 3%. Eymael, Boulos, Meirelles, Amoêdo têm 1% cada. Demais candidatos não atingem 1%. Levantamento foi feito entre os dias 17 e 19 e ouviu 2002 eleitores em 142 municípios.
    Por G1, Brasília
    *****20/08/2018 18h57 Atualizado há menos de 1 minut
    Pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira (20) apurou os percentuais de intenção de voto para presidente da República em dois cenários com candidatos diferentes do PT – o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no primeiro cenário e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad no segundo.
    Cenário com Lula
    No cenário que inclui como candidato do PT o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a pesquisa apresentou o seguinte resultado:

    Luiz Inácio Lula da Silva (PT): 37%
    Jair Bolsonaro (PSL): 18%
    Marina Silva (Rede): 6%
    Ciro Gomes (PDT): 5%
    Geraldo Alckmin (PSDB): 5%
    Alvaro Dias (Podemos): 3%
    Eymael (DC): 1%
    Guilherme Boulos (PSOL): 1%
    Henrique Meirelles (MDB): 1%

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *