BOLSONARO: UM PENETRA INDESEJÁVEL NA BAHIA

O ex-urubólogo Alexandre Garcia, hoje um mero puxa-saco do Bozo, tentou atribuir os desencontros sobre a inauguração do novo aeroporto de Vitória da Conquista a uma briga entre o prefeito da cidade e o governador da Bahia, Rui Costa. Na verdade, como mostra o artigo do jornalista Dimas Roque, o problema é mesmo o Bozo.

O governador não participará da inauguração. A filha do cineasta Glauber Rocha (nome do Aeroporto), a atriz Paloma Rocha, também não dará o ar de sua graça, em repúdio a Bolsonaro. E os 21 vereadores de Vitória da Conquista também não estarão no evento.

Enquanto isso, o ex-urubólogo dirige suas críticas ao governador baiano. E faz questão de omitir um dado fundamental: o governo Bolsonaro não colocou um centavo na obra. Eis o artigo: 

O que era para ser um ato de comemoração pela inauguração do novo aeroporto da cidade de Vitória da Conquista se tornou verdadeiro constrangimento patrocinado pelo atual presidente do Brasil Jair Bolsonaro. Com toda a festa já pronta, ele mais uma vez cria um problema onde não existia e não deveria existir.

Anunciada pelo governador da Bahia Rui Costa, a inauguração estava pronta para acontecer e seria a culminância de um trabalho entre os entes federativos, estado e federal. Mas como já bem sabemos, onde o presidente coloca a mão, há sempre a possibilidade de algo dar errado, e deu.

O aeroporto da cidade teve investimento de R$ 106 milhões, sendo R$ 75 milhões do governo federal e R$ 31 milhões do governo do estado. O novo aeroporto tem capacidade para atender até 500 mil passageiros por ano.

Destes R$ 75 milhões do governo federal, o atual presidente não liberou um só real. E mesmo assim, os aliados de Bolsonaro tentam colar a ideia de que foi ele o grande benfeitor. O que não é verdade, já que o aeroporto ficou totalmente pronto no final do ano passado.

Durante a semana passada, Bolsonaro já vinha dando sinais de que estragaria a festa na Bahia. Com o seu aliado, Herzem Gusmão, prefeito da cidade e que vem tendo uma administração pífia e criticada pela população, ele, primeiro propôs a exclusão da participação popular no local.

Transformando a inauguração, como disse ontem, 22, o Governador Rui Costa, “a medida anunciada é para excluir o povo da inauguração, fazer uma inauguração restrita a poucas pessoas, escolhidas a dedo como se fosse uma convenção político-partidária. Não posso concordar com isso” disse ele.

Rui ainda lembra que foi ele quem convidou Bolsonaro para a inauguração, mesmo seu governo não tendo colocado um único centavo na obra. No vídeo distribuído ontem, o governador lembra de sua origem humilde, de ter nascido no Bairro da Liberdade em Salvador em um indicativo de que o povo baiano não se dobra a atos de agressão.

Fala da gratidão pelo ex-governador Jaques Wagner que deu início ao projeto e as obras. Reconheceu o papel fundamental da ex-presidente Dilma Roussef que assinou os dois convênios para que a obra fosse tocada. O primeiro da pista em 2012 e o segundo para a construção de terminal de passageiros no ano de 2015. Ele ainda agradeceu ao ex-presidente Temer por ter liberado a última parcela do valor devido pelo governo federal em novembro de 2018.

Para Rui Costa, confundiram a boa educação do povo baiano com “covardia”. E por isso, ele anunciou que não vai participar da festa de inauguração do aeroporto que o povo da Bahia e o governo do estado construíram.

Bolsonaro vem à Bahia, não mais como convidado, mas como penetra em uma festa que após ser convidado, prepara tudo às escondidas para estragar a alegria de todos. Sua petulância, aliada a produção constante de situações embaraçosas, o levará a um local onde é indesejável, acompanhado de uma claque de puxas-saco especialmente escolhidos para o fazer sair bem na foto. Mas esquece ele, que essa foto desbotará com o tempo e a tendência é que logo caia da parede sem reboco onde será colocada.

7 comentários

  • A briguinha entre bolso e o governador

    O Nordeste, certamente é o maior reduto do PT. Votou maciçamente, em Haddad e elegeu governadores do PT. Os estados nordestinos são os que mais precisam do governo federal. Alguns estão quebrados!
    Esta obra é do governo estadual do PT com Dilma/ Temer pois começou em 2012. Demorou 6 anos (tudo isso???) para construir. Deve ter “rolado” muitas propinas das empreiteiras para campanha dos petistas kkkkkk
    Em campanha, Bolsonaro foi poucas vezes ao NE portanto essa briga já vem de longa data. Desde que Bolsonaro ganhou a eleição, os governadores o criticam e até fizeram visita ao preso Lula. Desde então, o presidente não foi ao NE. Bolsonaro fala mal dos governadores e eles falam mal do Bolso! kkkkkk
    A inauguração deste aeroporto evidencia as diferenças do presidente e o governador baiano. Isso é bom? Eu acho que sim pois precisamos parar com esta hipocrisia entre políticos para enganar o povo. Não ficaria bem os dois juntos, na mesma festa. O dinheiro veio do povo seja do governo federal e estadual. Para a inauguração, não precisamos de nenhum dos dois.
    Historicamente, o povo não participa de inauguração que sempre foi usada para fazer uma festa politico-partidária.
    A partir de agora, o povo vai arrumar dinheiro para voar de avião e pagar para utilizar o aeroporto. Antes, isso era coisa de rico

    • Rapizodia

      Segundo o governador baiano, foi ele quem convidou o Presidente. Já que Bolsonaro não participou da obra, prá quê convidar o sujeito!? Erro do governador! O convidado não sabe lidar com diferenças, não se comporta, é arrogante e impetuoso, já tinha feito declaração racista recente, desconvida e pronto! Ele que resolva o problema da agenda dele. Deu no que deu!

  • Enfermeiro cubano

    “LOUCO E FRACO’, BOLSONARO É “UM PERIGO PARA O BRASIL, DIZ BEBIANO ”

    Prestes a ser formalmente demitido da Secretaria-Geral da Presidência, o ministro Gustavo Bebianno não esconde a decepção com o presidente Jair Bolsonaro – e também com si próprio. Em meio a acusações de desvios de verbas do Fundo Partidário do PSL por meio de candidaturas laranjas nas eleições 2018, Bebianno revelou a amigos que está “perplexo” com o tratamento recebido no governo e se diz arrependido até de ter apostado na campanha do capitão reformado.
    “Preciso pedir desculpas ao Brasil por ter viabilizado a candidatura de Bolsonaro”, desabafa o ministro “Preciso pedir desculpas ao Brasil por ter viabilizado a candidatura de Bolsonaro”, desabafa o ministro
    Embora o vereador Carlos Bolsonaro (PSL), filho do presidente, tenha dado visibilidade à crise – ao acusar o ministro de “mentiroso” em plenas redes sociais –, o alvo dos ataques é o próprio pai. “O problema não é o pimpolho. O Jair é o problema. Ele usa o Carlos como instrumento. É assustador”, afirmou Bebianno a um interlocutor, conforme o Blog do Lauro Jardim (O Globo).
    a sexta-feira (15), quando não ainda havia sido comunicado de sua demissão, Bebianno teria relatado ao mesmo interlocutor: “Perdi a confiança no Jair. Tenho vergonha de ter acreditado nele. É uma pessoa louca, um perigo para o Brasil”.
    Já o Blog do Camarotti (G1) revelou que o quase ex-ministro “demonstrou profundo arrependimento em ter trabalhado ativamente pela eleição do presidente Jair Bolsonaro”. Bebianno teria dito a um amigo: “Preciso pedir desculpas ao Brasil por ter viabilizado a candidatura de Bolsonaro. Nunca imaginei que ele seria um presidente tão fraco”.
    A crítica era uma referência à influência dos filhos do presidente no rumos do governo. Ainda na sexta-feira, quando Bolsonaro não havia comunicado nenhuma decisão a respeito de Bebianno, “integrantes da família do presidente vazaram para a imprensa que o pai havia demitido o ministro, para tornar a queda um fato consumado, sem chance de mudança no fim de semana”.
    Já as páginas da Folha de S.Paulo lembram que outro ministro de Bolsonaro, Marcelo Alvaro Antonio (Turismo), também foi acusado de usar verbas polpudas do Fundo Partidário em candidaturas laranjas. Mas, diferentemente de Bebianno, Alvaro Antonio foi poupado pelo Planalto.
    “Eu estou recebendo tratamento com perplexidade. Quem dispensa o tratamento é que tem que explicar os seus motivos”, desabafou Bebianno. Conforme recorda a Folha, depois de duas semanas, “Bolsonaro não se fez nenhuma manifestação pública sobre o caso do ministro do Turismo”. Por isso, Bebianno questiona: “No caso de Minas Gerais, do Marcelo Alvaro Antonio, por que que eu não sou culpado então?”.

  • eu

    *****Governador da Bahia cancela presença em evento com Jair Bolsonaro

    Rui Costa afirmou que a cerimônia acabou se tornando uma convenção político-partidária
    O governador da Bahia, Rui Costa (PT), anunciou que não participará da inauguração de um novo aeroporto na cidade de Vitória da Conquista, evento que terá a presença do presidente Jair Bolsonaro.
    Em vídeo postado em suas redes sociais, nesta segunda-feira 22, Rui afirmou que a cerimônia acabou se tornando uma convenção político-partidária, pois o governo federal havia restringido a participação popular. “Fazer uma inauguração restrita a poucas pessoas, escolhidas a dedo como se fosse uma convenção político-partidária. Não posso concordar com isso”, disse
    Na última sexta-feira 19, Bolsonaro se envolveu em uma polêmica com os governadores do nordeste. Captada por microfones, em um evento no Palácio do Planalto, o presidente afirmou ao ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que “daqueles governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão”, referindo-se a Flávio Dino (PCdoB). Seria o primeiro encontro do presidente com algum representante de um estado nordestino.
    “Paz para crescer e gerar emprego”
    O governador alfinetou Bolsonaro ao afirmar que a inauguração é fruto dos trabalhadores da região e disse reconhecer o papel dos ex-presidentes Dilma Rousseff e Michel Temer; do ex-governador Jaques Wagner; e do ex-secretário estadual de infraestrutura, Otto Alencar, para a conclusão da obra.
    “Não vou comparecer à inauguração do aeroporto que o povo da Bahia construiu, que o Governo do Estado construiu. Porque entendo que o Brasil precisa de paz para crescer e para gerar emprego”, afirmou.

  • Larissa

    Cardosinho,

    veja o que está rolando pelas redes sociais…sobre a industria Calçadista de Birigui…

    Empresário Bolsonarista de Birigui bem próximo a região de Jales, Votuporanga, Fernandópolis, Araçatuba….

    veja o linK pelo face: https://www.facebook.com/depmarcomaia/videos/472017250031353/UzpfSTEwMDAxMDI5NzAwNDAxMjo5Mjk2ODQxMDA3MTgxNDg/?id=100010297004012

  • Larissa

    Cardosinho,

    veja o que está rolando pelas redes sociais…sobre a industria Calçadista de Birigui…chorando a estagnação da Economia

    Empresário Bolsonarista de Birigui bem próximo a região de Jales, Votuporanga, Fernandópolis, Araçatuba….

    muitas industrias de calçados de birigui estão fechando, e as que não estão fechando, estão diminuindo a produção e funcionarios,,,estão diminuindo tudo, segundo alguns empresários da região 70% até 80% das industrias de lá não duram até o ano que vem….

    veja o linK pelo face: https://www.facebook.com/depmarcomaia/videos/472017250031353/UzpfSTEwMDAxMDI5NzAwNDAxMjo5Mjk2ODQxMDA3MTgxNDg/?id=100010297004012

  • Onde fica BIRIGUI ?

    Todas as regiões/cidades do país existe um produto que predomina, a cidade de Birigui, não é de HOJE que sofre esses solavancos, o mercado calçadista desta cidade depende MUITO de exportação, para os desinformados, a Indústria Pampili, tem DUAS funcionárias que todos os anos viajam para a Europa, para observarem as tendencias, novos estilos, etc… etc…
    Votuporanga por exemplo já FOI um pólo produtor de móveis, HOJE não é mais…..
    Jales já FOI referência em uvas, HOJE não é mais……
    Fernandópolis FOI uma referência em indústria de transformadores, as duas grandes empresas que tinham na cidade, fecharam……
    E com um detalhe, muitas indústrias de Birigui tem mais produção em residências de ex-funcionários, do que na própria indústria.
    Resumindo:
    Publicações, qualquer JORNALECO as publica.
    Agora, o que tem gente desinformada, é brincadeira heim.
    Será que quem publicou, sabe onde fica BIRIGUI ?????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *