CÂMARA ADIA PELA SEGUNDA VEZ VOTAÇÃO DAS CONTAS DE PARINI E CLÓVIS VIOLA

DSC00986-ED

A Câmara Municipal de Jales reuniu-se ontem, em sessão ordinária, e, mais uma vez, adiou a votação do parecer do Tribunal de Contas a respeito das contas do ex-prefeito Humberto Parini e do ex-vice, Clovis Viola, relativas a 2012. O parecer, como se sabe, é desfavorável à aprovação das contas. 

O vice – que foi incluído na encrenca porque assumiu a Prefeitura por 30 dias, nas férias de Parini – será o maior prejudicado com uma possível desaprovação das contas, uma vez que isso poderia impedi-lo de disputar as eleições de 2016. Cotado para ser o vice de Callado no ano que vem, Clóvis tratou de se movimentar ontem.  

DSC00989-PQÀ tarde, ele conversou com alguns vereadores. À noite, ele compareceu à Câmara para, ao lado do ex-secretário João Missoni Filho, acompanhar a sessão. E deve ter respirado aliviado quando a vereadora Pérola Cardoso(PT) solicitou o adiamento da votação, o que foi aprovado por todos os vereadores, exceto por Tiago Abra(SD), que votou contra.

O principal motivo para o adiamento foi a ausência do vereador Nenê do Pet Shop, que faltou à sessão. Os vereadores favoráveis a Parini e Clóvis desconfiaram – com alguma razão – que, sem Nenê, não conseguiriam os sete votos necessários para “derrubar” o parecer do TCE e aprovar as contas da dupla.

Nos bastidores da sessão, comentava-se que pelo menos três vereadores – Gilbertão, Jesus e Tiago Abra – eram votos certos contra Parini e Clóvis. Com a ausência de Nenê, restariam apenas seis votos supostamente favoráveis à aprovação das contas, número insuficiente. A solução, então, foi o adiamento para a próxima sessão, marcada para o dia 07 de dezembro.

7 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *