CANDIDATOS A PREFEITO E VICE PELO PV AGRADECEM VOTOS E CRITICAM ELEITORES

Deu no portal do Matheuzinho, o FocoNews:

Os representantes do Partido Verde nas Eleições 2020, Ailton Santana e Marcelo Dácia, agradeceram os eleitores de Jales. Eis a postagem de Marcelo, que concorreu a vice:

Obrigado a todos que votaram no Partido Verde! Agradeço de coração todas as pessoas que conversei durante a campanha e me deram atenção para expor os projetos!!!

Passei por uma experiência incrível, e percebi que só minha boa vontade não basta, mas estou com a minha consciência tranquila, tendo em mente de que tentei fazer uma campanha limpa sem recurso público; focado em propostas, sem ataques em adversários (adversários não são inimigos), porém descobri que o problema não está no candidato e sim no eleitor.

O povo quer mudança, mas vota nos mesmos, e boa parte do cidadão vende seu voto. Uma pena! Creio que um dia isso vai mudar!! Não vamos desistir, a luta continua e vamos seguir em frente!!!

Post Scriptum: o candidato a vice-prefeito pelo PV enviou mensagem onde afirma que não criticou eleitores. Eis a íntegra da mensagem:

Cardosinho, é o Marcelo Dácia. Não critiquei eleitores e sim coloquei minha opinião de que temos que mudar a cultura dos eleitores. É nesse sentido a minha frase. Só tenho gratidão onde passei e consegui dar o nosso recado, inclusive todos me elogiaram!!! Por favor, reformule o que escreveu no blog. Abraços!

17 comentários

  • gugu

    Se a mentalidade do eleitor não mudar, vamos ficar na mesmice. não vai haver renovação nem mudança.

  • Thiago

    Não culpem o eleitor.

    O Luís Henrique (vencedor do pleito, em quem não votei) largou antes de qualquer outro candidatos, começou a campanha há tempos, todos os jalesenses já sabiam, de antemão, que ele sairia candidato a prefeito de Jales.

    E os outros ?, o eleitor só ouviu falar nos últimos meses.

    Não ter dinheiro para investir na campanha é uma coisa mas, ficar na toca até o nome sair pra só então mostrar a cara, não dá resultado.

    Comecem já a aparecer no cenário político, fazendo oposição, sugestões, mostrando a cara, para que no próximo pleito os eleitores saibam quem são e o que esperar.

    Podem receber o resultado como uma “crítica construtiva” ou simplesmente, sentar e culpar o eleitor.

    • DEU A CARA PARA BATER.

      PARABÉNS
      MOTIVO PELO QUAL O VEREADOR DELEY FOI REELEITO, “SEMPRE” DEU A CARA PARA BATER, ENQUANTO OUTROS FICARAM NO FACEBOOK CUMPRIMENTANDO OS ANIVERSARIANTES DO DIA, CLARO, NÃO FOI REELEITO.
      NA VIOLADA DO JACB O LH ESTEVE LÁ OS DOIS SÁBADOS, FOI DE MESA EM MESA CUMPRIMENTANDO AS PESSOAS, TAMBÉM DEU A CARA PARA BATER.
      “AMIGÃO” FICA PARA A PRÓXIMA, E CHORAR FAZ PARTE DO JOGO, E VAMOS TORCER PARA SER UMA BOA ADMINISTRAÇÃO, E PONTO FINAL.

      • Qua qua

        Realmente vamos torcer pra q seja uma boa administração…pq passar de mesa em mesa antes de eleição não faz boa administração não…. E vamos ver se falo 6, 7, 8 meses,1, 2 anos, ele vai continuar dando a cara ou se vai hibernar….

    • Marcelo Dácia

      Não critiquei eleitores, e sim
      Coloquei minha opinião de que temos que mudar a cultura dos eleitores, é nesse sentido minha frase. Por favor cardosinho, reformule sua manchete.

      • Cássio Venturini

        Quero agradecer imensamente tirou chapéu DOUTORA SARA guerreira, heroína ,pra cima presidente partido PV (com isso evitou mais um combinadão de candidatura única isso para cidade currutela) os jovens corajosos estreante política o empresário Ailton e o vice grande Doutor Marcelo Dácia. População exige mudança novo oxigênio com este VERBA indenizatória de R$ 5 mil reais estupidamente um vereador sem recurso alcançar uma cadeira no legislativo muita coisa um vereador numa cidade sem nada receber R$ 5 mil trabalho vereador igual língua do mosquito ninguém vê exceto timidamente dependendo do legislativo pôde a população saber ainda mais impopular aumento IPTU.

  • Rapizodia

    Ha que se criticar o eleitor, pois é dele o reflexo dos eleitos. Tenho amigos que foram candidatos e se recusaram a fazer parte da rede da corrupção de compra de votos orquestrada pelos próprios eleitores que só enxergam o próprio umbigo. Um deles perdeu por uma fração infima de votos, não mais que 10 votos e sabe de onde partiu, pois eleitor com este potencial o havia acoxado tentando negociar os votos da família em troca de dinheiro. Estes mesmos eleitores falarão mau dos eleitos por todo o mandato, mas estarão lá na próxima eleição abrindo nova negociação.
    Este problema que estou apontando não é pontual não, é recorrente e muitíssimo disseminado, uma pena, pois levam junto com seu desmanzelo, também o sonho de vida melhor dos demais que realmente querem mudança na condução política do país e sabem que tudo começa nos municípios.

    • Thiago

      Sim, o eleitor que se deixa levar tem sua parcela de culpa por desconhecer a responsabilidade que carrega ao apertar “confirma”, em uma urna eletrônica.

      Espero que os candidatos da matéria se reagrupem e apareçam com maior frequência no cenário político jalesense, elogiando o que merece elogio e contestando o que merece contestação, com certeza, se assim o fizerem, produzirão um lastro de campanha que dinheiro nenhum é capaz de comprar.

      Não sei se isso é bom ou ruim mas o eleitor tende sempre a escolher aquele que conhece, aquele que aparece, talvez por isso tenhamos essa infeliz cultura de eleger artistas (ex-BBB, atores, cantores decadentes, ex-atores e atrizes pornô, etc.) sem o mínimo conhecimento e interesse político.

  • Chimbinha

    Eu nem sabia da existência desse cara antes das eleições, como que quer ganhar? e ainda vem falar que os eleitores de Jales são comprados? Agora que não ganha mais nunca. Parabéns, assinou seu afastamento da politica jalesense

    • SOU PV AGORA

      AMIGO CHIMBINHA, INTERPRETA DIREITO, FOI FALADO QUE PRECISA MUDAR A CULTURA DOS ELEITORES. UM PASSO IMPORTANTE QUE SE DEU NA MUDANÇA DE CULTURA FOI A DE NÃO JOGAR SANTINHOS NA RUAS PERTO DAS ESCOLAS. NINGUEM ESTA JUSTIFICANDO A PERDA DA ELEIÇÃO, LEIA DIREITO, O PARTIDO AGRADECEU MUITO OS VOTOS QUE TEVE.

  • Candidatos que tem medo do eleitor

    Temos candidatos que criticam o eleitor. Temos candidatos que tem medo do eleitor. O prefeito jalense ficou com medo de perder a eleição . Assim prejudicar a sua candidatura a deputado.
    Em São Paulo, temos o Fernando Haddad. Ele é o grande derrotado desta eleição, em SP. Agora vai desaparecer como uma figura nacional. O PT fez um cálculo político de que o Haddad poderia perder, assim poderia prejudicar a candidatura petista. Mas o que ele não colocou nesse cálculo foi que outra pessoa de esquerda poderia vencer no lugar dele, no caso o Boulos. Porque ir para o segundo turno já é uma vitória.
    O principal erro do PT foi não ter disputado o pleito com um candidato que estivesse na memória do eleitor e que dialogasse com a classe media.

  • Rapizodia

    Parabéns aos candidatos do PV, reconheço seus valores e todos sabemos que não é fácil a exposição. O caminho é este mesmo e tem que ter um início. Agora é se manter participativo e buscar mostrar ao povo jalesense que há alternativa viável para um outro futuro que certamente virá com nova oportunidade.
    Entendemos o sentido da escrita do PV e também a frustração, pois a população clama por justiça, honestidade e mais ética na política, mas ao mesmo tempo age ao contrário.

  • Candidatos apadrinhados

    Lula e Bolsonaro perderam a eleição. Bolsonaro apoiou Celso Russomano que largou bem na campanha mas perdeu feio. Lula também sai derrotado dessas eleições por ter “vendido” Jilmar Tatto como o nome forte do partido.
    Se o Boulos tiver uma boa campanha no segundo turno, ele passa automaticamente a ser a grande figura da esquerda em São Paulo. Talvez até com o apoio do Lula.
    É muito cedo para dizer se isso vai se tornar algo estrutural na política paulistana, mas é a primeira vez que uma candidatura à esquerda do PT passou a ocupar um espaço do partido.
    Mas ainda não sabe o quanto a vitória do Boulos é uma conquista dele ou do PSOL. Por isso é cedo para dizer se ele vai realmente substituir o PT.
    Agora se o PSOL ganhar, ele se torna a força de esquerda decisiva em São Paulo porque vai atrair os quadros do PT e ter uma posição de poder para disputar a reeleição

  • Eleitor com critério

    O candidato a prefeito do PV não pode reclamar do eleitor se nem ao menos tornou pública a sua declaração de bens para consulta junto ao TSE/TRE.

    • Marcelo

      A declaração de IR do candidato a prefeito (2019/20) pelo PV, não tinha bens (único bem era uma motocicleta já vendida, recibo assinado datado e detran com comunicação de venda) O imóvel que mora é do pai dele. Assim o contador do partido não classificou nenhum bem ao candidato. A Declaração de Imposto de renda foi mandado ao TSE, que consultou e deferiu a sua candidatura. Apesar de ser sigilo, caso queira ver, te mostro. Só ir no comitê.
      Posso te explicar que tem coisas que são burocráticas, exemplo, muitos bens de candidatos estão com o valor venal, se faz tempo que o candidato comprou não tem como atualizar o valor; bens em nome de esposa, filhos, etc, não entra como bens do candidato. O TSE pede apenas o DIRF do último ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *