CEI DA MERENDA ESCOLAR RESPONSABILIZA NICE. QUE COPIOU PARINI

DSC00837-ed

O relatório final da chamada CEI da Merenda Escolar, que investigou malfeitos no fornecimento da alimentação escolar durante o governo Nice, foi, finalmente, lido ontem, na sessão da Câmara.

Como já havia sido antecipado, a principal constatação do relator Luís Rosalino(PT) é de que a licitação aberta por Nice em julho de 2014 – e vencida pela DFA Dela Fattoria Alimentare Ltda – teria sido feita com o objetivo de proporcionar um substancial reajuste (25%) nos preços da merenda e, como consequência, teria causado um prejuízo de R$ 770 mil aos cofres do município.

Explicando melhor: a Prefeitura poderia ter prorrogado o contrato que tinha com a empresa Básica Ltda, que previa um reajuste pelos índices da inflação (algo em torno de 7%), mas, ao invés disso, preferiu fazer uma nova licitação que teve como ganhadora uma empresa do mesmo grupo da Básica, a já citada Dela Fattoria. Com preços 25% acima dos que vinham sendo praticados.

A ex-prefeita e o ex-responsável pelo setor de licitações, Adriano Lisboa, bem que tentaram tirar o corpo fora, mas alguns depoimentos – como o do ex-secretário Roberto Timpurim – deixaram claro a responsabilidade de ambos no caso.

Não obstante as conclusões da CEI, é importante registrar que a ex-prefeita Nice não foi a primeira a utilizar-se desse tipo de “jogada”, para aumentar os preços da merenda. Em 2012, o então prefeito Humberto Parini fez algo muito parecido.

Naquela ocasião, a responsável pelo fornecimento da alimentação era a Starbene Refeições Ltda – também do mesmo grupo da Básica e da Della Fattoria – que “desistiu” de continuar o fornecimento, “forçando” Parini a abrir uma nova licitação. A ganhadora da licitação, em 2012, foi a Básica Ltda, com um preço 22% acima do que vinha sendo cobrado pela Starbene.

No caso de Parini, no entanto, os vereadores da época fizeram vistas grossas.  

4 comentários

  • Anônimo

    Bezerro desmamado berra muito né Rosalino, fica nervoso porque a Nice mandou sua esposa embora da merenda escolar agora fica procurando pelo em ovo, a hahahah porque quando você era da equipe do Parini nunca fez nada? Vai cassar sapo nobre edil.

  • Eta mundo bom

    Então, né? Quando r vereador Rosalino era Secretário da administração Parini e sua esposa era funcionária da Sterbene e depois Básica, fornecedora de merenda está tudo certo? Creio que cabe uma denúncia ainda que o Parini não seja mais o prefeito.

    E aí, Câmara, vamos apurar esse contrato também?

  • Presentes caros

    A Nice esqueceu de dar presentes aos vereadores por isso foi cassada e abriram a CEI da merenda
    Ja’ o ex prefeito foi mais esperto pois deve ter dado presentes aos vereadores e saiu bem
    Pois alem de cassado pela justiça, ele teve as suas contas rejeitadas pelo TC com a camara aprovando.
    Ele pagou caro por isso

  • Anônimo

    E o contribuinte pagando essa homarada toda lá no legislativo só para protegerem amiguinhos e se vingar de seus desafetos. Falta seriedade nessa casa. Em nenhum governo pode acontecer atos ilícitos. Se o governo Nice foi responsabilizado, o governo Parini tem que ser também. Agora absolver um e condenar o outro fica parecendo molecagem, coisa de maria-vai-com-as-outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *