14 comentários

  • Não faltam médicos.

    MAIS MÉDICOS:
    Ministério da Saúde informa que 92% das vagas foram preenchidas.
    7.871 médicos já foram selecionados !
    40 médicos já se apresentaram aos municípios para trabalhar.
    MÉDICOS DE VERDADE:
    17.519 mil médicos, com registro válido no Conselho Regional de Medicina, se inscreveram.
    NÃO FALTAM MÉDICOS NO BRASIL !
    O PT criou um esquema para transferir 7 bilhões para Cuba !
    A imprensa deve desculpas aos médicos brasileiros.
    (Joicehasselmannoficial).

    • Affffffff

      Quero ver um médico brasileiro ir trabalhar no Acre nas aldeias indígenas por 11 mil reais por mês,sendo que qualquer lugar do Brasil ele ganha 800 reais por plantão de 12 horas.

  • Hemorróidas da Jalinha

    “…CAUBÓI ou CAUABÍ…”

  • Anonimo

    NÃO FALTAM MÉDICOS

    A VERDADE SOBRE A FALTA DE MÉDICOS DEPOIS QUE OS CUBANOS SAÍRAM DO BRASIL geralmente não é verdade o que os da direitas fascista dizem ou escrevem, preste atenção na verdade:
    FALTAM MÉDICOS NO BRASIL, SEMPRE FALTARAM:

    Saída de cubanos deixa unidades de saúde sem médicos; pacientes enfrentam filas e dificuldade para marcar consultas
    Reflexos da saída dos profissionais do programa Mais Médicos já são sentidos em várias cidades do país. Médicos cubanos devem deixar o Brasil até 12 de dezembro.
    Cidades pelo país começam a sentir os reflexos da saída dos cubanos que atuavam no programa Mais Médicos. Pacientes enfrentaram filas e atrasos para atendimentos nesta quarta-feira (21) e, em alguns postos, não havia médicos para realizar as consultas.

    REPORTAGENS DA FOLHA, ESTADÃO E VEJA registroM problemas em cidades de pelo menos 12 estados.

    ***Em cidades como São Paulo, Itapecerica da Serra (SP), Matão (SP), Ponta Grossa (PR), Novo Hamburgo (RS), São Leopoldo (RS), Gravataí (RS), Cruzeiro do Sul (AC), Campinas (SP), São Miguel Arcanjo (SP) e Uberaba (MG), unidades de saúde estão sem médico.
    ***Em Goiás, há 153 cidades com médicos contratados pelo Mais Médicos, sendo que em 94 há cubanos atendendo. Em 24,83% delas, ou seja, 38 municípios, há apenas profissionais do país caribenho no programa do governo federal, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde.
    ***Em Matão (SP), na USF do bairro Cadioli, três médicos cubanos são responsáveis pelo atendimento de cerca de 20 pacientes por período. Mas, nesta quarta-feira, a sala de espera e os consultórios foram encontrados vazios.
    A saída do Mais Médicos foi anunciada no dia 14 de novembro pelo governo cubano, sem informar até quando os médicos atuariam no programa. A previsão da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) é de que todos voltem para Cuba até 12 de dezembro.
    ***Ao comunicar que deixaria o Mais Médicos, o governo do país citou “referências diretas, depreciativas e ameaçadoras” feitas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) à presença dos médicos cubanos no Brasil.
    Em São Leopoldo placas avisam que não há médicos —
    ***https://s2.glbimg.com/zw1z1bUWHz9MeyZIj8X5L0dD_rU=/0x0:1060×714/1000×0/smart/filters:strip_icc()/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2018/X/H/AWVGgrT9msOIBxzhNlsg/placa.jpg
    ***Em Campinas, além de não encontrar médicos, pacientes não estão conseguindo agendar consultas. Dos 46 profissionais que atuavam pelo programa, 30 deixaram de trabalhar nesta quarta-feira.
    ***Em São Miguel Arcanjo, cidade paulista com 33 mil habitantes que tinha mais médicos cubanos que brasileiros no programa Saúde da Família, pacientes reclamam da falta de atendimento em postos de saúde.
    Maria Nilsen, moradora na área rural da cidade, foi até o posto para marcar uma consulta por causa de uma dor no braço. Após 15 minutos dentro da unidade, saiu desanimada. “Não tem médicos e, até arrumarem tudo, não tem nem prazo”, disse.
    ***Dos 10 médicos que atuavam no programa Saúde da Família em São Miguel Arcanjo, sete eram cubanos. Dois brasileiros já tinham deixado o programa, e agora só há um profissional trabalhando. “Temos um prejuízo de consultas diárias que não vamos conseguir repor tão cedo”, disse a secretária de Saúde Katia Raskivicius.
    ***Em Hortolândia (SP), quatro unidades de saúde ficaram sem atendimento médico nesta quarta-feira (21) com a saída de 18 cubanos. Juntas, essas UBSs ofereciam atendimento para 38 mil pessoas.
    ***Na UBS do Jardim Analândia, em São Paulo, um aviso colado à parede informava sobre a falta de clínicos gerais. A dona de casa Rayane Pereira Rodrigues não conseguiu marcar consulta para a filha. “Não tem previsão para marcar, nem médico para atender bebês, nem paciente nenhum”, afir
    ***No Sul de Minas Gerais, Poços de Caldas é a cidade mais impactada com a saída de médicos cubanos. Esta quarta-feira (21) foi o primeiro dia em que nenhum deles foi trabalhar nas unidades de saúde.
    ***Em Ribeirão das Neves, também em MG, dezessete médicos cubanos se despediram dos pacientes e colegas. “Foi uma tristeza. Pegou todo mundo de surpresa. Não tem médico aqui e a gente não sabe quando teremos de novo”, disse uma funcionária de um dos centros de saúde que não quis se identificar.
    ***Em Sorocaba (SP), dez unidades de sáude serão afetadas pela saída dos 18 médicos cubanos que atuavam na cidade no programa Mais Médicos. “Isso vai representar um reagendamento de pacientes até que a gente consiga repor esses médicos”, afirmou o gestor técnico de atenção básica da Secretaria de Saúde da cidade, Frederico Grizzi de Campos
    ***Em Piracicaba (SP), a Secretaria de Saúde irá redirecionar o atendimento dos pacientes das áreas de clínica médica, pediatria e ginecologia para as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e os Centros de Referência à Atenção Básica (CRABs).
    Filas, horas extras e turnos dobrados:
    ***Em locais como Araçatuba (SP), onde 40% dos médicos eram cubanos, pacientes enfrentaram filas e atrasos para conseguir atendimento em unidades básicas de saúde. A prefeitura ofereceu hora extra para os profissionais darem conta da demanda.
    ***Em Cachoeirinha (RS), dois dos seis cubanos deixaram de trabalhar. A prefeitura busca dobrar os horários de alguns médicos para dar conta da procura por atendimento.
    ***Em Canoas (RS), os oito médicos cubanos prestavam atendimento a cerca de 30 mil pessoas por mês. Com a saída deles do programa, parte das consultas precisou ser remarcada, e outra parte foi absorvida por turno estendido nesta terça. Apenas um dos médicos manteve a agenda. A Prefeitura de Canoas tem editais abertos para a contratação de médicos brasileiros. No entanto, a procura tem sido baixa.
    ***Em Fernandópolis (SP), seis dos 26 médicos da rede municipal de saúde são cubanos. O trabalho deles na cidade termina nesta quarta. A partir desta quinta-feira (22), cinco unidades não terão mais atendimento médico, apenas odontológico e farmacêutico. A Secretaria de Saúde estuda a possibilidade de remanejar profissionais de outras unidades.
    ***Em Limeira (SP), onde 38 médicos cubanos deixaram de atender, a administração municipal também faz um remanejamento de profissionais para garantir o atendimento nas UBSs.
    *****Segundo a Confederação Nacional dos Municípios, a saída dos médicos cubanos do programa Mais Médicos afetará mais de 28 milhões de pessoas que vivem em municípios onde o atendimento é feito só por profissionais vindos de Cuba.
    ***”Entre os 1.575 municípios que possuem somente médico cubano do programa, 80% possuem menos de 20 mil habitantes. Dessa forma, a saída desses médicos sem a garantia de outros profissionais pode gerar a desassistência básica de saúde a mais de 28 milhões de pessoas”, afirmou a entidade.
    ***Ainda na nota divulgada nesta quinta, a Confederação Nacional dos Municípios afirmou que a situação é de “extrema preocupação” e exige a superação “em curto prazo”.

  • Anonimo

    NÃO FALTAM MÉDICOS só escreve mentira e o que o governo socialista publica:–

    Mais de 600 cidades podem ficar sem médicos após saída de cubanos
    Conanas alerta que cubanos foram os únicos a aceitar trabalhar em unidades de saúde localizadas nas cidades mais distante.
    Cubanos são os únicos médicos em 611 cidades.

    Com a saída dos 8.332 médicos cubanos que integram o programa Mais Médicos, ao menos 611 cidades brasileiras podem ficar sem médicos a partir do próximo ano, de acordo com estimativa de secretarias municipais de saúde.
    O alerta foi feito neste sábado (17), por Mauro Junqueira, presidente do Conasems (Conselho Nacional das Secretarias Municipais de Saúde).
    Segundo Junqueira, os médicos cubanos foram os únicos a aceitar trabalhar em unidades de saúde localizadas nas cidades mais distantes, isoladas ou pobres do País.
    O presidente do Conselho afirma que dificilmente será possível substituir todos os profissionais nessas localidades, tendo em vista que os médicos brasileiros preferem trabalhar nos grandes centros urbanos.
    O Conasems calcula que os médicos cubanos representam mais da metade dos profissionais contratados pelo programa, que permitiu acesso à saúde a cerca de 29 milhões de brasileiros.
    No Brasil, 58,2% dos municípios (3.243 de 5.570) são beneficiados pelo Mais Médicos e os cubanos representam 90% dos profissionais que aceitaram atuar em postos de saúde em aldeias indígenas. Além disso, compõem 100% do quadro em 611 cidades.

  • Paulo

    Em que governo foram criadas as faculdades de medicina, que antes não tinha? ,Agora é fácil ter médicos formados,antes não tinha tanto médicos assim.

  • Dilma já não pode ostentar a pose de flor do lodo

    Dilma já não pode ostentar a pose de flor do lodo.
    O juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10a Vara Federal de Brasília, complicou a rotina de Dilma Rousseff.
    Ao enviá-la para o banco dos réus junto com os companheiros Lula, Palocci, Mantega e Vaccari, o magistrado obrigou a ex-gerentona a ajustar sua coreografia. A pose de flor do lodo perdeu o prazo de validade.
    Arma-se sobre o penteado de Dilma uma tempestade semelhante a que dispara trovões e raios que o partam em direção do seu mentor e padrinho político. Como o eleitor mineiro sonegou a Dilma um mandato de senadora, ela também será moída na primeira instância do judiciário.
    Tomado pelo peso da pena, o doutor Vallisney segue o padrão Moro de suavidade. É por determinação, por exemplo, que Geddel Vieira Lima expia os pecados na penitenciária brasiliense da Papuda. Hóspedes da carceragem de Curitiba, Lula, Palocci e Vaccari sabem o que isso significa. Dilma ainda não.
    Diferentemente de Lula, já condenado e ainda enroscado em meia dúzia de processos. Dilma desce ao moedor do Judiciário pela primeira vez. Estreia em grande estilo, num caso que ficou conhecido como “quadrilhao do PT”. Nele, os réus são acusados de desvios de R$ 1,485 bilhão.
    Nos próximos dias, Dilma deve se entregar a cenografia de Lula, trocando de pose de flor inocente pela de perseguida política.
    (Josias de Souza).

  • Médicos brasileiros! Sejam bem vindo. Queremos vocês

    Na realidade, sempre tivemos médicos brasileiros para preencher todas as vagas do programa Mais Médicos porem não houve interesse do governo PT contrata-los. Preferiu negociar com o governo castrista.
    Quem ofereceu este “negocio” foi o governo cubano pois não conseguia pagar as sua dividas conosco. Até hoje foram pagos quase R$ 8 bilhões para o fornecimento de mão de obra medica e eles ficaram com quase R$ 5 mi. Você acha que os petistas não pegaram um pouquinho deste dinheiro??? kkkkk
    Com a saída dos médicos cubanos, as vagas já foram todas preenchidas. O governo vai tentar fixar os brasileiros nas cidades longínquas.
    Para o azar dos petistas, que queriam que o programa afundasse pois achavam que ninguém ia substituir os cubanos. Se ferraram kkkkkk

  • Arrependimento

    Médicos brasileiros! Sejam bem vindos. Queremos vocês——seu estrume vê se o Brasil tem mesmos médicos interessados em ir para os lugares longínquos, ou cidades pequenas sem ser no Sudeste Brasileiro.
    Deixa de ser otário seu imbecil até hoje não foram preenchidas 205 das vagas deixadas pelos cubanos sei energúmeno:

    REPORTAGENS DA FOLHA, ESTADÃO E VEJA registroM problemas em cidades de pelo menos 12 estados.

    ***Em cidades como São Paulo, Itapecerica da Serra (SP), Matão (SP), Ponta Grossa (PR), Novo Hamburgo (RS), São Leopoldo (RS), Gravataí (RS), Cruzeiro do Sul (AC), Campinas (SP), São Miguel Arcanjo (SP) e Uberaba (MG), unidades de saúde estão sem médico.
    ***Em Goiás, há 153 cidades com médicos contratados pelo Mais Médicos, sendo que em 94 há cubanos atendendo. Em 24,83% delas, ou seja, 38 municípios, há apenas profissionais do país caribenho no programa do governo federal, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde.
    ***Em Matão (SP), na USF do bairro Cadioli, três médicos cubanos são responsáveis pelo atendimento de cerca de 20 pacientes por período. Mas, nesta quarta-feira, a sala de espera e os consultórios foram encontrados vazios.
    A saída do Mais Médicos foi anunciada no dia 14 de novembro pelo governo cubano, sem informar até quando os médicos atuariam no programa. A previsão da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) é de que todos voltem para Cuba até 12 de dezembro.
    ***Ao comunicar que deixaria o Mais Médicos, o governo do país citou “referências diretas, depreciativas e ameaçadoras” feitas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) à presença dos médicos cubanos no Brasil.
    Em São Leopoldo placas avisam que não há médicos —
    ***https://s2.glbimg.com/zw1z1bUWHz9MeyZIj8X5L0dD_rU=/0x0:1060×714/1000×0/smart/filters:strip_icc()/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2018/X/H/AWVGgrT9msOIBxzhNlsg/placa.jpg
    ***Em Campinas, além de não encontrar médicos, pacientes não estão conseguindo agendar consultas. Dos 46 profissionais que atuavam pelo programa, 30 deixaram de trabalhar nesta quarta-feira.
    ***Em São Miguel Arcanjo, cidade paulista com 33 mil habitantes que tinha mais médicos cubanos que brasileiros no programa Saúde da Família, pacientes reclamam da falta de atendimento em postos de saúde.
    Maria Nilsen, moradora na área rural da cidade, foi até o posto para marcar uma consulta por causa de uma dor no braço. Após 15 minutos dentro da unidade, saiu desanimada. “Não tem médicos e, até arrumarem tudo, não tem nem prazo”, disse.
    ***Dos 10 médicos que atuavam no programa Saúde da Família em São Miguel Arcanjo, sete eram cubanos. Dois brasileiros já tinham deixado o programa, e agora só há um profissional trabalhando. “Temos um prejuízo de consultas diárias que não vamos conseguir repor tão cedo”, disse a secretária de Saúde Katia Raskivicius.
    ***Em Hortolândia (SP), quatro unidades de saúde ficaram sem atendimento médico nesta quarta-feira (21) com a saída de 18 cubanos. Juntas, essas UBSs ofereciam atendimento para 38 mil pessoas.
    ***Na UBS do Jardim Analândia, em São Paulo, um aviso colado à parede informava sobre a falta de clínicos gerais. A dona de casa Rayane Pereira Rodrigues não conseguiu marcar consulta para a filha. “Não tem previsão para marcar, nem médico para atender bebês, nem paciente nenhum”, afir
    ***No Sul de Minas Gerais, Poços de Caldas é a cidade mais impactada com a saída de médicos cubanos. Esta quarta-feira (21) foi o primeiro dia em que nenhum deles foi trabalhar nas unidades de saúde.
    ***Em Ribeirão das Neves, também em MG, dezessete médicos cubanos se despediram dos pacientes e colegas. “Foi uma tristeza. Pegou todo mundo de surpresa. Não tem médico aqui e a gente não sabe quando teremos de novo”, disse uma funcionária de um dos centros de saúde que não quis se identificar.
    ***Em Sorocaba (SP), dez unidades de sáude serão afetadas pela saída dos 18 médicos cubanos que atuavam na cidade no programa Mais Médicos. “Isso vai representar um reagendamento de pacientes até que a gente consiga repor esses médicos”, afirmou o gestor técnico de atenção básica da Secretaria de Saúde da cidade, Frederico Grizzi de Campos
    ***Em Piracicaba (SP), a Secretaria de Saúde irá redirecionar o atendimento dos pacientes das áreas de clínica médica, pediatria e ginecologia para as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e os Centros de Referência à Atenção Básica (CRABs).
    Filas, horas extras e turnos dobrados:
    ***Em locais como Araçatuba (SP), onde 40% dos médicos eram cubanos, pacientes enfrentaram filas e atrasos para conseguir atendimento em unidades básicas de saúde. A prefeitura ofereceu hora extra para os profissionais darem conta da demanda.
    ***Em Cachoeirinha (RS), dois dos seis cubanos deixaram de trabalhar. A prefeitura busca dobrar os horários de alguns médicos para dar conta da procura por atendimento.
    ***Em Canoas (RS), os oito médicos cubanos prestavam atendimento a cerca de 30 mil pessoas por mês. Com a saída deles do programa, parte das consultas precisou ser remarcada, e outra parte foi absorvida por turno estendido nesta terça. Apenas um dos médicos manteve a agenda. A Prefeitura de Canoas tem editais abertos para a contratação de médicos brasileiros. No entanto, a procura tem sido baixa.
    ***Em Fernandópolis (SP), seis dos 26 médicos da rede municipal de saúde são cubanos. O trabalho deles na cidade termina nesta quarta. A partir desta quinta-feira (22), cinco unidades não terão mais atendimento médico, apenas odontológico e farmacêutico. A Secretaria de Saúde estuda a possibilidade de remanejar profissionais de outras unidades.
    ***Em Limeira (SP), onde 38 médicos cubanos deixaram de atender, a administração municipal também faz um remanejamento de profissionais para garantir o atendimento nas UBSs.
    *****Segundo a Confederação Nacional dos Municípios, a saída dos médicos cubanos do programa Mais Médicos afetará mais de 28 milhões de pessoas que vivem em municípios onde o atendimento é feito só por profissionais vindos de Cuba.
    ***”Entre os 1.575 municípios que possuem somente médico cubano do programa, 80% possuem menos de 20 mil habitantes. Dessa forma, a saída desses médicos sem a garantia de outros profissionais pode gerar a desassistência básica de saúde a mais de 28 milhões de pessoas”, afirmou a entidade.
    ***Ainda na nota divulgada nesta quinta, a Confederação Nacional dos Municípios afirmou que a situação é de “extrema preocupação” e exige a superação “em curto prazo”.

    • Médicos brasileiros! Sejam bem vindo. Queremos vocês (2)

      Vulgo Arrependimento
      Só petista para acreditar na mentira do Lula e Dilma de que os médicos não queriam ir para áreas longínquas.
      As vagas dos medicos cubanos já foram preenchidas!

  • Jales

    FASCISTAS:

    BOLSONARO ENGANA 57 MILHÕES DE ELEITORES E FECHA COM MDB

    BRASILIA- Após aceitar a indicação de três ministros do DEM, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) que em campanha disse que não faria o toma lá dá cá, está praticando a velha política de quem dizia ser avesso. Tudo bravata, mentira, fake news. E agora, segundo O Dia, o MDB já estaria ‘fechado’ com o futuro governo. “É um pacto sigiloso de não agressão, neutralidade e – por ora, claro – sem ministérios envolvidos. Bolsonaro sabe que precisa da bancada do MDB no Congresso para sua governabilidade. Os caciques não pediram, mas é provável que mantenham cargos importantes no setor elétrico. O acordo envolve apoio da bancada a projetos de Bolsonaro que se identifiquem com a pauta emedebista. A senha para o apoio será a liberação da bancada para votações polêmicas, sem fechar questão”, diz O Dia.
    O presidente eleito espalhando mentiras sobre o adversário, durante a campanha parecia uma joia rara, mas, no entanto, não passou de uma bijuteria barata. Bolsonaro traiu os votos de 57 milhões de eleitores que acreditaram que ele seria diferente, que mudaria o jeito de fazer político. Não mudou. É a mesma coisa, sendo que pior. O governo Bolsonaro está tomando cara. Cara de sem vergonha. Políticos corruptos, delatados na Lava Jato, farão parte desta vergonha.
    Ruim para a população que acreditou nele. Ruim para milhões de brasileiros que já estão sem médicos antes de tomar posse. O governo que nem começou, já mostra a que virá.
    FERRO NOS DIREITISTAS BOLSONARISTAS.

  • Poste, chegando também sua hora.

    Dilma deve ser alvo preferencial dos depoimentos inéditos da delação de Palocci.
    Até agora, o foco dos relatos do ex-ministro da fazenda estava voltado para Lula.
    De acordo com pessoas familiarizadas com as negociações entre Palocci e a Justiça, dados novos devem aumentar o cerco a Dilma, já tornada ré em uma ação que corre em Brasília.
    As informações que circulam entre investigadores e advogados preocupam integrantes do PT que acompanham o assunto de perto.
    Há o temor de que ela seja alvo de alguma medida cautelar mais drástica.
    (Mônica Bergamo).

  • Curingao e o Lula

    Piadas da internet
    Quando era o PT do Lula no governo, só o Corinthians ganhava!
    Agora com o Bolsonaro deu Palmeiras!!!!*
    Vou esperar o Jean Wylis virar presidente pra ver se o São Paulo ganha alguma coisa!!!!!*

  • GRAVE BEM ESSAS... ...

    … …PALAVRAS…

    CADE OS MEDICOS QUE TAVA AQUI???

    DAQUI A 1 ANOS VOCES VAO PRECISAR DELAS… … ..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *