25 comentários

  • O filho e os outros!

    A quebra de sigilo fiscal e do senador e filho do Bolsonaro deixou os petistas eufóricos principalmente o Cardozinho para divulgar as noticias. Querem atingir o governo de Bolsonaro! Porem não se informa a verdade completa!
    A Operação Furna da Onça que investiga os relatórios do Coaf, já prendeu 10 deputados sob acusação de envolvimento no esquema de corrupção do ex-governador Sérgio Cabral .Há ainda procedimentos sobre ao menos outros 12 políticos do PSOL, PDT, DEM, PSB, Solidariedade, PHS, PSDB, MDB, PRB, Avante e PSC.
    Presidente da Assembleia, Ceciliano do PT ocupa um cargo cujos três últimos antecessores foram presos —Cabral, Jorge Picciani e Paulo Melo (todos do MDB). O petista encabeça lista dos deputados envolvidos com maiores movimentações bancárias atípicas. São 4 assessores dele com movimentações que, somadas, chegam a R$ 49,3 mi.
    Na Assembleia, outro investigado é o hoje deputado federal Paulo Ramos (PDT), cujo gabinete registrou movimentações atípicas de R$ 30,3 milhões. O líder do governo Witzel, Márcio Pacheco (PSC), aparece em terceiro, com movimentação atípica de R$ 25,3 milhões envolvendo assessores de seu gabinete.
    Como se vê tem gente que roubou mais. Mas o importante é o filho

  • Tiririca

    O Filho e os Outros—o Imbecil só sabes gozar com a p…., dos outros. Babaca discuta politica administrativa e não discuta os Laranjais, o Cx. 2 de Onix, as Rachadinhas, as Ladroagens da família Bolsomerda e aproveitando me diga o que o teu ídolo Bolsonaro o Líder Miliciano, fez\ até agora nesses 130 dias de governo. O que será esses itens:—

    https://oglobo.globo.com/brasil/mp-investigara-parentes-de-ex-mulher-de-bolsonaro-nomeados-por-ele-flavio-23673073

  • Tiririca

    O Imbecil do O Filho e os Outros , meu babaca decifre por favor esta charge do filho de seu ídolo seu direitista de merda:
    http://cardosinho.blog.br/wp-content/uploads/2019/05/CHARGE-pelicano-SIGILO.jpg

  • Tiririca

    O Filho e os Outros babaquinha, poderia me explicar direitinho essa noticia:::R$ 92,2 mil — esse foi o total que Nelson Alves Rabello, assessor do gabinete do então deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), recebeu dos cofres públicos durante os 19 meses em que foi secretário parlamentar nível 18 da Câmara dos Deputados. Quanto maior o nível do funcionário, maior o salário, que atualmente parte de pouco mais de R$ 1 mil para até mais de R$ 15 mil, fora auxílios e vantagens indenizatórias.

    • O filho e os outros! (2)

      Ao sempre palhaço Tiririca
      Obrigado por ler o meu texto.Ainda bem que não conseguiu interpreta-lo portanto não disse se é verdade! Nem discutiu. Apesar que faltou educação mas isso é normal para os petistas.
      A mídia e a esquerda estão eufóricos em divulgar “os esquemas” do senador Flavio para desmoronar o governo Bolsonaro. Isso já aconteceu no passado, em vários governos. Cada um com seus interesses. Jornais, tv e revistas tem mesmo que divulgar. Porem temos que saber que tudo sobre o caso para analisar melhor.
      Os petistas choram dizendo que prenderam Lula sem provas. Não creio mas vocês estão querendo condenar o filho do presidente sem provas. Lula não vai sair da cadeia se o Bolsonaro sair do governo. Voces querem uma crise para afundar o país e esse desespero não vai levar a nada!

    • O filho e os outros! (2)

      Ao palhaço Tiririca
      Vamos investigar todos. Mas parece que a mídia e os petistas só querem investigar o senador Flavio porque ele é o filho do presidente e para atingir o seu governo.
      Seria uma vingança contra Lula e para tira-lo da cadeia. Será que assim vão tira-lo? De jeito nenhum.
      Vamos esperar a justiça julgar. Não vamos condena-lo antes do tempo.
      Obrigado por ler o meu texto inteligente. É uma pena que voce não tem inteligencia suficiente para discuti-lo.
      Ofensas fazem parte dos petistas que não sabem conversar

  • Rapizodia

    De fato o filho do Presidente não é o único a estar sendo investigado, mas é o único que é filho de presidente. A gatunagem com as verbas públicas é um problema que só cessará, quando for extinta qualquer verba, ou seja, o deputado ou senador ou vereador, pois é, na lista também tem este, deverá custear todo o seu aparato do próprio bolso, afinal, nós os colocamos lá para fiscalizar o executivo e organizar a coisa pública e não fazer política. Quer fazer política!? Tudo bem! Pague do seu bolso! Vamos cuidar para que todos os que usaram desse expediente sejam punidos, inclusive o Presidente, pois é, ele também praticou rachadinhas e completinhas, como já sabemos.

  • Bolsonaro e os outros

    Nas eleições passadas, já se sabia que quem se tornasse presidente teria sérios problemas com a crise econômica e a falta de dinheiro. Agora o ministro da economia disse que estamos “no fundo do poço”. Aliás, já estava!!!!
    Para contornar esse grave problema de caixa, a equipe econômica do ministro Paulo Guedes passou a articular a aprovação do projeto de lei que autoriza o governo a gastar R$ 248 bilhões com recursos a serem obtidos com títulos do Tesouro Nacional. No entanto, o governo deverá sofrer uma derrota no congresso! Se essa ideia prevalecer no Congresso, a equipe econômica não teria, a partir de julho, mais recursos para programas federais como o bolsa família, Minha Casa, a previdência, o Pronaf, o Proex, PSI, e outros.
    Se hoje temos alguns alunos nas ruas, logo teremos mais gente por falta de receber o seu rico dinheiro do governo.
    Quem é o culpado? Bolsonaro que pegou o dinheiro a 5 meses com o orçamento de Temer. Será o vice Temer, quem deu continuidade ao governo de Dilma? Será Dilma?
    Isso não importa. A bomba está com Bolsonaro que está sendo muito criticado. Comum em época de crise

  • Tiririca

    O Filho e os Outros ( 2 ) seu Imbecil e ao mesmo tempo energúmeno responda minhas duvidas seu FDP, depois pode ser que eu responderei suas asneiras.
    Seu Estrume já percebeu que só sabes falar do PT e do Lula, acho eu que estas doido para comer a mortadela do Lula, se for o caso eu posso tentar te ajudar nessa empreitada, antes do mesmo se casar, pois depois vbai ser difícil. Sai do armário sua Besta.
    Estrume vamos lá responda as perguntas seu Idiota:–*

    O Filho e os Outros—o Imbecil só sabes gozar com a p…., dos outros. Babaca discuta politica administrativa e não discuta os Laranjais, o Cx. 2 de Onix, as Rachadinhas, as Ladroagens da família Bolsomerda e aproveitando me diga o que o teu ídolo Bolsonaro o Líder Miliciano, fez\ até agora nesses 130 dias de governo. O que será esses itens:—

    https://oglobo.globo.com/brasil/mp-investigara-parentes-de-ex-mulher-de-bolsonaro-nomeados-por-ele-flavio-23673073

    O Imbecil do O Filho e os Outros , meu babaca decifre por favor esta charge do filho de seu ídolo seu direitista de merda:
    http://cardosinho.blog.br/wp-content/uploads/2019/05/CHARGE-pelicano-SIGILO.jpg

    O Filho e os Outros babaquinha, poderia me explicar direitinho essa noticia:::R$ 92,2 mil — esse foi o total que Nelson Alves Rabello, assessor do gabinete do então deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), recebeu dos cofres públicos durante os 19 meses em que foi secretário parlamentar nível 18 da Câmara dos Deputados. Quanto maior o nível do funcionário, maior o salário, que atualmente parte de pouco mais de R$ 1 mil para até mais de R$ 15 mil, fora auxílios e vantagens indenizatórias.

  • Tiririca

    O Filho e os Outros ( 2 ) seu quadrupede o que você acha disso??;;

    BOLSONARO PUBLICA VÍDEO EM QUE PASTOR O APONTA COMO ‘ESCOLHIDO’ POR DEUS PARA GOVERNAR O BRASIL
    Bolsonaro publica vídeo de pastor aliado dizendo que ele é o “Messias” e que a corrupção do filho, Flávio Bolsonaro, é “artimanha de Satanás” para derruba-lo;

    Responda seu Delinquente.

  • Tiririca

    O Filho e os Outros ( 2) antes de mais nada não li nenhuma asneira sua.
    Mas vamos lá senhor Psicopata, será que poderia me responder este texto, dentro de sua suave inteligência burocrática???:::::::::

    Moro admite que manobrou para manter Lula preso.
    “Entendi que cabia a mim, como juiz natural da ação penal e como autoridade apontada, ainda que erroneamente, proferir a decisão”, escreveu Moro na defesa ao CNJ…
    O juiz federal Sérgio Moro admitiu, , que estava fora de sua competência como magistrado quando atuou para manter o ex-presidente Lula preso, atropelando uma ordem judicial de soltura emitida pelo desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TR4), Rogério Favreto.
    A admissão se dá em um trecho da defesa apresentada ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que abriu um procedimento para investigar suposta má conduta de Moro no episódio. O juiz de Curitiba afirma que tomou a decisão de despachar contra a soltura de Lula, mesmo de férias, como “autoridade apontada, ainda que erroneamente”.
    “Entendi que estava diante de situação urgente e que cabia a mim, como juiz natural da ação penal e como autoridade apontada, ainda que erroneamente, como coatora, proferir a decisão acima transcrita a fim de informar e consultar o relator natural da ação penal e do habeas corpus acerca do que fazer diante do aludido dilema, tendo, sucessivamente, prevalecido o entendimento de que a prisão não poderia ser revogada, como foi, por autoridade judicial absolutamente incompetente”, escreveu.
    No mesmo texto de defesa – trechos foram divulgados pelo jornal O Globo – Moro afirmou ainda que não é a primeira vez que despacha durante as férias e que o fez pois a soltura de Lula poderia provocar uma “situação de risco”. “Da primeira vez, como é notório, a ordem de prisão exarada em 05/04/2018 só foi cumprida em 07/04/2018, uma vez que o condenado cercou-se de militantes partidários e resistiu ao cumprimento da determinação judicial. Naquela oportunidade, somente a cautela e a paciência da Polícia Federal evitaram que uma tragédia ocorresse e que inocentes fossem feridos. Não se justificaria renovar a mesma situação de risco a terceiros por conta de ordem de soltura exarada por autoridade absolutamente incompetente”, afirmou o magistrado.
    Além de Moro, são investigados no mesmo procedimento do CNJ o desembargador que proferiu o habeas corpus, Rogério Favreto, e o relator do caso de Lula no TRF4, desembargador Gebran Neto. Este último, inclusive, teria admitido a amigos, recentemente, que agiu ao arrepio da lei para manter Lula preso.

  • Tiririca

    O Filho e os Outros ou Bolsonaro e os Outros pois tudo são a mesma merda, por favor rersponda esse texto do MSN -Diários:—

    EXCLUSIVO: Flávio Bolsonaro comprou 19 imóveis por R$ 9 milhões, diz MP
    Fernando Molica 4 dias atrás

    Ao pedir à Justiça a quebra do sigilo bancário e fiscal de 95 pessoas e empresas relacionadas ao senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), o Ministério Público do Rio de Janeiro apontou indícios de que o parlamentar tenha utilizado a compra e venda de imóveis para lavar dinheiro. Segundo os promotores, entre 2010 e 2017, o então deputado estadual lucrou 3,089 milhões de reais em transações imobiliárias em que há “suspeitas de subfaturamento nas compras e superfaturamento nas vendas”. No período, ele investiu 9,425 milhões de reais na compra de 19 imóveis, entre salas e apartamentos.
    No documento sigiloso, obtido por VEJA, o MP afirma que a suposta fraude pode ter ocorrido para “simular ganhos de capital fictícios” que encobririam “o enriquecimento ilícito decorrente dos desvios de recursos” da Assembleia Legislativa do Rio. A quebra de sigilo foi concedida pelo juiz da 27º Vara Criminal do Rio, Flávio Itabaiana Nicolau.
    Os promotores citam no documento casos em que teria havido uma valorização excessiva de imóveis comprados por Flávio. Em 27 de novembro de 2012, ele comprou, por 140 mil reais, um apartamento na Avenida Prado Junior, em Copacabana – 15 meses depois, em fevereiro de 2014, vendeu o imóvel por 550 mil reais, o que representa um lucro de 292%. O MP aponta que, de acordo com o índice Fipezap, utilizado no mercado imobiliário, a valorização de imóveis no bairro ficou, no período, em 11%.
    Também em novembro de 2012, Flávio comprou, por 170 mil reais, um apartamento na Rua Barata Ribeiro, também em Copacabana, que, um ano depois, seria vendido por 573 mil reais, lucro de 237%. No período, o índice de valorização ficou em 9%. Na medida cautelar, os promotores apontam que os valores declarados para a compra foram inferiores aos do mercado; e, os da venda, superiores. Citam também que os dois imóveis foram intermediados por um americano, Glenn Howard Dillard. Proprietário do apartamento na Prado Junior, o também americano Charles Eldering, acusou Dillard de não ter lhe repassado o valor da venda.
    O MP também levantou dúvidas sobre os negócios relacionados à compra e venda, por Flávio, de apartamento em Laranjeiras. Apontam valorização excessiva do imóvel em apenas oito meses e questionam também a afirmação do senador de que parte da negociação teria sido feita em dinheiro vivo – o que explicaria os depósitos parcelados, em espécie, que fez em sua conta corrente e que somavam 96 mil reais.
    Também em relação aos negócios imobiliários do filho do presidente da República, o MP frisa que, entre dezembro de 2008 e setembro de 2010, Flávio adquiriu dez salas comerciais na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, por 2,662 milhões de reais. Em outubro de 2010, todos os imóveis foram vendidos para a empresa MCA Exportação e Participações por 3,167 milhões de reais. Os promotores ressaltam que o comprador tem, entre os sócios, a Listel S.A., sediada no Panamá, um paraíso fiscal. Os autores do documento citam que o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) considera como “sérios indícios” de lavagem de dinheiro, “a realização de operações imobiliárias envolvendo pessoas jurídicas cujos sócios mantenham domicílio em países com tributação favorecida”. Todas as pessoas físicas e jurídicas envolvidas em transações imobiliárias de Flávio tiveram seu sigilo quebrado pela Justiça.
    Na ação, o MP afirma ter encontrado elementos que indicam a prática, no gabinete do então deputado, dos crimes de peculato (apropriação, por funcionário público de bens alheios), lavagem de dinheiro e organização criminosa.
    Não esqueça dos Laranjais, das Rachadinhas do CX.2 do Onyx, do Motorista de Flávio Bolsonaro e seus Assessores?

  • Tiririca

    O Filho e os Outros o Jumento vê se gostou desta piada do FHC:

    “Bolsonaro não tem pensamento liberal, não sei se até tem pensamento”, diz FHC
    No Fórum Estadão, ex-presidente tucano disse duvidar de que um candidato “reacionário” como o presidente.
    tenha pensamento.
    FHC Fernando Henrique Cardoso.

  • Tiririca

    O Filho e os Outros ( 2 ) Jumento você consegue me explicar este texto, simplificando as palavras??::

    Oito investigados pelo MP já trabalharam com Jair Bolsonaro.
    Funcionários que assessoram o atual presidente da República quando era deputado federal estão entre os que tiveram sigilo fiscal quebrado.
    Oito alvos da quebra de sigilo bancário e fiscal na investigação que mira o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) já trabalharam no gabinete de seu pai, o presidente Jair Bolsonaro, quando este era deputado federal. Os nomes, que incluem uma irmã e uma prima de Ana Cristina Valle, ex-mulher de Bolsonaro, aparecem em decisão do juiz Flávio Itabaiana de Oliveira Nicolau, de 24 de abril, que listou 95 pessoas e empresas na investigação. Todos terão os dados bancários e fiscais abertos a pedido do Ministério Público.
    Os dados liberados por ordem da Justiça serão analisados em procedimento criminal do Ministério Público do Rio para apurar suspeita de “rachadinha”, a prática de repasse de parte do salário de servidores para o próprio político que os empregou
    Além de familiares da ex-mulher, na lista de ex-assessores do hoje presidente que tiveram quebra de sigilo está Nathalia Queiroz. Ela é filha de Fabrício Queiroz, que oficialmente trabalhava como motorista de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Como o Estado mostrou, Queiroz aparece em lista do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) por ter movimentado em sua conta, de janeiro de 2016 a janeiro de 2017, R$ 1,2 milhão – valor incompatível com sua renda. Ele recebia na sua conta depósitos de colegas de gabinete, muitas vezes poucos dias após o pagamento dos salários na Casa.
    Queiroz nega irregularidades – diz que recolhia os salários para redistribuí-los e contratar informalmente mais assessores -, mas faltou a depoimentos no MPE.
    Também integra a relação Fernando Nascimento Pessoa, que atuava como advogado da família Bolsonaro enquanto ocupava cargo no gabinete de Flávio na Alerj. Ele também trabalhou com o hoje presidente quando este era deputado federal.
    Um levantamento feito pelo Estadão Dados, com base em documentos obtidos por meio da Lei de Acesso à Informação, mostra que a família Bolsonaro manteve, em quase três décadas de vida parlamentar, a prática de alternar a contratação de funcionários entre seus gabinetes na Câmara, em Brasília, na Alerj e na Câmara Municipal da capital fluminense.
    Ao todo, 30 pessoas já passaram por mais de um gabinete de Jair Bolsonaro ou dos três filhos que têm atuação política: Flávio (que era deputado estadual no Rio), Eduardo (deputado federal por São Paulo) e Carlos (vereador no Rio).

  • Tiririca

    O Filho e os Outros—-BURRALDO PRESTE ATENÇÃO——-Ameaça de Bolsonaro é blefe, segundo Militares:–o jornal o Estado de São Paulo, o mais conservador do país, publicou, neste sábado, editorial em que acusa Bolsonaro de, vendo sua popularidade virar pó e temendo um impeachment, pretender dar um golpe de Estado para se manter no poder. Militares já mandam avisar que não mexerão um dedo se pedirem o impeachment de Bolsonaro.
    O governo Bolsonaro tem mais militares do que jamais teve a ditadura militar de 1964 São mais de cem, até agora..
    Ninguém nunca teve duvida de que Bolsonaro encheu seu governo de militares por saber que seu governo logo se tornaria impopular e, assim, explodiriam pressões para que deixasse o cargo.
    Nesse momento, Bolsonaro ameaçaria legislativo e, se sua ameaça não funcionasse, o golpe ocorreria. Os militares fechariam o Congresso e ele governaria monocraticamente. Tornando-se-ia um ditador militar.
    Bolsonaro, porém, esta sendo derrotado por seu maior inimigo: a própria burrice. Ao longo de poucos meses comprou tanta briga que só o bando de tarados que o segue nas redes sociais continua ao seu lado.
    Um a um seus apoiadores mais vistosos estão abandonando o Titanic. Agora foi a vez de Lobão.
    É o impeachment batendo as portas do desgoverno de Bolsonaro e, já vai tarde.

  • Tiririca

    O Filho e os Outros ( 2 ) seu BUNDÃO preste atenção para ver para onde esta indo seu Macho M iliciano::

    A leitura dos jornais e portais desta segunda-feira, além de uma rápida olhada nas redes sociais, deixa claro que o governo Jair Bolsonaro é finito. Virou pó.
    Com a base parlamentar esfacelada, depois de perder o apoio no mercado e na mídia, o capitão reformado resolveu partir para o confronto com as instituições e o povo que saiu às ruas na semana passada.
    No desespero, publica seguidas mensagens para insuflar seus seguidores contra o Congresso e o Supremo no ato marcado para o próximo domingo pelas milícias do zap-zap.
    Me lembra muito o que Fernando Collor fez em 1992, pouco antes de ser impichado, ao convocar a população para ir às ruas de verde amarelo em defesa do seu governo.
    O povo saiu às ruas, mas vestido de preto, contra o seu governo.
    É imprevisível o que poderá acontecer domingo, mas uma coisa é certa: Bolsonaro já perdeu as condições mínimas para continuar à frente do governo.
    O que Bolsonaro está buscando é a anarquia de que falava o general Mourão na campanha, ao justificar a possibilidade de um autogolpe.
    Se os “protestos a favor”, algo como um carnaval fora de época, forem um fracasso, será a pá de cal no governo.
    Afinal, quem costuma protestar é a oposição. Governo serve para governa
    Se as manifestações pró-Bolsonaro e contra o Judiciário e o Legislativo forem um grande sucesso, mobilizarão ainda mais os que são contra o governo, com novos protestos já marcados e uma greve geral anunciada para 14 de junho.
    O cenário ficará ainda mais radicalizado nas ruas e no parlamento, com o país dividido ao meio e a economia afundando cada vez mais.
    Bolsonaro não deve se esquecer que seus seguidores mais fieis nunca passaram de 20% nas pesquisas quando Lula ainda era candidato e tinha o dobro de intenções de votos, antes da facada de Juiz de Fora.
    Num eleitorado total de 140 milhões aptos a votar, ele teve pouco mais de um terço dos votos (57 milhões).
    Nem todos os que votaram nele, no entanto, concordam com suas políticas para liberar as armas, destruir o meio ambiente e os direitos sociais, rifar a soberania nacional e fazer do Brasil uma servil colonia americana.
    Ao criminalizar toda a classe política e os partidos, ficou isolado no Palácio do Planalto com seus três filhos, porque até a tropa de generais de pijama à sua volta está agora observando um obsequioso silêncio.
    Sem ter até agora apresentado um programa de governo ou qualquer política pública para pelo menos minorar o drama do desemprego, que não para de crescer, o que ainda se pode esperar de Bolsonaro?
    O que se discute agora é como se dará o desenlace, preservando as instituições e a democracia.
    Perto dele, o vice general Mourão já é apresentado como uma opção mais razoável.
    E tem gente achando que seria melhor os dois pedirem logo o boné ou serem convidados a sair para Rodrigo Maia assumir e convocar novas eleições.
    Sonhar, não custa nada, mas seria a melhor forma de unir novamente o país. Só não dá para continuar tudo como está. O Brasil não aguenta mais.
    Se um novo impeachment seria traumático, muito pior é corrermos o risco de um novo golpe militar.
    Convocar a população para sair às ruas em apoio ao governo Bolsonaro, a essa altura, é mais do que um tiro no pé. Pode ser um tiro na testa.
    Vida que segue.
    Vem discutir politica com quem sabe vem seu Burrão!!!!!!!!!
    Não foge não seu merda!!!!!!

  • Tiririca

    BUMDÃO O FILHO DOS OUTROS ( 2 )

    https://abrilveja.files.wordpress.com/2018/09/ana-cristina-valle-bolsonaro.jpg?quality=70&strip=info&resize=680,453

    Ex-mulher relatou renda de Bolsonaro superior a ganhos oficiais.
    Ana Cristina Valle disse à Justiça que rendimento mensal do deputado chegava a R$ 100 mil, o triplo do que ele ganhava como deputado e militar da reserva
    Ana Cristina Valle, ex-mulher de Jair Bolsonaro (Reginaldo Teixeira/VEJA/Diego Vara/Reuters)
    No curso de um processo de separação após dez anos de casados, a ex-mulher de Jair Bolsonaro, Ana Cristina Siqueira Valle, afirmou que o hoje presidenciável do PSL tinha uma “próspera condição financeira”: a renda mensal do deputado chegava a 100 000 reais — cerca de 183 000 reais, em valores atualizados. Na época, oficialmente, Bolsonaro recebia 26 700 reais como deputado e 8 600 reais como militar da reserva. Para chegar aos 100 000 reais, diz a ex-mulher, Bolsonaro recebia “outros proventos”, que ela não identifica.
    VEJA teve acesso às mais 500 páginas do processo de separação litigiosa, iniciado em abril de 2008. A ação contém uma série de incriminações mútuas que fazem parte do universo privado do ex-casal. Há, no entanto, acusações de Ana Cristina ao ex-marido que entram na esfera do interesse público porque contradizem a imagem que Bolsonaro construiu sobre si mesmo na campanha presidencial. Além da renda superior ao que ele ganhava, ela relatou ainda ocultação de patrimônio da Justiça Eleitoral, o furto de um cofre com joias e dinheiro e a “agressividade desmedida” do parlamentar.
    VEM SEU BOSTA DE FILHO DOS OUTROS ( 2 )

  • RAPIZODIA

    Não acho que o Brasil está no fundo do poço como tem alardeado o Sr. Paulo Guedes. Conta simples, temos mais ou menos 5.000 municípios, cada um tem um vice ganhando uma média simples de um pelo outro de R$ 10.000,00, assim poderíamos economizar 50 milhões mensais ou 600 milhões de reais ou em 10 anos são 6 bilhões de reais. Isto extinguindo apenas um cargo, imaginemos extinguindo a remuneração dos vereadores como acontece em alguns países de melhor qualidade vida que a nossa. Também podemos extinguir metade dos deputados estaduais e federais, otimizando suas atuações com a implantação de distritos estaduais de atuação e que estariam vinculados, bem como a metade dos senadores também. Extinguiríamos todas as verbas e auxílios parlamentares de qualquer natureza. É um dinheiros inimaginável! Só para se ter uma ideia, cada parlamentar tem direito a verbas de gabinete e auxílios que podem ultrapassar 140 mil reais mensais, multiplicando por 513 federais, temos 71,8 milhões mensais ou mais de 860 milhões anuais que em 10 anos daria quase 11 bilhões, cortando pela metade economizaríamos mais de 5 bilhões. Tem graça fazermos a reforma da previdência e mantermos este estado de coisas? Estes desmandos, corroem todas as forças do país. É uma quantidade sem fim de vagabundos que só querem viver as custas do Brasil e se tornam profissionais nisso, ficam vinte, trinta anos e até se aposentam, como se isso fosse emprego. Os caras são muito cara de paus! E tem gente organizando passeatas para angariar apoio para esta gente. O que querem? Querem também entrar nessa ciranda quando tiver oportunidade? É isso!? Se vamos fazer paralização ou passeata, vamos fazer para buscar solução sustentável e não utopias descabidas e oportunistas.

  • Enfermeiro cubano

    RAPIZODIA concordo com você em número e grau, mas só até a linha nº 13, pois vagabundos são os elementos considerados da direita, empresários, fazendeiros ou seja o 2% da população brasileira que não pagam nem 1% de imposto de suas fortunas, burlam até a Receita Federal, como por exemplo:
    *****Observar a lista dos maiores devedores do governo federal é como entrar numa área VIP frequentada pelas organizações mais poderosas do país. Estão lá, em destaque, colossos como Vale (1ª), Petrobras (3ª), Bradesco (8ª), Gerdau (17ª), Fibria (20ª), Eletropaulo (21ª), Braskem (30ª) e Pão de Açúcar (39ª). Se segmentarmos a dívida, o desfile de nomes vistosos continua. Entre as maiores devedoras do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) figuram JBS (2ª), Bradesco (22ª) e Volkswagen (44ª). Também aparecem na lista entidades governamentais ou ligadas a governos – o INSS cobra valores altos da prefeitura de São Paulo (16ª), da Caixa Econômica Federal (19ª), dos Correios (32ª) e do estado do Rio de Janeiro (35ª).

    ***Além disso—Os valores envolvidos, da ordem de bilhões, estimulam mal-entendidos e boatos mal-intencionados sobre as contas públicas. Eles proliferam muito mais rapidamente do que as propostas realistas para equilibrá-las. Um desses boatos afirma que o rombo da Previdência poderia ser coberto, caso o governo federal cobrasse as organizações que devem para o INSS. Trata-se de uma confusão entre dívida (um estoque) e déficit (um fluxo). O valor total da dívida com a Previdência é de cerca de R$ 424 bilhões. Se essa dívida inteira fosse paga – uma impossibilidade –, cobriria o déficit por menos de 30 meses. A parte dessa dívida que o governo considera factível recuperar, cerca de R$ 160 bilhões, é inferior ao déficit de um único ano – em 2017, ele deverá ficar próximo de R$ 189 bilhões.
    Por esses motivos você não pode falar em vagabundos pois a maioria dos aposentados do INSS ( ou seja quase 95%, recebem nada mais nada menos do que três salários mínimos), então meu amigo os caras de paus é bem a minoria e não tem ninguém querendo entrar nessa ciranda, sem justa causa. Por isso a culpa não esta da classe média para baixo, mas sim dos 2% de salafrários brasileiros, do alto da pirâmide social.
    Você sabe que um deputado federal ganha 33 mil reais por mês, ministros 30 mil, ou que um deputado federal fica para o Brasil mais de 2 milhões por ano, então repensa o final do seu texto e vamos lutar para a cobrança de impostos de todas as classes sociais do Brasil, inclusive as igrejas. Lembre-se da Igualdade. Liberdade e Fraternidade.

    • Rapizodia

      Respeito sua opinião e é disso que precisamos, conversar para encontrar a melhor solução, mas com todo respeito, acredito que nossa malha política é muito grande e desnecessária, consome muito esforço e recurso e já temos países tomando está iniciativa, corrigindo este estado, pois a tecnologia avançou e estreitou todos os caminhos. É possível e entendo que podemos mais, com mais qualidade e com menor contingente. Claro! Entendo que se trata de proposta radical e que precisa de momento certo para ser certeira, mas podemos então dentro do contexto atual, enxugar as despesas do setor, e entendo que fazendo isso o congresso daria o recado para a população que há austeridade e precisamos da união de todos para um bem maior. Agora! Temos um Presidente que tem certeza que é o Messias cristão, pois um pastor perdido nalgum lugar deste mundo o indicou, e que não tem a menor condição de avançar nas reformas que o país precisa, temos apoiadores que continuam afirmando que foi o PT, foi a esquerda, foi este ou aquele, como se tivessem chegado agora neste país desembarcando de alguma nave interplanetária, não querem crer que escolheram mau e deixaram o país a deriva! O que este Pastor alienado disse, não somente é uma afronta religiosa, mas um distúrbio mental que acomete grande parte dos cristãos evangélicos e também de católicos, expondo toda a sua ignorância cristã e mais ainda política. Quanto ao vagabundo citado no meu texto, tem haver com caráter, pois não tenho nada contra o sujeito ser rico, desde que ele use isso em prol da sua sociedade, de seu povo, mas o que vemos é eles sujeitarem a sua gente aos seus desmandos para obtenção de lucros infinitos usando manobras para tornar o Estado seu quintal e parque de diversões enquanto escravizam seu próprio povo.

  • Enfermeiro cubano

    ATENÇÃO——********MILÍCIA DE ROBÔS DE BOLSONARO ESTÁ DISTRIBUINDO MEMES NAS REDES DIVULGANDO O DIA 26, ele quer fechar com a passeata o Congresso e STF, Forças Armadas, Memes, milícia de robôs de Bolsonaro, ore pelo Brasil.
    Agrupadas em torno da hashtag ‘Ore pelo Brasil’, as mensagens sugerem um golpe e pedem o fechamento do Congresso e do STF.
    Robôs apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ) começaram a espalhar memes nas redes sociais, na manhã desta segunda-feira (20), convocando para as manifestações do próximo domingo (26).
    Agrupadas em torno da hashtag ‘Ore pelo Brasil’, as mensagens sugerem um golpe e pedem o fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal.
    De acordo com informações do Painel, da Folha, também têm sido feitas convocações através de grupos de WhatsApp. Os chamados disparados até agora miram o núcleo mais radical do bolsonarismo. Há um esforço para reengajar caminhoneiros.
    O áudio de um dos líderes afirma o seguinte: “O ideal é todos partirem para Brasília (…). Fechar o Congresso e sitiar aquele povo. Chamar o Bolsonaro para tomar uma atitude. Se não deixarem, as Forças Armadas.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *