24 comentários

  • Lula e a culpa de Moro

    Como sempre fizeram, os petistas já declararam o seu inimigo “numero um” que é o juiz Moro. Parece uma piada!
    Depois de estar recheado de acusações, Lula transfere a culpa à Moro como ele participasse de tudo : a falencia da Petrobras e do SUS, o mensalão, o Pré Sal.
    O emprestimo de R$ 10,6 bilhões a Eike Batista, a Hugo Chaves, a Cuba, a Angola, a Venezuela.
    Lula emprestou dinheiro a Cuba para construir um porto atraves da Odebrecht e assim ganhar propina de 5%. Tudo com nosso dinheiro.
    É culpa de Moro

  • MARCIA TIGANI

    É praticamente impossível, para o brasileiro que diariamente assiste ao Jornal Nacional e rede Globo, conseguir discernimento, crítica e clarividência, sendo alvo diário da lavagem cerebral que se faz em massa , do começo ao fim do jornal, induzindo o incauto a nao ter a menor dúvida sobre os supostos crimes de Lula.Assisti( depois de anos sem fazê-lo) ao jornal da globo desta noite.Em determinado instante, vi-me enredada numa trama de Ágatha Christie, onde o “mordomo” ( no caso , Lula) é sempre o culpado.A história rocambolesca contada pelo casal de marqueteiros Joao Santana e Monica Moura , é mesmo digna de uma história policial,de suspense, aventura e mistério.Mas , diferentemente dos livros da escritora inglesa de suspense ,tudo converge facilmente e inequivocamente para 2 unicos suspeitos : Lula e Dilma.Sem quaisquer provas, aqui no país do golpe do judiciário , é facil vc suspender sua pena e ganhar de novo a liberdade : basta delaçoes, e , principalmente, basta citar o nome de Lula e Dilma e construir ilaçoes, descrever diálogos imaginarios e repletos de astucia, pintar os personagens principais com o tom dos grandes bandidos de ficçao policial .Os telespectadores daquela doutrinacao televisiva nao possuem juízo critico nem questionam nada: fagocitam o que lhes chega à goela, vinda daquela organizacao criminosa a serviço dos golpes contra o povo, há decadas: a rede Globo , ou Goebbels como preferirem.Esta noite mais um exercito de zumbis dormirá com a ” certeza” de que descobriram finalmente todo o script de corrupçao no país e acordarão com a certeza de que ” justiça” brasileira finalmente será feita.Amém, rede Globo.Réquiem, gente tola.(Marcia Tigani)

  • LULA E A CULPADO MORO***** como sempre sua ingenuidade, insensatez, desconhecimentos dos fatos e a tentativa de colocar a culpa de tudo no Lula, o fazem se torna e falso e um mentiroso, em suas palavras colocadas no Blog.
    Se sua ignorância não sabe a corrupção na Petrobras começou em 1996 no governo de FHC, com Fernando Costa e Ceveró, como o próprio FHC disse em várias entrevistas. O Mensalão e coisa de 3 anos atrás e neste processo o nome de Lula nunca apareceu meu caro Boiola. O Pré-sal se sua santa ignorância não sabe foi no governo do rato Temer seu ídolo, pois ambos são uns fascistas e golpistas , que o mesmo começo a ser privatizado por este governo golpista.
    Ignorante o que tem Lula com o empréstimo de 10 milhões a quem quer que seja, pois o mesmo esta a quase 8 anos fora do governo.és muito burro, apreenda que entre os países sempre existiu e sempre existirá trocas comercias, politicas, econômicas e sociais, para o crescimento de ambos, e para mostrar o tamanho de sua ignorância quem emprestou dinheiro para Cuba e Venezuela foi:–FHC emprestou US$ 135,5 milhões do BNDES
    http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/export/sites/default/bndes_pt/Galerias/Arquivos/empresa/RelAnual/relato00.pdf .
    Ignorante e o dinheiro emprestado por Lula e Dila para a construção do porto Mariel, foi em troca da mão de obra ser brasileira e consequentemente usando também as empresas brasileira, aumentando com isso o ganho do Brasil e Cuba meu caro in significante Cuba praticamente esta acabando de pagar este empréstimo.
    Inconsequente procure se informar antes de rosnar. Não tens vergonha de ser tão burro assim em politica social, comercial e ideologica?
    De uma lida ( será que sabes ler? ) nos corruptos abaixo:*****/

    *****Delatores dizem que Aécio recebeu R$ 50 milhões para defender interesse de empreiteiras em hidrelétricas
    Segundo Marcelo Odebrecht e Henrique Valladares, propina foi acertada em 2008, quando Aécio era governador de MG. Procurada, assessoria disse que ‘não há qualquer elemento ou mesmo indício de participação do senador’.
    Marcelo Odebrecht cita repasse de propina para Aécio Neves em delação premiada
    Os executivos Marcelo Odebrecht e Henrique Valladares afirmam, em delação premiada, que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) recebeu R$ 50 milhões para defender interesses das empreiteiras Odebrecht e Andrade Gutierrez nas obras das hidrelétricas de Santo Antonio e Jirau, no Rio Madeira, em Rondônia.
    De acordo com os delatores, a propina foi acertada em 2008, quando Aécio era governador de Minas Gerais. Eles afirmam que pelo menos parte dos pagamentos foi feita em contas no exterior – uma delas em Cingapura – e que vinham de Dimas Toledo, identificado como operador do PSDB, as orientações sobre como os repasses deveriam ser feitos.
    Ainda de acordo com os delatores, dos R$ 50 milhões, R$ 30 milhões foram pagos pela Odebrecht e os outros R$ 20 milhões pela Andrade Gutierrez.
    *****Delator da Odebrecht relata R$ 21 milhões a José Serra via caixa 2; senador nega
    Repasses sem registro na Justiça Eleitoral, segundo Pedro Novis, teriam sido feitos para as campanhas do tucano em 2002, 2004 e 2006.
    Por G1, Brasília
    Codinome de José Serra na Odebrecht era ‘Vizinho’, diz delator.
    Em delação premiada, o ex-executivo da Odebrecht Pedro Novis afirmou que aproximadamente R$ 21 milhões foram repassados ao senador José Serra (PSDB-SP) por meio de caixa dois. Os pagamentos teriam sido feitos para as campanhas de 2002, 2004 e 2006.
    Novis é um dos ex-dirigentes da empreiteira que fecharam acordo de delação premiada no âmbito da Operação Lava Jato. As delações foram homologadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
    Nesta semana, o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, autorizou a abertura de inquérito sobre Serra. Ele é suspeito de receber doações ilegais da Odebrecht para suas campanhas em troca de facilitar contratos da empresa no estado de São Paulo.
    Em 2002, quando Serra perdeu a disputa presidencial para Luiz Inácio Lula da Silva, Novis afirma que o valor repassado ao então candidato tucano foi de até R$ 15 milhões. “Foram entregues recursos de caixa 2 às pessoas indicadas por ele”, disse, afirmando não se lembrar de detalhes desse pagamento.
    Em 2004, também sem declarar à Justiça Eleitoral, teriam sido pagos R$ 2 milhões à companha de Serra para a prefeitura de São Paulo.
    Já em 2006, na campanha para o governo do estado de São Paulo, teria sido doado € 1,6 milhão (equivalente a R$ 4,6 milhões). Os pagamentos teriam sido feitos durante a campanha eleitoral e também em 2007, para cobrir dívidas de campanha.
    “Os pagamentos foram realizados entre junho e dezembro de 2006 e entre julho e outubro de 2007, por meio de depósitos em contas correntes bancárias no exterior”, disse.
    *****Delatores da Odebrecht citam caixa 2 em campanhas de Alckmin
    Segundo delatores, foram repassados R$ 2 milhões a cunhado do governador. Assessoria de Alckmin diz que é prematura qualquer conclusão com base em informações de delações não homologadas.
    Delatores da Odebrecht citam caixa 2 nas campanhas de Alckmin.
    O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), é citado em depoimentos de diretores e ex-diretores da Odebrecht que assinaram um acordo de delação premiada, informou o Jornal Nacional. De acordo os delatores, Alckmin recebeu dinheiro ilegal para suas duas últimas campanhas ao governo do estado.
    A assessoria do governador Geraldo Alckmin disse que qualquer conclusão com base em informações vazadas de delações não homologadas é prematura. Disse ainda que apenas os tesoureiros das campanhas tinham autorização para arrecadar fundos e sempre de acordo com a legislação.
    Reportagem publicada pelo jornal “Folha de S.Paulo” nesta sexta-feira (9) diz que o tucano recebeu dinheiro vivo para caixa 2 das campanhas a governador em 2010 e 2014. A TV Globo confirmou o que foi publicado pelo jornal.
    Os executivos da empreiteira mencionam duas pessoas próximas a Alckmin como intermediárias dos repasses.
    Segundo os delatores, foram repassados R$ 2 milhões em espécie ao empresário Adhemar Ribeiro, irmão da primeira-dama, Lu Alckmin, cunhado do governador. A entrega do recurso teria ocorrido no escritório de Ribeiro, em São Paulo. O Jornal Nacional não conseguiu contato com Adhemar Ribeiro.
    *****Delator diz que Temer participou de reunião que aprovou propina de US$ 40 milhões a ele e ao PMDB.
    Márcio Faria, disse que o presidente Michel Temer (PMDB) participou de uma reunião em 2010 que serviu para “abençoar” o pagamento de propina no valor de US$ 40 milhões referente a um contrato da empresa com a Petrobras. A reunião, ainda de acordo com Faria, aconteceu no escritório político de Temer em São Paulo. Faria disse que não foram mencionados valores durante a reunião com Temer. Na delação, Faria disse que entendia que o encontro era uma forma de “abençoar” o acordo que previa pagamentos de vantagens indevidas ao partido do presidente.
    Márcio Faria foi presidente da Odebrecht Industrial e, em 2010, era responsável pelo contrato do PAC-SMS (Plano de Ação de Certificação em Segurança, Meio Ambiente e Saúde) entre a companhia e a Petrobras. O valor do contrato era de US$ 825 milhões. Faria disse que o processo de escolha da Petrobras foi direcionado para que ela vencesse a disputa.
    Faria disse que o ex-gerente da Odebrecht Industrial Rogério Araújo havia sido procurado pelo lobista João Augusto Henriques, ligado ao PMDB, e informado de que para que o contrato fosse adiante, seria necessário pagar uma propina ao partido no valor de 5% do valor total do contrato.
    Faria disse que, às vésperas de a Odebrecht firmar o contrato com a Petrobras, ele recebeu um convite para participar da reunião com o que Rogério Araújo classificou de “cúpula do PMDB”.
    O executivo afirmou que a reunião aconteceu no escritório político de Michel Temer, no bairro Alto de Pinheiros, em São Paulo, no dia 15 de julho de 2010, quando Temer ainda disputava o cargo de vice-presidente na chapa da então candidata Dilma Rousseff (PT). Além de Temer, teriam participado da reunião os então deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).
    *****Odebrecht relata propina de R$ 500 mil a Aloysio Nunes
    Pagamento foi registrado no setor de propinas da empreiteira no período em que Aloysio era chefe da Casa Civil de São Paulo
    O senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) durante reunião extraordinária na Comissão de Constituição e
    O relator da Operação Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin, autorizou a abertura de inquérito contra o ministro das Relações Exteriores, chanceler Aloysio Nunes Ferreira (PSDB), pelo recebimento de propina da Odebrecht no período em que foi chefe da Casa Civil do governo de São Paulo. Segundo o relato de sete delatores, durante o governo do agora senador José Serra, a empreiteira enfrentou dificuldades para resolver entraves burocráticos no governo paulista quando foi procurada por Aloysio Nunes, que desejava obter recursos para financiar a sua campanha ao Senado, em 2010. Segundo os delatores, o atual ministro das Relações Exteriores recebeu 500.000 reais da empreiteira. Em troca, comprometeu-se a defender os interesses da Odebrecht junto ao governo naquele momento.
    “Os colaboradores também narram a ocorrência de solicitação de vantagem indevida, a pretexto de doação eleitoral, efetuada pelo então Chefe da Casa Civil do Governo de São Paulo Aloysio Nunes. Na oportunidade, a Odebrecht estava enfrentando dificuldades em relação à DERSA, ocasião em que o ora Ministro de Estado solicitou auxílio no custeio de sua campanha ao Senado Federal, comprometendo-se, em contrapartida, a auxiliar na negociação dessas questões. Nessa ótica, teriam sido repassados, de modo não contabilizado e por meio do Setor de Operações Estruturadas, 500.000 em favor do aludido agente público”, escreve o relator Edson Fachin no despacho em que determina a abertura de investigação contra o ministro.
    Meu caro tem vários , mas só citei esses, se quiseres é só pedir.

  • LULA E A CULPA DE MORO—vai se instruindo, para não passar vergonha:–

    FHC emprestou grana do BNDES para exportação de ônibus para Cuba e para a construção do metrô da Venezuela de Chávez.
    Mostre para os coxinhas: “E o que dizem os coxinhas sobre o financiamento a ônibus de turismo para a ilha de Fidel que FHC fez com grana do BNDES, como está consignado no relatório de atividades do BNDES do ano de 2000?
    “(…)o apoio do BNDES a exportações de ônibus de turismo e urbanos para Cuba somou cerca de US$ 28 milhões. Cabe destacar o financiamento concedido para a aquisição de 125 ônibus Busscar com mecânica Volvo, utilizados na dinamização da atividade turística desse país, no valor total de US$ 15 milhões”
    http://www.bndes.gov.br/…/Arq…/empresa/RelAnual/relato00.pdf
    Mas teve também para a “Venezuela chavista” de que fala a nota do PSDB:
    “Projeto da Linha IV do Metrô de Caracas (Construtora Norberto Odebrecht S.A.) – Construção do primeiro trecho, com extensão de 5,5 km. O investimento total do projeto soma US$ 183 milhões, sendo o financiamento do BNDES de US$ 107,5 milhões, correspondentes a 100% das exportações brasileiras de bens e serviços e ao seguro de crédito às exportações.”
    Uai, igualzinho ao Porto de Mariel? E com a mesma empreiteira, a Odebrecht?
    É verdade que os tucanos fazem uma ressalva: “Fosse o Brasil um país que esbanjasse dinheiro e com questões de infraestrutura e logística resolvidas, poderia até ser compreensível.”

  • LULA E A CULPA DE MORO–vai se instruindo ai seu BABACA DESINFORMADO:—-

    Aécio critica investimento brasileiro em Cuba, mas ignora empréstimos de FHC

    Os investimentos brasileiros no porto de Mariel, em Cuba, são alvos frequentes de crítica de Aécio Neves e de integrantes do PSDB. Durante uma entrevista na Rede Globo, Aécio Cocaíba aproveitou para, novamente, atacar a obra. “O seu governo optou por financiar a construção de um porto em Cuba, gastando R$ 2 bilhões do dinheiro brasileiro, enquanto os nossos portos estão aí esperando”, disse.
    A tentativa de acusar o governo Dilma de não investir em infraestrutura no Brasil em prol de obras em Cuba não se sustenta. Somente de 2011 a 2014, o governo federal investiu R$ 675,8 bilhões em obras para mobilidade urbana, habitação e infraestrutura no País. Nesse meio tempo, foram investidos mais de R$ 1 bilhão no Programa Nacional de Dragagem, dos quais R$ 2,8 bilhões para a infraestrutura portuária e R$ 350 milhões em inteligência logística.

    Parte do porto de Mariel, em Cuba, é erguido com dinheiro de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a obra é construída pela empreiteira brasileira Odebrecht.
    Ao responder Aécio, Dilma reiterou o fato da obra gerar empregos para trabalhadores brasileiros. “E quero lembrar ao senhor que o governo Fernando Henrique Cardoso também financiou empresas brasileiras para que elas pudessem exportar para Cuba e para a Venezuela”, afirmou.
    Ocorre que a boa relação do Brasil com os países da América Latina e Caribe não é coisa recente. Os empréstimos financeiros à Cuba e à Venezuela são datados de mais de 20 anos. Até mesmo FHC autorizou o repasse de mais de US$ 15 milhões à ilha presidida por Raul Castro, em 1998.
    O investimento era fruto do Programa de Financiamento às Exportações (Proex), do Banco do Brasil, e garantiu a aquisição de alimentos. O empréstimo deveria ser pago em até três anos, sem carência.
    Por meio do BNDES, FHC emprestou ainda US$ 28 milhões para a compra de ônibus produzidos no Brasil, no ano de 2000. Assim, o governo cubano adquiriu 125 ônibus para fomentar a atividade turística em Cuba, no valor total de US$ 15 milhões.
    No mesmo ano, o Brasil financiou, também por meio do BNDES, linhas do metrô na Venezuela. Aquela mesma chamada de “chavista” atualmente pelo PSDB. O contrato compreendia investimentos para a construção do primeiro trecho na Linha VI do Metrô de Caracas. A obra seria feita pela Odebrecht, mesma construtora responsável pela expansão no porto de Mariel. Foram investidos um total de US$ 183 milhões no projeto, sendo US$ 107 milhões fruto de financiamento do BNDES
    Outra obra de infraestrutura financiada pelo banco brasileiro no País foi a construção e reforma da Rota 10, trecho Tacuara-Katueté, no Paraguai, com extensão de 180 km. Para a execução do projeto, foram emprestados US$ 67,5 milhões de bens e serviços e US$ 22,5 milhões para gastos locais não especifica.
    Mentiro olha o que o empréstimo a Cuba gerou para o Brasil:-
    1**.150 mil empregos
    2**US$ 800 Milhões em exportações de bens de serviços brasileiros.
    3**400 Empresas brasileiras envolvidas no projeto.
    VAI APRENDER A PESQUISAR SEU BABACA.
    2**

  • Lula e a culpa de Moro (2)

    Continuando o assunto dos feitos de Lula
    Na operação Bullish, a policia federal está investigando o emprestimos de R$ 8 bilhões que o BNDES fez a Friboi/JBS para comprar frigorificos no exterior
    Os donos da JBS também estão impedidos de fazer mudanças societárias na empresa, além de não poder criar outras companhias no Brasil e no exterior alem de que a PF pediu a prisão deles
    A empresa já é investigada na Greenfield, operação que apura o suposto uso irregular de dinheiro de fundos de pensão.
    Joesley Batista/JBS e Luciano Coutinho, ex presidente do BNDES(indicado de Lula) é alvo de condução coercitiva. junto com Palocci
    Essa história deve chegar a Lula e a seu filho, Lulinha

  • LULA E A CULPA DE MORO–não tens jeito és uma besta humana, onde em seu ser prevalece a inveja, o ódio e pela sua boca só sai besteira. por isso te considero um:– indivíduo que está desnorteado, violento, fanático, que está exaltado, que fala e gesticula com veemência.tornando-se um despreparado perigoso a sociedade em que vive.

  • LULA E A CULPA DE MORO, confere algumas coisa feitas por Lula em seu governo, mas sem se exaltar:—-
    1) Reduziu a inflação de 12,5% (2002) para 4,3% (2009) ao ano; a taxa média anual de inflação no governo Lula (6% ao ano) é menos da metade da que tivemos no governo FHC (12,5% ao ano);
    2) Aumentou o salário mínimo para o seu maior patamar em 40 anos, com um aumento real de 74% entre 2003/2010;
    3) Reduziu a relação dívida/PIB de 51,3% (2002) para 36% do PIB(2008);
    4) Acumulou um superávit comercial de US$ 252 Bilhões (2003/2010);
    5) Pagou toda a dívida com o FMI e com o Clube de Paris e o Brasil se tornou credor do FMI, algo inédito na história do país, para quem emprestou US$ 10 Bilhões; Hoje, a dívida externa líquida é negativa em US$ 65 bilhões;
    6) Reduziu o déficit público nominal de 4% do PIB (2002) para 1,9% do PIB (2008);
    7) Ampliou a capacidade de investimento do Estado; Os investimentos do governo federal e das estatais para 2009 estão previstos em R$ 90 Bilhões; Em 2010 eles estão programados para chegar a R$ 119 bilhões;
    8) Aumentou as exportações de US$ 60 Bilhões/ano (2002) para US$ 198 bilhões/ano (2008) acumulando um crescimento de 230% em 6 anos; Em 2010, as exportações deverão superar os US$ 200 bilhões, o que acontecerá pela primeira vez na história do Brasil.
    9) Aumentou as reservas internacionais líquidas de US$ 16 Bilhões (2002) para US$ 285 Bilhões (Novembro de 2010);
    10) Ampliou o Pronaf de R$ 2,5 Bilhões/ano (2002) para R$ 16 Bilhões/ano (2010);
    11) A concentração de renda e as desigualdades sociais diminuíram sensivelmente; o índice de Gini atingiu o menor patamar da História;
    12) Gerou 15 milhões de empregos formais entre 2003/2010;
    13) Reduziu o percentual da população brasileira que vive abaixo da linha de pobreza de 28% (2002) para 19% (2006), segundo o IPEA;
    14) Elevou os gastos sociais públicos para 21% do PIB;
    15) O BNDES emprestou R$ 137 Bilhões em 2009 para o setor produtivo, contra cerca de R$ 22 Bilhões em 2002;
    16) Fez o Brasil se tornar credor externo, com um saldo positivo de US$ 65 Bilhões, algo inédito na História do país;
    17) Criou programas sociais inclusivos, como o Bolsa-Família, ProUni, Brasil Sorridente, Farmácia Popular, Luz Para Todos, entre outros, que beneficiaram aos pobres e miseráveis e contribuíram para melhorar a distribuição de renda;
    18) Iniciou novas grandes obras de infra-estrutura (rodovias, ferrovias, usinas hidrelétricas, etc) financiadas tanto com recursos públicos como privados. Exemplos: Usinas do Rio Madeira, Transnordestina, Ferrovia Norte-Sul, recuperação das rodovias federais, duplicação de milhares de quilômetros de rodovias;
    19) Anulou portaria do governo FHC que proibia a construção de escolas técnicas federais e iniciou a construção de dezenas de novas unidades e que foram transformadas em Institutos Superiores de Educação Tecnológica (são 214 novas escolas técnicas federais construídas entre 2003/2010);
    20) Criou o Reuni, que iniciou um novo processo de expansão das universidades públicas, aumentando consideravelmente o número de universidades, de campus e de vagas nas mesmas;
    21) Os lucros do setor produtivo cresceram quase 200% no primeiro mandato em relação ao governo FHC;
    22) Fez o Estado voltar a atuar como importante investidor da economia. Exemplos disso: a criação da BrOI, que têm 49% do seu capital nas mãos do Estado; a compra e incorporação de bancos estaduais pelo Banco do Brasil (da Nossa Caixa, do Piauí, Santa Catarina e Espírito Santo) evitando que fossem privatizados; a participação da Petrobras em 2 grandes petroquímicas nacionais (a Braskem, com 30% do capital nas mãos da Petrobras; a Ultra, com 40% do capital nas mãos da Petrobras); o aumento da participação dos bancos públicos (BNDES, CEF, BB, BNB) no fornecimento de crédito para a economia do país;
    23) Elevou o volume de crédito na economia brasileira de cerca de 23% do PIB, em 2002, para 46% do PIB, em 2010;
    24) Criação do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) que prevê investimentos públicos e privados de R$ 646 Bilhões entre 2007/2010; até 2013 os investimentos previstos chegam a R$ 1,14 Trilhão;
    25) Reduziu a taxa de desemprego de 10,5% (Dezembro de 2002) para 6,8% (Dezembro de 2008);
    26) Reduziu os gastos públicos com pagamento de juros da dívida pública para 5,9% do PIB (em 2008), representando uma queda de cerca de 36% quando comparado com o segundo mandato de FHC.
    Entendeu seu fanático?

  • LULA E A CULPA DE MORO:–leia com atenção algumas medidas tomadas pelo golpista que prejudicaram o povo brasileiro:
    O governo do presidente golpista, Michel Temer, já acumula uma lista de medidas que vão impactar negativamente a vida das brasileiras e brasileiros, especialmente os mais pobres. Em média, o número representa quatro medidas por dia contra o povo.
    Para além da inelegibilidade de Temer por oito anos e da escolha de um ministério golpista com sete nomes implicados nas investigações da Operação Lava Jato, a Agência PT identificou dois grandes grupos de ações negativas para o Brasil: as que podem ser chamadas de burocráticas, como extinção de ministérios, mas que revelam um nível mais profundo o que orienta o governo golpista; e as ações que mudam, põem fim ou inauguram políticas, ou seja, são a concretização dos planos da gestão ilegítima.
    As reações aos primeiros anúncios já provocaram, inclusive, recuos por parte do governo golpista e demonstraram que há muita gente disposta a resistir e barrar o golpe —um dos exemplos vem dos que trabalham com a arte no país, que passaram a ocupar prédios públicos para protestar contra o golpe de Temer.

    Conheça a seguir algumas medidas da pauta golpista de Michel Temer:

    1. Ministério da Previdência incorporado ao Ministério da Fazenda.
    2. Reajuste do salário mínimo sem obrigatoriedade de repor a inflação.
    3. Fim da indexação de qualquer benefício previdenciário ao valor do salário mínimo.
    4. Aumento no tempo de contribuição e da idade mínima para aposentadoria, inclusive para servidores da ativa
    A Reforma da Previdência que está sendo gestada pelo governo golpista vai impactar os servidores da ativa e ampliar o tempo de contribuição e a idade mínima para aposentadoria.
    5. Aumento de impostos.
    “A meta é diminuir o nível de tributação da sociedade. Dito isso, a prioridade hoje é diminuir a dívida pública. Se houver necessidade de um tributo, ele será aplicado”.
    6. Permitir que as convenções coletivas prevaleçam sobre as normas legais, salvo quanto aos direitos básicos
    O Projeto de Lei 4193/2012, de autoria do deputado federal Irajá Abreu (PSD-TO), prevê que acordos e convenções coletivas de trabalho podem se sobrepor à Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). O resultado é inequívoco: perda da capacidade de negociação dos trabalhadores e redução da proteção que o Estado dá atualmente quando houver desrespeito das leis por parte do empregador.
    7. Ministério sem mulheres
    A ausência de mulheres no primeiro escalão desnuda a falta de importância que a desigualdade de gênero tem para os golpistas. i
    8. Fim da Secretaria de Igualdade Racial
    Um governo que se estabelece sem o voto direto das urnas, composto por homens, brancos, com idade avançada e alto poder aquisitivo não é nem de longe representativo da plural sociedade brasileira.
    9. Fim do Ministério da Cultura.
    10. Ministro da Educação para o DEM.
    O ministro golpista da Educação, Mendonça Filho, é filiado ao DEM, partido que foi contra: ProUni, FIES, ENEM, cotas, 50% do fundo do pré-sal para a Educação e 75% dos royalties do petróleo para o setor, ou seja, contra os avanços conquistados na última década na área da Educação.
    11. Mensalidade paga em cursos de extensão
    Mendonça Filho não conseguiu discursar em sua posse ante os protestos dos servidores do MinC incorporados à pasta da Educação e já deu mostras de que deve haver preocupação com os programas educacionais que foram os principais instrumentos adotados pelos governos do PT para possibilitar o maior acesso ao ensino superior de nossa história. Em entrevista ao UOL, o ministro golpista disse que iria apoiar as universidades públicas que quiserem cobrar mensalidade em cursos de extensão e pós-graduação. Um dia depois da entrevista, Mendonça Filho divulgou nota para dizer que recuou da ideia, mas, como deputado federal, ele votou a favor na PEC 395/2014 que estabelece essa política de cobrança de mensalidades.
    12. Ensino superior nas mãos da iniciativa privada
    Mendonça nomeou para a Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior Maurício Costa Romão, economista ligado à rede de ensino privada, o que é um sinal preocupante para o ensino superior público.
    Isso é um governo fascista, totalitário, capitalista de direita, que só pensa nos banqueiros, empresários, grandes fazendeiros ( os ruralistas ) etc……
    E tem um babaca que gosta, mas não sabe o que isso representa para a economia brasileira e consequentemente sua sociedade que já chega hoje a beirar 15 milhões de desempregados.

  • LULA E A CULPA DE MORO meu caro você é um individuo anti-planetário:–

    Michel Temer é rejeitado por 67% dos brasileiros, diz pesquisa

    Após 1 ano de retrocessos em políticas sociais e de escândalos de corrupção, o presidente golpista Michel Temer foi avaliado de forma negativa por 67% dos brasileiros. Foi o que concluiu a última pesquisa IBOPE-Vox Populi e DataFolha
    Os dados mostram ainda que 32% avaliam que ele é pior do que esperavam. Além disso, a maioria dos entrevistados considera que o desemprego vai aumentar (52%), os direitos trabalhistas (55%) vão piorar e medidas como idade mínima para aposentadoria vão prejudicar muita gente (77%).
    A região onde Temer tem a pior avaliação é a Nordeste: 49% negativo, 41% regular e 10% positivo. Em segundo lugar, Sudeste: 45% negativo, 42% regular e 13% positivo. No Centro-Oeste, 39% consideram o desempenho negativo, 43% regular e 18% positivo. No Sul, 31% negativo, 45% regular e 24% positivo.
    A pesquisa Ibope-Vox Populi e Data Folha ouviu brasileiros com mais de 16 anos, residentes em todos os estados do país, exceto Roraima, e no Distrito Federal, em áreas urbanas e rurais. Participaram 2 mil pessoas em 116 municípios.
    A pesquisa revela também um aumento no número de brasileiros que não acreditam que a cassação de Dilma seja a solução para os problemas econômicos do Brasil. O número subiu para 69%.
    Somente para 26% dos entrevistados o golpe é a solução. Nas pesquisas anteriores, os percentuais foram de 34% (dezembro), 35% (9 de abril) e 28% (27 de abril).
    Em relação à pesquisa anterior, aumentou de 32% para 55% o percentual dos que acreditam que o respeito aos direitos dos trabalhadores vai piorar. Para apenas 19% vai melhorar e 20% acreditam que não vai mudar.
    Aumentaram também as expectativas negativas com relação aos programas sociais. Em abril, 34% achavam que, com Temer na Presidência, os programas iriam piorar. Agora, são 56%.
    Foram consideradas ruins porque prejudicam a maioria das pessoas as propostas de Temer de aumentar a idade mínima para aposentadoria (77%), a diminuição de verbas do Programa Minha Casa Minha Vida (54%) e a diminuição do número de pessoas que recebem o Bolsa Família (48%).
    Acabar com o monopólio da Petrobras no Pré-Sal e aumentar a privatização de empresas e de concessões de rodovias e aeroportos foram consideradas ruins porque prejudicam o Brasil para 50% dos entrevistados. Para 31% a questão da privatização e das concessões é uma medida necessária e não vai prejudicar o país, outros 19% não souberam ou não responderam. Quanto ao Pré-Sal, 25% acham que não vai prejudicar o país e 25% não souberam ou não responderam.
    Para 32% dos entrevistados, Temer é pior do que esperavam. Empatou em 16% o percentual dos que acham que ele é tão ruim quanto achavam que ia ser e dos que consideram que ele é melhor do que esperavam. Só 7% acham que ele é tão bom quanto esperavam que ia ser e 29% não souberam responder ou não responderam.
    Sobre o combate à corrupção, 44% acham que vai piorar, 26% melhorar e 25% que não vai mudar. A equipe de ministros de Temer é considerada negativa por 36% dos entrevistados – 32% acham que é regular e 11% positiva. Para 33% foi um erro grave o governo interino não nomear nenhuma mulher, 30% acham que foi um erro, mas não muito grave e 30% que é normal.
    Incapaz minha paciência com anormais, babacas, desconhecedor da verdade, invejoso, desinformado, etc…..chegou ao fim , tchau meu querido palhacinho. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • UM POUQUINHO DE QUEM É MOURO—TEXTO DESCRITO POR UM COLEGA:–

    EX CONHECIDO DE SÉRGIO MORO MOSTRA UMA FACE OBSCURA DO JUÍZ
    ”Sou de Maringá, trabalho na Universidade Estadual de Maringá, a mesma onde se formou Sérgio Moro. Este personagem é filho de um pai de extremíssima direita , que se dava ao “direito” de espinafrar comerciantes que fossem de esquerda. Daí provavelmente vem o ódio de Sérgio Moro ao PT e sua recusa em punir qualquer nome ligado ao PSDB ou seus aliados. Moro atuou na defesa do ex-prefeito e mega-ladrão Jairo Gianotto, que roubou a prefeitura de Maringá numa cifra que chegaria hoje quase à cifra de 1 bilhão de reais. Sua atuação no caso BANESTADO é também vergonhosa! Não prendeu sequer o Youssef , também envolvido naquele caso.
    Moro também tem uma história torta como professor de Direito da UFPR, querendo passar por cima de decisões colegiadas daquela universidade, querendo acumular docência e Ministério Público. Devemos lembrar que ele foi bastante afoito em pegar um Prêmio da Rede Globo, desleixando completamente do conflito de interesses, quando é do conhecimento público que esta emissora está envolvida até o pescoço numa mega-evasão de divisas no SUIÇALÃO e de evasão fiscal no próprio país (estimado em mais de 600 milhões), sem contar as falcatruas envolvendo a CBF e a FIFA. Moro é um caçador de fama e holofotes. Aprecia ternos caros e capricha no olhar de pseudo-galã. Ademais, flerta com um golpe de Estado via Judiciário e trama com outro Juiz, Dell´Agnol, uma ditadura do Judiciário, fazendo proselitismo na internet, arrebentando sua própria função de Juiz. Se quer a guerrilha, que vá para a rua!!!! Sérgio Moro é um mitômano! Precisa ser investigado se faz parte de associações “estranhas”, incluindo Maçonaria, que sempre flerta com a possibilidade de golpes contra a democracia.”Marcos Cesar Danhonhi Neves Físico. Graduou-se em Física, em 1983, pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Em 1986, concluiu o mestrado em Física e, em 1991, o doutorado em Educação, ambos pela Universidade Estadual de Campinas, (UNICAMP). De 1995 a 1996, cursou o pós-doutorado pela Università La Sapienza Di Roma. Em 2010, foi agraciado com o Prêmio Paranaense de Ciência e Tecnologia (24ª edição) na categoria Ciências Humanas durante a celebração dos dez anos da Fundação Araucária.
    TODOS SABIAM DE SEU CARÁTER PODRE. SÓ OS COXINHAS O ADORAM.

  • Jalesense Orige

    Lula 2018 !!!! (Na cadeia). Valeu Moro!

  • Jalesense Orige

    Logo logo, todos os brasileiros, não alienados, vão comemorar a prisão do líder da quadrilha 171 que quebrou o país e fez lavagem cerebral numa galera que insiste que Venezuela, Cuba, Bolívia é um bom lugar pra se viver (mas não vão pra lá), infelizmente, diante de todos os fatos, desvios, insistem em apoiar ladroes. Se for contra os lulopetistas, são Temeristas obrigatoriamente, depois dizem que são democráticos. Cana no Lularapio é gratidão eterno ao Moro que desmascarou, pela primeira vez, o lixo que é a política brasileira.

  • AOS DESAJUSTADOS, AOS INCOMPETENTES, AOS ANALFABETOS POLÍTICOS , AOS INESCRUPULOSOS, AOS SEM CARÁTER, AOS INVEJOSOS, AOS QUE SÓ ODEIAM, AOS IMBECIS, AOS SEM ÍNDOLE, AOS RETROCADOS,
    AOS DESUMANOS, AOS GOLPISTAS, AOS NEO LIBERAIS, AOS FASCISTA, MAS PRINCIPALMENTE AO LULA E A CULPA DE MORO:– segue um texto tirado da Folha de São Paulo, O Globo, G1 e Estadão:–Procurador que denunciou o mensalão do PT, diz a Moro que não denunciou Lula porque ele não cometeu crime.
    Até mesmo o profundamente antipetista Antonio Fernando de Souza, o procurador-geral que atuou no mensalão de forma muito agressiva, chancelando toda aquela farsa da Ação Penal 470, defendeu o presidente Lula diante de Sergio Moro e procuradores de Curitiba, explicando que Lula fortaleceu o ministério público, a polícia federal, e rompeu com a prática de nomear pessoas do próprio partido ou de “confiança” para cargos de primeiro e segundo escalão.
    Com Souza e Claudio Fonteles, que também defendeu Lula, já são 67 testemunhas que não apenas não apresentaram nenhuma prova contra Lula, como o defenderam.
    E a mídia, mesmo assim, fica antecipando a condenação de Lula por Sergio Moro. Afinal, não importam provas. Apenas convicções, certo?
    Em novos depoimentos prestados ao juiz Sérgio Moro, na 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba, os antecessores de Rodrigo Janot e ex-procuradores da República, Cláudio Fonteles e Antônio Fernando de Souza, afirmaram que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva rompeu práticas de governos anteriores, de nomear pessoas de confiança do governo para funções públicas e cargos de primeiro e segundo escalão.
    Fonteles atuou no Ministério Público Federal (MPF) de 2003 a 2005, e Souza de 2005 a 2009. Ambos foram os primeiros colocados de uma lista tríplice votada pelos próprios procuradores, iniciada com o governo Lula, o que concedeu à corporação caráter de maior autonomia e independência.
    Prestando depoimento nos processos que colocam Lula como réu do chamado triplex do Guarujá, que sustenta o suposto benefício do ex-presidente com obras de empreiteira, como favorecimento por esquema de corrupção, os procuradores enfatizaram que Lula, ao contrário das supostas benesses, fortaleceu os órgãos de investigação, sobretudo relacionados ao combate da corrupção e, inclusive, o Ministério Público, possibilitando-o a atuar a entidade nas atuais investigações.
    LULA 2018.

  • Jalesense Orige

    10 Coisas que descobrimos no depoimento de Lula

    1) Lula foi o presidente da República que mais visitou a Petrobras na história, mas ia lá só pra passear, e não tinha qualquer conhecimento do que acontecia na estatal;

    2) A Lava Jato é um complô entre O Globo, o Estadão, o Jornal Nacional, a revista Isto é e o Ministério Público, que não se conformam em ver proletário na Presidência;

    3) Dona Marisa sempre ia passar as férias na praia obrigada, e sorria nas fotos só pra não fazer desfeita, pois odiava praia;

    4) “Vou mandar prender jornalistas” é só força de expressão;

    5) Lula quer ser atropelado por um ônibus;

    6) Lula não sabia e nem tem qualquer responsabilidade pelo que acontecia no Instituto Lula;

    7) Apesar de milionário e CEO da segunda maior empreiteira do país, o executivo Leo Pinheiro faturava um extra como corretor de imóveis, tentando vender os apartamentos que encalhavam;

    8) Lula não sabia se João Vaccari Neto e Renato Duque se conheciam, mesmo assim pediu para para o primeiro intermediar uma reunião dele com Duque porque “ele tinha mais amizade que eu”;

    9) Se a Polícia Federal apreende objetos e documentos suspeitos na casa de alguém, é o agente que fez a apreensão que precisa se explicar sobre sua origem;

    10) Aparentemente, segundo o próprio réu, a culpa foi de dona Marisa.

  • Foi Marisa!

    Novamente, Lula demonstrou que sabe fazer comicios para os petistas, no Nordeste onde domina bem os sem-letrados porem, na frente de Moro não conseguiu engana-lo com varias contradições.
    Lula queria demonstrar que é um presidente e marido alienado para por a culpa em sua equipe de assessores que roubavam o país, sem seu conhecimento mas ele, nunca! Ele não sabia?
    O pior certamente foi por culpa em sua falecida esposa na aquisição do apto triplex para investimento pessoal dela, sem ele saber?
    Certamente Lula vai querer fechar todos os “centros espiritas” para que Marisa Leticia não faça delação premiada para “puxar a orelha” de Lula

    • Do jornalista Fernando Brito:

      Os integrantes do Ministério Público e alguns colunistas que vivem de lhes fazer eco – como Miriam Leitão, que já tomou o devido “passa-moleque” da assessoria de Lula – falam e repetem, com a costumeira hipocrisia, do “absurdo” de Lula atribuir parte das decisões relativas à pretensão de compra do apartamento no Guarujá.

      “Que baixaria, que falta de respeito a um morto!”, dizem, os mesmo que recusaram à falecida a decretação de absolvição sumária prevista em lei.

      Só gente muito cínica pode apelar para isso, quando eles próprios, os procuradores, citaram Maria Letícia nada menos que 159 vezes na denúncia oferecida contra o casal Lula, aceita pelo sr. Sérgio Moro em sua íntegra.

      Dela dizem, por exemplo, que “fica claro o envolvimento de Marisa no recebimento, mediante ocultação da origem e natureza criminosa, de vantagens indevidas oriundas de empreiteiras em benefício próprio e de Lula.”.

      E ainda que “o envolvimento de Marisa no recebimento de vantagens indevidas mediante ocultação e dissimulação de origem criminosa, se corrobora também por evidências colhidas em investigação envolvendo o mencionado sítio de Atibaia“.

      Há outras, muitas outras acusações que os levam a denunciá-la três vezes pelo crime de “lavagem de dinheiro”.

      Mais cínicos ainda são porque não se reportam ao que Lula declarou durante seu sequestro pelas tropas da Lava Jato, digo, a condução coercitiva até o Aeroporto de Congonhas, o mesmo que disse agora: o apartamento foi oferecido, Marisa interessou-se e ele, não:

      Quando a Marisa voltou lá (ao apartamento) não tinha sido feito nada ainda. Aí eu falei pra Marisa:“Olhe, vou tomar a decisão de não fazer, eu não quero” Uma das razões é porque eu cheguei à conclusão que seria inútil pra mim um apartamento na praia, eu só poderia frequentar apraia dia de finados, [isso] se tivesse chovendo. Então eu tomei a decisão de não ficar com o apartamento.”

      Isso foi dito em abril de 2016, com D. Marisa viva, sem que ela tenha sido ouvida jamais para negar ou confirmar. Sob pena de mentir por contradição, Lula não poderia ter dito nada diferente do que disse.

      Mas nada interessa a essa gente, nem mesmo coerência. Tudo é objeto de explorações sórdidas, em que os que queriam meter Marisa Letícia numa cadeia se compadecem de, coitada, ter sido citada num interrogatório.

  • JALESENSE ORIGE por favor feche a boca pois esta jogando merda para todo lado.

  • LULA E A CULPA DE MORO E JALESENSE ORIGE–o boca de merda:—

    11/05/2017 POR THIAGO NASCIMENTO–JORNALISTA–TEXTO SAIU NO O GLOBO E ISTO É.
    A história do juiz Sergio Moro com o doleiro Alberto Youssef abafada pela mídia
    Os dois são paranaenses, quarentões. Sérgio Moro de Maringá, Alberto Youssef de Londrina. O primeiro vem de uma família de classe média alta, filho de professor universitário, formou-se cedo em direito, fez pós-graduação, tornou-se juiz federal, estudou no exterior. O segundo, o Youssef não teve a mesma sorte. Filho de imigrantes libaneses pobres, aos nove anos já vendia pastéis nas ruas de Londrina. Muito esperto, ainda guri, pré-adolescente, já era um ativo sacoleiro.
    Precoce, antes de completar 18 anos já pilotava monoplanos o que lhe possibilitou uma mudança de escala, um considerável avanço nas suas atividades de contrabandista e doleiro. Com menos de trinta anos tornara-se um bem sucedido “homem de negócios”, dono de poderosa casa de câmbio, especialista em lavagem de dinheiro e remessa ilegal de dólares para o exterior. Em meados dos anos noventa operava em grande escala repassando recursos que “engordavam” o caixa 2 das campanhas de políticos importantes do Paraná e de Santa Catarina, dentre eles Álvaro Dias, Jayme Lerner e Jorge Bornhausen.
    Alberto Youssef foi, também, figura central na transferência ilegal de bilhões de dólares oriundos de atividades criminosas e de recursos desviados na farra das privatizações do governo FHC.
    Em novembro de 2015, o jornalista Henrique Berangê publicou na revista Carta Capital uma instigante matéria com o seguinte parágrafo inicial: “O juiz Sérgio Moro coordena uma operação que investiga sonegação de impostos, lavagem de dinheiro, evasão de divisas intermediadas por doleiros paranaenses. Foram indiciados 631 suspeitos e remetidos para o exterior 134 bilhões de dólares, cerca de 500 bilhões de reais.” Operação Lava Jato, 2014? Não, ele se referia ao escândalo do Banestado ocorrido no final dos anos 90. A privatização desse banco estatal comprado pelo Itaú segundo estimativas trouxe um prejuízo de no mínimo 42 bilhões de reais aos cofres públicos do país. Mas antes do banco ser vendido, sua agência em Nova York foi o porto seguro dos recursos bilionários para lá transferidos pelos fraudadores.
    Na segunda metade dos anos noventa através das contas CC5 o então presidente do Banco Central Gustavo Franco escancarou as portas para uma sangria de recursos que daqui migraram para engordar as polpudas reservas de empresários, políticos, grupos de mídia no exterior. Sem dúvida o maior episódio de corrupção da história do país. Foi aberta uma CPI no Congresso, virou pizza; o Banco Central boicotou as investigações e a imprensa silenciou. Só a Globo enviou 1,6 bilhões de dólares, mais de 5 bilhões de reais. Além das grandes empreiteiras na lista dos fraudadores lá estavam também outros grupos da mídia: a editora Abril, o Correio Brasiliense, a TVA, o SBT, dentre outros. A justiça foi convenientemente lenta, os crimes prescreveram, só foram punidos alguns integrantes da “arraia miúda”. Ironias da história: a corporação Globo, futura “madrinha” de Moro cometeu os mesmos ilícitos que mais tarde seriam por ele denunciados na operação Lava Jato. Desta vez, porém, as diligências policiais e ações judiciais não foram arquivadas e Moro pôde posar de “campeão na luta contra a corrupção, herói nacional.”
    O silencio da mídia repetiu-se em 2015 quando a operação Zelotes denunciou que membros do Conselho de Administração de Recursos Fiscais, o CARF estavam recebendo propinas para livrar grandes empresas de multas aplicadas por prática de sonegação de impostos. Bilhões de reais de dívidas da Gerdau, da RBS, do Banco Safra, do Banco de Boston, da Ford, do Bradesco, dentre outras empresas e grandes grupos da mídia. As apurações preliminares estimaram que mais de 20 bilhões de dólares foram desviados dos cofres públicos, sendo este montante apenas a “ponta do iceberg”. Certamente a continuidade das investigações chegaria a valores muito maiores.
    Começou lá nos primeiros anos da década passada, o idílio Moro-Youssef, em 2003 para ser mais preciso. Apesar do protagonismo central do doleiro na prática de ilícitos, ele foi beneficiado pela delação premiada, ficando livre, leve e solto. Prosseguiu, é claro, na sua longa e bem sucedida carreira de crimes bilionários. Observe-se que na delação premiada a redução da pena ou o perdão é concedido ao réu sob expressa condição de promessa de ilibada conduta futura.
    É claro que a biografia de Youssef não poderia alimentar nenhuma esperança de regeneração, de que ele abandonasse as práticas ilícitas.
    Onze anos depois, em março de 2014, na fase inicial da operação Lava Jato, Youssef foi novamente preso por Moro. Foi constatado que ele era o principal operador das propinas que alimentaram o caixa das campanhas de inúmeros políticos especialmente do PP e do PT no chamado Mensalão 2, ocorrido em 2005. O primeiro, o Mensalão 1, o da compra dos votos para a reeleição de FHC não teve consequências porque Geraldo Brindeiro, o Procurador Geral da República das 626 denúncias criminais dos seus oito anos no cargo (de 1995 a 2003), arquivou mais de 90% delas, encaminhando para indiciamento pelo Judiciário apenas 60, justamente as de importância menor e que envolviam personagens secundários. Brindeiro ficou por isso nacionalmente conhecido como o “engavetador-geral da República“. A grossa corrupção que marcou os dois períodos do governo Fernando Henrique foi varrida para de baixo do tapete: o Ministério Público Federal e o Poder Judiciário taparam o nariz e fecharam os olhos.
    A delação premiada de Youssef realizada em 2014 e 2015 foi justificada por Moro pela importância que teve para a obtenção de provas que culminaram em dezenas de indiciamentos e prisões de importantes figuras, possibilitando a comprovação de desvios bilionários. Fala-se que a Lava Jato apurou pagamentos de propinas de valores acima dos 10 bilhões de reais, valor expressivo mas que, pasmem, representa apenas 1,7% dos valores desviados dos cofres públicos nos episódios do Banestado e da operação Zelotes.
    Segundo o noticiado, Youssef foi indiciado em nove inquéritos. Algumas ações com sentenças já transitadas em julgado resultaram em condenações que totalizaram 43 anos de prisão em regime fechado. Há ainda outras ações que, na hipótese de ocorrer a condenação, poderiam resultar em 121 anos e 11 meses de prisão. Sérgio Moro anunciou este mês que pela contribuição que a delação de Youssef trouxe para a operação Lava Jato, sua pena foi fixada em três anos, dois quais dois anos e oito meses já cumpridos. A partir de novembro ele deixará o regime fechado e vai passar os meses restantes em prisão domiciliar.
    A legislação penal tipifica o ilícito e determina a pena de acordo com sua gravidade. Cabe ao juiz na sentença aplicar a sanção que a lei determina. O que pode ser questionado na delação premiada é que não existe na lei a dosimetria que imponha ao magistrado um limite para a redução da pena. O caso de Youssef é um exemplo típico: Sérgio Moro, se considerarmos as graves ilicitudes, os valores envolvidos e as inúmeras reincidências do doleiro foi extremamente indulgente, generoso. Alberto Youssef estaria certamente fadado a morrer na prisão cumprindo as penas a que foi condenado. Em novembro, no entanto, já estará em casa e em março do ano que vem solto. Muito provavelmente preparado e disposto a cometer novos crimes.
    DOIS CORRUPTOS UM JUIZ E UM DOLEIRO**OS SÓCIOS INSEPARÁVEIS**

  • Jalesense Orige

    Irônico demais você PIU PIU.. Entendo perfeitamente seu desespero e falta de educação. Primeiro: Trouxinha de carteirinha. Segundo: A certeza de que NUNCA mais o PT “governará” este país. Triste pra você mesmo. Tire a merda da boca, a halitose fecal deve estar matando os que estão próximos a você.

  • JALESENSE ORIGE, caro imbecil não sou irônico sou verdadeiro e tão desesperado que acabei de sair da piscina de minha residência e agora ao lhe responder esse monte de merda que sai de sua latrina, estou tomando um cervejinha geladinha. Boco prepare-se para ser governado por Lula a partir de 2018 e a merda esta, como disse antes saindo desta sua latrina e afetando mais sua querida récua, pois quem a come como você e sua récua só podem coloca-la para fora ao abrir suas bocas, pois como da para perceber vives num curral junto com toda sua manada.
    E educação da minha parte só recebe os inteligentes, os de índole, os de caráter, os sem inveja, os sem ódio, os racionais, os realistas, os honestos etc…… consequentemente você só recebe o seguinte: vai tomar no seu orifício anal.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Jalesense Orige

    Resposta padrão trouxinha de qualidade. Volte pra “piscina” e continue no seu sonho, só não esqueça da realidade de que o PT nunca, jamais governará o país novamente. Seu ídolo acabou com o “partido”. No mais, o que lhe resta é usar este palavreado chulo e desrespeitoso com os leitores do blog, digno de um petista desprovido de qualquer opinião coerente, ao contrário de meu amigo Cardoso, que trata com respeito aqueles que divergem de sua opinião. Volte, volte pra piscina, mas tenha cuidado pra não se afogar em sua ignorância.

  • JALESENSE ORIGE resposta de quem é estudado ,qualificado que trabalhou durante 35 anos e hoje consequentemente já aposentado, ( muito bem ) respondendo a um Imbecil e quadrupede, não merecedor de maneira nenhuma de educação e consideração , pois o que mostrou até agora e sua desqualificação educacional, tornando-se assim um despreparado, simulado, artificial e teatral, pois não tem conhecimento para discutir fatos históricos relevantes a politica brasileira a não ser mostrar sua inveja e seu ódio, só por um individuo chamado Lula 2018, por esses motivos o considero um Burro da direita.
    Como não percebeu vou lhe dizer não sou partidarista, não quero ver PT, PSDB, DEM, PTB etc… governar, quero ver e vou ver, Lula Governar, mas mesmo assim seu estrume ele não é meu ídolo, pois meu ídolo e muito mais poderoso e bondoso e amável com os seus.
    Como posso eu respeitar um Zé Ninguém igual a ti ( um Burro ) e, isso não é para os blogueiros mas sim para o único que nasceu de uma Mula e de um Cavalo. Minhas opiniões, conclusões, meus direcionamentos, minhas ideias, minhas ideologias etc…politicas só discuto com pessoas preparadas e não com aquelas que não tem conhecimentos sobre o assunto e sempre falando as mesmas besteiras. Meu Burrinho quisera você ter minha ignorância, mas vamos lá:
    1. Por que não discutimos de quem era o avião do Eduardo Campos?
    2. Por que não discutimos de quem era a cocaína do helicóptero dos amigos de Aécio cocaína?
    3 Por que não discutimos o que causou a queda do avião de Teori?
    4.Por que não discutimos o motivo pelo qual a mulher de Cunha não foi presa?
    5. Por que não discutimos o motivo pelo qual o “Angora pode ser ministro e Lula não?
    6. Por que não discutimos o motivo que Temer pode pedalar e Dilma não pode?
    7. Por que o conjunto da obra não derruba o governo de Temer?
    8. Por que as delações dos Tucanos feitos principalmente pela Odebrecht não viram novelas no Jornal Nacional?
    9. Por que só combatem corrupção na politica e não no Judiciário?
    10. Por que não discutimos os motivos que só processam Lula e não processam: Aécio, Aloysio Nunes, Alkimin, Serra, Moreira Franco, FHC, Sarney, Renan, Maia, Padilha, entre outros todos delatados pela Odebrecht?
    11. Por que não discutimos a aposentadoria com idade minima de 65 anos.
    12. Por que não discutimos o Governo ter perdoado a divida do Banco Itaú?
    13. Por que não discutimos o governo ter perdoado as dividas com os grandes fazendeiros ( os ruralistas )?
    14. Por que não discutimos o motivo de o governo estar comprando os deputados e senadores com $$$$ e
    cargos políticos, para aprovarem suas mudanças na economia brasileira, que ira acabar com a vida dos trabalhadores ( que não deve ser seu caso )
    Burrinho escolhe o assunto e vamos ver quem é o ignorante nesta história e blog? Cai no limpo, que irei lhe dar uma aula de politica seu babaca.

  • O Lula está sendo julgado por todo mundo desde que surgiu na vida pública,pelo bem que fez e pelo mal que acham que ele também fez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *