CONSULTA VIA TELEFONE APONTA CRESCIMENTO DO APOIO A LULA APÓS PRISÃO

A foto acima, registrada por um garoto – Francisco Proner – de apenas 18 anos, rodou o mundo e ganhou meia página do The New York Times. E as notinhas são da coluna da jornalista Raquel Faria, no jornal mineiro O Tempo:

Efeito positivo

A prisão de Lula fez bem à imagem do ex-presidente segundo constatou uma pesquisa trekking (consulta por telefone para monitoramento) feita nos últimos dias por um grande instituto nacional. Nas palavras de quem teve acesso à consulta, o apoio a Lula “explodiu” na população.

Lula 7 x Moro 1

O trekking é só uma parte da vitória de Lula. A imagem da sua prisão mais reproduzida no Brasil e no mundo todo é a foto em que ele é visto de cima nos braços da multidão arrebatada. Também nas redes sociais foi nítida a empatia gerada pelo ex-presidente com sua resistência em se entregar à PF. Se a novela da prisão fosse um jogo, com o ex-presidente e o juiz Sérgio Moro no papel de competidores, o placar final seria uma goleada do tipo que a Alemanha deu no Brasil na Copa de 2014.

Tiro pela culatra

Moro e magistrados do TRF4 tentaram usar o fator surpresa para não dar tempo a Lula de espetacularizar e politizar a sua prisão. Mas, o tiro saiu pela culatra. O açodamento deu a impressão de arbitrariedade. As pessoas ficaram “estarrecidas”, segundo o trekking, com o aparente assédio judicial seletivo. O fato é que Lula dominou o jogo o tempo todo. Conseguiu o que quis: reforçar dentro e fora do país a versão do preso político, vítima de golpe, e marcar a sua retirada com um espetáculo memorável, que tão cedo não será esquecido.

9 comentários

  • AOS FASCISTAS DA DIREITA—ESTA CHEGANDO A VEZ DOS MESMOS:

    Chegou a vez de Aécio
    “E quando vai chegar a vez do Aécio?” Petistas que entoaram o mantra nas últimas semanas podem se acalmar: o STF marcou para dia 17 a sessão da Primeira Turma que decidirá se o ex-presidente do PSDB e ex-candidato tucano ao Planalto vai se tornar réu.
    O mais provável é que a Turma, composta por Alexandre de Moraes, Marco Aurélio Mello, Luiz Fux, Luis Barroso e Rosa Weber acolha a denúncia e torne o mineiro réu sob as acusações de corrupção e organização criminosa.

  • O FICHA LIMPA

    Alckmin entra na correnteza da Lava Jato e fortalece Doria para 2018.Acusado de receber 10 milhões de reais da Odebrecht, o governador tem motivos para se preocupar com a ascensão do afilhado político
    Identificado como “Santo” nas planilhas de propinas da Odebrecht e até então alvejado indiretamente por trechos de delações vazados à mídia, o governador paulista, Geraldo Alckmin, foi lançado à correnteza da Lava Jato. Em despacho assinado digitalmente em 4 de abril, mas divulgado em edição extra do Diário da Justiça na noite da terça-feira 11, o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, retirou o sigilo das delações contra o tucano, até então o menos desgastado pré-candidato do PSDB à Presidência da República em 2018.
    O caso relaciona-se aos depoimentos de três executivos da construtora, Benedicto Barbosa da Silva Júnior, Carlos Armando Guedes Paschoal e Arnaldo Cumplido de Souza e Silva. Eles relataram que Alckmin recebeu mais de 10 milhões de reais do Grupo Odebrecht em caixa dois para as suas campanhas ao governo paulista. Foram 2 milhões em 2010 e 8,3 milhões em 2014, repasses não registrados pelo candidato na Justiça Eleitoral.
    “Referidos repasses seriam implementados por meio do Setor de Operações Estruturadas da companhia, mediante o sistema ‘Drousys’. Menciona-se, inclusive, que Adhemar César Ribeiro, cunhado do governador Geraldo Alckmin, receberia pessoalmente parte desses valores e que, ao lado desses pagamentos, houve também doação oficial de 400 mil reais”, registrou Fachin no despacho, que autoriza a retirada do sigilo das delações, além de remeter o caso ao Superior Tribunal de Justiça, foro adequado para julgar governadores.
    Alckmin não aparece sozinho nas delações. Alguns de seus principais colaboradores tornaram-se alvos de novos inquéritos. Secretário de Habitação do governo estadual e deputado federal licenciado, Rodrigo Garcia também é acusado de receber doações de campanha “não contabilizadas” do Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht. O repasse foi registrado “no sistema ‘Drousys’ com a identificação do beneficiário com o apelido ‘Suíça’”, observou Fachin em seu despacho.
    Presidente da companhia de habitação municipal (Cohab) e ex-secretário da Casa Civil de Alckmin, Edson Aparecido também é alvo de um inquérito. O tucano Fernando Capez, ex-presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, teria recebido 100 mil reais pagos em três parcelas da empreiteira.
    O PSDB desguarnecido em 2018.
    Com a inclusão de Alckmin no turbilhão da Lava Jato, o PSDB vê os seus mais proeminentes quadros desgastados para a corrida eleitoral que se avizinha. Além da irrelevante e constrangera passagem pelo Ministério das Relações Exteriores de Michel Temer, o senador José Serra é acusado de receber 23 milhões de dólares no exterior, além de ter negociado outras doações ilegais em troca de favores prestados a empreiteiras responsáveis por obras do governo paulista, entre elas o trecho sul do Rodoanel.
    ESTA CHEGANDO A HORA DOS VERDADEIROS LADRÕES——-TEMER—AÉCIO—-ALCKIMIN E SERRA.

  • OS VERDADEIROS LADRÕES

    https://conteudo.imguol.com.br/c/noticias/45/2018/04/10/beto-richa-gerlado-alckmin-raimundo-colombo-e-marconi-perillo-perderam-foro-privilegiado-1523358684043_615x300.jpg

    Quatro governadores citados ou denunciados pela Operação Lava Jato que renunciaram até o último final de semana para poder disputar outros cargos na eleição de 2018 perderam o foro privilegiado e poderiam ter seus processos enviad… – Veja mais em https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/bbc/2018/04/10/os-4-governadores-citados-na-lava-jato-que-perderam-foro-privilegiado-para-disputar-eleicoes.htm?cmpid=copiaecola

  • NÃO ADIANTOU MUDAR A SIGLA DE PMDB PARA MDB—A HORA CHEGOU PARA O PARTIDO E SEUS POLÍTICOS MAIS CORRUPTOS DO BRASIL–COMANDADO POR TEMER.

    Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/04/amigos-de-temer-arrecadavam-propina-no-quadrilhao-diz-denuncia.shtml ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos da Folha estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização da Folhapress ([email protected]). As regras têm como objetivo proteger o investimento que a Folha faz na qualidade de seu jornalismo. Se precisa copiar trecho de texto da Folha para uso privado, por favor logue-se como assinante ou cadastrado.

  • Aposta errada

    Fiquei feliz em saber que a midia petista gostou da prisão de Lula confirmando que a prisão fez bem a imagem de Lula. Aquela “missa de Leticia” foi uma boa ideia. kkkkkkk
    Lula passou meses dizendo que Moro não era “homem para prende-lo” pois contratou os melhores advogados (a peso de ouro) para não ser preso. Agora, preso,os petistas dizem que Lula ganhou? kkkkkk
    Certamente, Lula não é candidato a muito tempo porem vive fazendo showmicios. Para que? Eu não seu!
    Parece que o PT vive um pesadelo mas está feliz pois a realidade é que a idolatria a Lula não deixa o partido ter outro candidato. Está apostando errado.
    O partido não consegue viver a realidade

  • jales ex buraco sp

    a turma do Ctrl atacou por aqui,nem sabem o que estão falando importante e compartilhar…99% mentiras!

  • Ajudem Lula antes que "ele morra de fome e de sede"

    No ano passado, Moro e o TRF-4, da Lava Jato bloquearam R$ 16 milhões das contas de Lula, pelo caso do triplex. Agora, a justiça de São Paulo bloqueou os bens de Lula, de Paulo Okamoto, do Instituto Lula e da L.I.L.S., empresa de palestras do petista. Para garantir o pagamento de quase R$ 30 milhões em dívida fiscal com o governo federal. Cadê o Lulinha?
    Deputados e senadores do PT vão contribuir mensalmente com uma vaquinha para pagar as contas pessoais de Lula. Okamoto disse que “não tem mais como pagar água, luz, telefone de seu apartamento nem convênio médico, advogados, nada”. Apesar que o governo paga uma cela, em Curitiba!
    Ele está sem recursos para bancar as despesas depois que suas contas pessoais e as do Instituto Lula foram bloqueadas pela Justiça.

  • O mercado achou que atacando o Lula fortaleceria o Alckmin, porém, algumas pesquisas indicam uma grande migração de votos para Jair Bolsonaro. Em SP Bolsonaro já ganha de Alckmin. Pesquisas no Centro-Oeste indicam Bolsonaro com mais de 40 por cento, ou seja, o tiro saiu pela culatra. http://abracadabravideo.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *