CORONEL DA PM RENUNCIA POR DISCORDAR DE COLEGAS BOLSONARISTAS E CHAMA PRESIDENTE DE ‘ESTELIONATÁRIO’ E ‘ESPERTALHÃO’

Nem tudo está perdido! O coronel traçou um retrato perfeito do Bozo. A notícia é da IstoÉ:

O coronel da reserva da PM de São Paulo Glauco Carvalho apresentou nesta quarta, 8, sua renúncia ao cargo de vice-presidente da Associação de Oficiais da PM em razão de discordar da maioria dos demais associados, que apoiam o presidente Jair Bolsonaro. A decisão foi tomada após reunião da diretoria, na qual Glauco expôs seus motivos.

Em carta entregue aos colegas, ele disse: “É a decisão mais coerente que eu poderia tomar. Se apregoo e defendo a democracia, nada mais justo e lícito que pedir minha saída, uma vez que o eleitorado da Associação de Oficiais é majoritariamente bolsonarista”, afirmou.

Glauco comandou o policiamento da capital do Estado antes de passar para a reserva. Em janeiro, em entrevista ao Estadão, disse que se sentia envergonhado como militar diante de “tantas ações atabalhoadas, extravagantes, ridículas e mesquinhas” do governo Bolsonaro. Na carta entregue nesta quarta, o coronel volta à carga contra o presidente.

“Convivi com um jovem deputado chamado Jair Messias Bolsonaro no inicio dos anos 90. Ele é a antítese do que é um militar na acepção lata da palavra”, afirmou.

“Como todo espertalhão, prega a ordem, mas descumpriu a ordem estabelecida em normas legais no final dos anos 80. Como todo falastrão, defende o militarismo, mas foi um indisciplinado por excelência. Como todo estelionatário, prega moralismos, mas é useiro e vezeiro em transgredir preceitos éticos públicos. Como todo incauto, despreza e desdenha da doença e da dor alheias. Como todo insensato, cria confusões e disputas em torno de problemas que na realidade não existem. Como todo radical, agride verbalmente e ofende seus adversários. Como todo imaturo, não pode ser contrariado. Como todo estulto, quer valer-se das armas para depor os mecanismos pelos quais ele foi alçado ao poder. Como todo arrivista, quer o poder pelo poder”, disse Glauco.

O coronel também criticou a aproximação de Bolsonaro com o ‘centrão’, afirmando que o Planalto hoje ‘depõe sua confiança em parte do estamento político contra o qual fez toda sua campanha’, como Roberto Jefferson e Valdemar Costa Neto. “Suas relações incestuosas com a família Queiroz são o retrato mais aparente da prática delituosa da família Bolsonaro”, afirmou Glauco.

Dicionário:

“acepção lata” = interpretação mais ampla.

“arrivista” = indivíduo ambicioso que se utiliza de quaisquer meios para conseguir seus intentos. 

“estulto” = burro, estúpido, idiota, ignorante, imbecil, inepto, lerdaço, néscio, palerma, parvo, pateta, tolo.

Obs.: Segundo o escritor Rubem Fonseca, há uma diferença entre ignorante e “burro”. O ignorante até consegue aprender e mudar de opinião. Já o “burro” não consegue. Boris Johnson, por exemplo, aprendeu alguma coisa quando foi infectado pelo coronavírus e mudou seu discurso negacionista. Já o Bozo…   

3 comentários

  • Bolsonaro e seus inimigos

    O que tem a ver a Associação da PM/SP com o Bolsonaro? Nada! Mas os petistas estão chiando muito. Estão caindo fora. É a despetização! Bolsonaristas estão rindo a toa. É o que eles querem!
    O coronel aposentado sai atirando em Bolsonaro para ganhar elogios dos petistas. São 5 minutos de fama, na mídia petista. Mas tem muita gente do PT, no governo Bolso. Ele precisa deles!
    Nem todos os homens de confiança dos governos do PT incomodam o Bolsonaro. Funcionários públicos que estiveram no círculo de poder de Lula e Dilma, hoje recebem afagos de Bolsonaro. Pelo menos 71 dos 180 integrantes (39%) do primeiro e do segundo escalão, a cúpula da administração federal, estiveram em postos importantes das gestões petistas.
    Entre os que sobreviveram ao discurso de “despetizar” o Brasil estão servidores muito próximos de Bolsonaro, como os ministros Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) e Gustavo Canuto (Desenvolvimento Regional). Já um governo petista, demitiria todo mundo que tenha participado do governo anterior. Seriam vistos como inimigos potenciais.
    São todos iguais

  • so jumento votou no bozo

    EXISTE LUZ NO FIM DO TÚNEL. um policial que pensa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *